A Gruta do Lou

Solilóquio do cumprir anos

Enfim, o ano começou e segue seu curso inexorável. Hoje é o último dia de mais um ano e amanhã o primeiro do resto de minha vida.

Estranho, pois não tenho uma idéia completa e definida sobre o que farei. Apenas alguns vagos lampejos, ora mais claros ora obscuros. Continuarei insistindo com a consultoria, desenvolver o Projeto Coração Valente e voltar a tratar os Dependentes Químicos. A Da. Arlete gostará de saber dessa última parte. Estaremos em nossa cidade, isso será bom. Não me peçam detalhes, o certo é, eles ainda não chegaram a um tamanho que nos permita divisá-los.

Temos uma mesa, duas cadeiras, um computador meia boca e um telefone emprestado. Meu escritório. Minha empresa. O Blog continuará enquanto durar. Estudarei alguns temas mais acuradamente. As angustias e o desespero são meus pratos favoritos. Pretendo comê-los bem quentes e temperados. Kierkegaard, Heidegger, Camus, Sartre e Lacan estarão sobre a minha mesa, devidamente espreitados por uma velha Bíblia e um senhor de meia idade, canastrão, fanfarrão e cansado. Entretanto, convém estudar para manter acesa a chama e não dar tréguas à memória e seus filhos neurônios, loucos para vagabundear.

Sem promessas de ano novo. Serei eu mesmo, sempre que possível. Tentarei decepcionar menos e ser mais generoso com todos. Talvez descubra, daqui um ano, pelas estatísticas, ter falado em quantidade menor e ouvido mais. Quem sabe consiga ajudar abundantemente, ser ajudado raramente e aparecer suavemente, seja por onde for. De Deus, receberei o presente de ser e existir, até quando lhe convier.

Se der, viajarei. Andarei além e retornarei para confirmar que o melhor lugar é mesmo a minha casa. Mas não creio que chegarei nem perto do Pólo Sul, muito menos do Norte. Gostaria de navegar por aí, voar sentindo o prazer da liberdade e sonhar muito, mas menos em relação ao fazer. Se tiver um teto sobre as nossas cabeças, o que comer, um fusca em bom estado e roupas nas gavetas, com minha esposa feliz pelos cantos da casa, os meus filhos à roda de nossa mesa, sob o som estridente dos gritos dos meus netos, venderei tudo e darei a troco disso. Feliz serei e abençoado homem temente a Deus, continuarei.

Se ninguém escrever uma linha, quiçá uma palavra, terei me bastado como sempre foi. Deus salve a vida e os dias dela.

11 thoughts on “Solilóquio do cumprir anos

  1. Pingback: Lou Mello
  2. Lou!Você me deu tantos presentes…
    Eu só posso daqui dizer: obrigada, parabéns, Deus te guarde…

    Aceite o meu abraço,cheio de ternura…

    Obrigado. Sou o maior beneficiário por aqui.

  3. Feliz Aniversário! Que Deus seja sua ajuda sempre presente!

    FELICIDADES =)

    Obrigado e que nosso Deus ajude a todos nós, sempre.

  4. Iniciar o ano fazendo aniversário deve ser muito desafiador…

    Sei que seus desejos são bons e creio que nosso Pai celestial há de ouvi-lo ainda…

    Apesar da distância e dos esparsos contatos te considero um amigo especial..

    Conte comigo sempre, principalmente com minhas orações..

    Abração Lou

    Que a PAZ que Cristo tem para oferecer seja contigo e tua familia.

    Oba! Tenho um amigo especial, que ora por mim e minha família e ainda deseja a paz de Cristo para nós. Isso é muito mais do que possa desejar.

  5. Drão, o amor da gente é como um grão
    Uma semente de ilusão
    Tem que morrer pra germinar
    Plantar n’algum lugar
    Ressucitar no chão nossa semeadura
    Quem poderá fazer, aquele amor morrer
    Nossa caminha dura
    Dura caminhada, pela estrada escura

    Drão não pense na separação
    Não despedace o coração
    O verdadeiro amor é vão
    Entende-se infinito, imenso monolito
    Nossa arquitetura
    Quem poderá fazer, aquele amor morrer
    Nossa caminha dura, cama de tatame
    Pela vida afora

    Drão os meninos são todos sãos
    Os pecados são todos meus
    Deus sabe a minha confissão
    Não há o que perdoar
    Por isso mesmo é que há
    De haver mais compaixão
    Quem poderá fazer, aquele amor morrer
    Se o amor é como um grão
    Morre nasce trigo
    Vive morre pão
    Drão, Drão

    Gilberto Gil

    Êh! Lulão!!!!! Viva a Vida!

    Viva a Vida! Obrigado, grande letra do Gil.

  6. Para mim você é um novo amigo!
    Parabéns pelo seu aniversário!!

    Roger

    Obrigado. Tenho carregado um pouco do seu cansaço e de suas sobrecargas. Sei que o ano passado não foi fácil e várias vezes lembrei de vocês em minhas orações. Afinal, não é todo dia que me ligam da Alemanha.

  7. Só porque está de idade nova nao tem post hoje?

    Passando por aqui para te abracar e te desejar muitas bencaos.

    Abracos

    Obrigado. Na verdade, esse era o post do dia. Meio preguiçoso não programei para ele aparecer no dia 08, mas a postagem aconteceu nos últimos minutos do dia 07. Entretanto, o dia 08 teve uma agenda repleta e em São Paulo. Não teria conseguido postar nada, mesmo.

  8. Já deixei no Iogurt o meu abraço e meu desejo que Deus te abençoe muito. Aqui, só pra reforçar: a Gruta continua sendo morada de todos nós, graças a ti. Obrigado por tudo e que venha mais um ano!!!!

    Sim, eu vi lá. Muito obrigado. Até que andamos juntos no ano passado. Vamos tentar manter a Gruta como uma morada de todos nós, sim. Afinal, é muito chato morar sozinho. 🙂

  9. “Deus salve a vida e os dias dela”, entre os quais abençoe muito o seu!
    FELICIDADES, MUITAS FELICIDADES, apesar da angústia e do desespero.
    PARABÉNS LOU! PARABÉNS!

    Obrigado. A angustia e o desespero não são características minhas, mas faz parte do ser humano. Kierkegaard e Haidegger ensinaram o lado positivo desses sentimentos e vale a pena conhecer. Grutenses podem obter grande benefício se descobrirem esses pensadores fenomenais.

  10. Parabéns em atraso Lou!
    Que possas estar por aqui até Deus entender que é bom para todos nós!
    Saúde, paz e amor é o que te desejo!
    E lembra-te:
    Don’t Worry, Be Happy! 🙂

    Obrigado. Sei que daí só posso esperar pelo melhor. Não estou muito preocupado. Tenho razões de sobra para crer na presença e provisão divina. Claro que ele não segue a nossa agenda, mas está bom e melhorando. Logo estaremos em nossa cidade natal e isso nos fará bem. Sejam felizes também, por favor.

  11. Lou,

    já que você mencionou, deixo aqui registrado que também liguei no dia do seu aníver. Infelizmente você deveria estar trabalhando ou atendendo algum convite de seminário, pregação ou palestra.

    Obrigado por dividir a carga.

    Abrçs

    Vi o registro do seu telefone no identificador, quando voltei e fiquei torcendo para você ligar de novo. Pena eu não estar na hora. Mas agradeço de montão. Que honra, nossa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *