A Gruta do Lou

O Questionário de Proust na Gruta

Marcel Proust

Bom, não sei se perceberam ou quanto, mas essas páginas estão cheias de influências de vários autores. Como o propósito da Gruta é voltado às pessoas sofredoras, não é nossa prioridade citar nossas fontes, constantemente, embora seja adequado.

Depois de relutar muito, resolvi revelar uma de minhas fontes, considerando o bem que seus escritos podem fazer a todos. Sugiro começar por “Em busca do tempo perdido”. Dado ao tamanho da obra (sete volumes) há o risco de alguns partirem dessa para melhor (tem quem acredite nisso) sem ter lido tudo. Claro que estou me referindo a Marcel Proust.

“A verdadeira viagem não consiste em chegar a novas terras, mas em ver com outros olhos”

(aviso que essa citação já faz parte de minha introdução ao Antigo Testamento, quando abordo as viagens de Abraão)

Mas meu desejo, hoje, é bem modesto. Circulou por alguns blogs o famoso questionário com as 29 perguntas de Proust. Resolvi respondê-lo e desafiar os leitores que são blogueiros a fazer o mesmo em seus blogs. Entendo que esse será um exercício bem próprio aos grutenses. Lá vai:

1. Qual é a sua maior qualidade?

Admitir que não tenho qualidades, embora procure disfarçar.

2. E seu maior defeito?

A preguiça e ser capaz de responder a primeira pergunta.

3. A característica mais importante em um homem?

A Longanimidade.

4. E em uma mulher?

A feminilidade.

5. O que você mais aprecia nos seus amigos?

Lealdade. Por isso não tenho amigos.

6. Sua atividade favorita é…

Lecionar, ensinar, educar, enfim essas coisas.

7. Qual a sua idéia de felicidade?

Praia, sol, minha mulher, meus filhos, areia, sorvete e pizza.

8. E o que seria a maior das tragédias?

Continuar vivendo em Sorocaba e sem carro.

9. Quem você gostaria de ser, se não fosse você mesmo?

O Khalil.

10. E onde gostaria de viver?

Ilha Bela, litoral de São Paulo e/ou em um modesto castelo no sul da França ou Itália.

11. Qual sua cor favorita?

Amarela.

12. Uma flor?

Orquídea.

13. Um pássaro?

A calopsita aqui ao lado.

14. Seus autores preferidos?

Dostoievski, Tolstoi, Cervantes,

15. O os poetas que mais gosta?

Cecília Meireles e um pouco do Fernando Pessoa

16. Quem são seus heróis de ficção?

Fantasma, Mandrake e o tenente Rip Masters

17. E as heroínas na ficção?

Lara de Dr. Jivago e a personagem da Thea Leone em “Um homem de Família”.

18. Seu compositor favorito é…

Beethoven e Bach

19. E os pintores que você mais curte?

Van Gogh e Renoir

20. Quem são suas heroínas na vida real?

Dedé, Rose e Sandra Cadamuro.

21. E quem são seus heróis?

Amir Klink, Ghandi e Martin Luther King.

22. Qual sua palavra favorita?

Sensibilidade.

23. O que você mais detesta?

Pessoas que não querem aprender.

24. Quais são os personagens históricos que você mais despreza?

Antioco Epifânio, Poncio Pilatos, Hitler e Getulio Vargas

25. Quais dons naturais você gostaria de possuir?

Tino comercial, ouvido musical e profecia.

26. Como você gostaria de morrer?

Da mesma forma que vim ao mundo: sem nada.

27. Qual seu atual estado de espírito?

Desesperançado.

28. Que defeito é mais fácil perdoar?

Roer unhas.

29. Qual é o lema da sua vida?

Não tente mudar os outros.

Estão desafiados: Ale, Vilma, Raquel, Tinoca, Flávia, Paula, Christiani, Geórgia, Dáuvany, Lússandra, Paulo Brabo, Volney,
Rubinho, Jorge, Hernan, Wander, Anderson, Nelson, Junior, Pescador e todos que puderem e quiserem.

PS: Os que estiverem com o link é porque já responderam. Não deixe de conferir. Responder tem suas recompensas.

13 thoughts on “O Questionário de Proust na Gruta

  1. a sensibilidade, foi o que mais gostei e apreciei… está clara a razão da existência da gruta… a tua sensibilidade!
    quanto ao desafio… well deixas-me a pensar… bençãos e uma páscoa real

  2. Gostei do lema. Desafio aceito. Creio que nesta semana, estarei com um pouco mais de tempo, apesar dos trabalhos do seminário.
    Uma boa páscoa pra vc e toda a família e que a esperança volte a reinar em seu coração.

  3. Foi bom conhecer um pouco mais de ti…!
    Quanto ao desafio… bem!
    Talvez o aceite… ando numa de preguicite aguda 🙂 hehehhehe
    Um abraço e lembra-te: a esperança é a última coisa a morrer!

  4. Obrigado pelo convite, mas não sei se me apetece responder a esses (longos e redutores) inquéritos. Logo se verá.
    Abraços

  5. Ainda há pouco aceitei um desafio de responder, mais um menos um…
    Ok.
    God bless you.
    T.

  6. ps: essa das qualidades… não engoli não!
    Há, e OBRIGADA pelo carinho sincero!
    God bless you.
    T.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *