Os amigos de Jesus

 

Jesus tinha preferência extrema por maltrapilhos. Ele gastou grande parte do seu curto tempo ministerial com gente do tipo: pobres, cegos, coxos, leprosos, cardiopatas congênitos, famintos, pecadores, prostitutas, cobradores de impostos, endividados, perseguidos, marginalizados, cativos possuídos por espíritos imundos, oprimidos e sobrecarregados, gente que não conhecia seus direitos, multidões como ovelhas a caminho do matadouro, crianças, últimos contumazes, e com as ovelhas perdidas da casa de Israel.

Texto adaptado de trecho do livro Evangelho Maltrapilho de Brennan Manning