A Gruta do Lou

Um profeta bem trapalhão

No capítulo 10 de Mateus encontramos a narrativa da missão dos doze discípulos. Jesus os envia com um discurso exótico, no qual lhes profetiza, em detalhes,  sofrimento e grande perseguição. Entretanto, nada lhes aconteceu. Profetiza ainda o aparecimento do Filho do Homem, antes de terminarem o trabalho missionário nas cidades de Israel, e isso deveria significar o início do Reino Messiânico durante o tempo da missão deles e, para piorar ainda mais, não os espera voltar, por isso. E ninguém apareceu. Por que raios Jesus fez isso, se nada aconteceria? Não me venham com a velha desculpa de se tratar de frases de Jesus coletadas após sua morte. Nem o Roberto Jakob seria tão asno ao ponto de atribuir-lhe profecias não cumpridas. O texto original me convence plenamente que Jesus prometeu perseguições aos discípulos, bem como o pronto surgimento do Filho do Homem divino, embora isso nunca tenha acontecido de fato. De onde ele terá tirado essas idéias mirabolantes, no que ele costumava ser pródigo, diga-se, e mais, diante disso, ele não teria ficado na maior saia justa diante de seus seguidores?

Adaptação dos estudos dos evangelhos sinóticos de Albert Schweitzer

7 thoughts on “Um profeta bem trapalhão

  1. Pingback: Lou Mello
  2. Mateus plagiou (com o perdão do anacronismo) Marcos e foi escrito depois da dispersão do ano 70. Ele falava de eventos que já haviam passado quando ele escrevia. Essa é a tal tribulação. É provavel que esperassem a volta do filho do homem, dessa vez com o poder que não demonstrou da primeira vez, para logo, a fim de reestabeler o que o general Tito havia destruído. Eram uns tolos, assim como nós que esperamos ainda.

    Também não precisa espalhar… 🙂

  3. A promessa de perseguição não é muito atrativa.

    Agora me pergunto, onde é que você achou o texto original, das escrituras?

    🙂

    Não fui eu, foi o Schweitzer, mas me referia ao texto grego, obviamente. Tenho dois exemplares aqui. Essa história dos originais é outro grande engôdo. O texto é esse mesmo, composto nas catacumbas da santa igreja católica, antes da Reforma para os protestantes e o outro com os apócrifos, depois da Reforma, mas só para quem for batizado e crismado por um digno representante do Vaticano. Por isso nunca foi encontrado, se não me engano.

  4. Por que??? pergunto eu, por que raios Jesus fez isso???
    Me responda!!!, hein, hein???

    Mais provável é que seja um defeito na narrativa e não nas ações do Mestre. Se preferir, considere a profecia como linear e não pontual. Isso costuma aplacar a ira dos adeptos da inerrância bíblica. 🙂

  5. Lou, para que você faz estas perguntas que se eu tivesse tido perguntaria direto à você ? Agora estou encasquetada com isso e você vai ter de me explicar.

    Então fiquei pensando nos pobres dos discípulos que saíram para a missão pensando em perder a cabeça, morrer crucificado e voltaram mais gordos, com cara de satisfeitos. Talvez, por isso, Jesus não os tenha esperado. Não queria pagar esse mico. Bom, eu tentei.

  6. É simples: Jesus sempre esteve errado, bendito é aquele que nos pastores acredita…

    Não sei. Jesus me parece ter encarnado como um crédulo, utópico e até irresponsável, afinal nunca trabalhou. Às vezes esperava demais dos homens e até do pai dele. Bom, todos nós sabemos onde isso o levou.

  7. Que jesus cara de pau!
    Eu blasfemei?

    Na verdade, isso deve ter sido obra dos homens do canon. Não que Jesus não cometesse erros, a proposta dele era encarnação total como ser humano e isso só prova o sucesso dele. Mas o pessoal tem dificuldade em concebê-lo essencialmente como homem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *