A Gruta do Lou

Orgulho

Quarta-feira, Junho 07, 2006

O orgulho é um sentimento perverso e necessário, será? Perverso aos prepotentes e inseguros. Necessário aos demasiadamente humildes. Já dizia a Karen Horney: “Todo neurótico é orgulhoso.” Penso não errar, invertendo essa afirmação. “Todo orgulhoso é neurótico” ou numa linguagem mais aceita pela comunidade, hoje em dia, “os orgulhosos sofrem de distúrbio bipolar.”

Grande parte dos defensores da chamada ortodoxia bíblica, orgulha-se de ser adepta dela. O mesmo dá-se com simpatizantes de posicionamentos liberais, com os praticantes da adoração e louvor, com os utilitaristas e os neo-pentecostais. Um bando de loucos.

Esses dias, assisti a uma entrevista com o Oscar Niemayer, velhinho e, lá pelas tantas, ele diz. Sou ateu e me orgulho disso. Louco.

O Dr. Adib Jatene (fundador do Instituto do Coração) e ex-ministro da saúde, quando perguntado, por Jô Soares, sobre seu futuro, disse: Estou tentando livrar-me do orgulho. Um louco mais consciente.

Poderia citar muitos orgulhosos conhecidos. Orgulho-me disso. Na verdade, tentar dialogar com um desses orgulhosos é loucura. Cita-los, não menos. Orgulho de ser pastor, ou profeta, ou presidente, ou burro, ou apóstolo, ou escritor coloca todos no manicômio.

Eu não sou louco. Orgulho? Só se for de não me orgulhar de nada ou de escrever em um Blog.

E você? De que se orgulha?
# posted by Lou @ 2:32 PM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *