A Gruta do Lou

O mito da web

Mitos da Web
Mitos da Web

Pode ser impressão minha, mas os caras mais proeminentes, nas mais variadas áreas, não se expõem muito na Internet, exceto os famosos da própria web. Nem Bill Gates e Steve Jobs escrevem muito na rede. Nada de blog ou Twitter. O mesmo acontece com famosos do púlpito como o Bispo e a turma dos propósitos. Só a decadência e os postulantes escrevem muito, casos de Caio e esse que vos escreve agora. Ele já teve cem livros publicados e eu estou esperando emplacar o primeiro.

Eles estão certos, quanto menos escreverem menos munição darão ao inimigo. Boca fechada não entre mosca. Mas tenho minhas desconfianças. Escrever não é coisa para florzinhas. Tanto faz se você é homem ou mulher, estou falando de vagabundagem. Meus textos são meio vagabundos, mas escrevo quase todos os dias há quatro anos. Fez as contas? Isso mesmo, isso dá uns mil e quinhentos textos, considerando que escrevi mais de um por dia, várias vezes.

Jesus só escreveu uma vez e na areia bem perto do mar. A primeira onda levou seu post embora e nunca soubemos de que se tratava. Foi preciso seus limitados discípulos escreverem suas ideias nada ortodoxas para que tivéssemos alguma ideia das ideias do mestre. Mas aí, você e eu sabemos, problemas de interpretação, tradução, etc. Gente importante não se expõe. Fica de bico calado. Dizem que não é fácil gravar o Bispo falando. Não sei, nunca tentei e há farto material no Youtube. Pessoal da futilidade é quem gosta de seguir os passos dessa gente cheia de grana.

Ultimamente a blogosfera anda fraca. Talvez eu esteja sendo parcial aqui, mas dos meus mais de cem feeds no Blogline, tenho encontrado meia dúzia de posts diários, sem falar que acrescentei uns marketeiros e esses tipos escrevem pacas, ou mandam algum de seus lacaios fazê-lo.

No começo, imaginei que os blogs dariam muito trabalho à pastorada. Mas a máxima de que “a Palavra é o que menos importa na Igreja”, prevaleceu. Talvez o pessoal da música tenha sido mais afetado pela net. A Internet veio junto com a globalização e aproximou tudo de todos. Estamos nos tornando uma única aldeia. Logo seremos um só povo, falando uma única língua, adorando um só deus, escrevendo um mesmo alfabeto, usando o mesmo teclado e a mesma roupa. Um mundo global uniformizado e cenário ideal para a volta de Cristo, se bem que segundo a Bíblia ele virá buscar a sua igreja, apenas e nem aterrissará sua aeronave ou celestenave. Que beleza. Pelo menos o Aristóteles estará dando vivas em sua tumba, pois isso era tudo que ele sonhava.

Como diria o Zenon, os gregos inventaram tudo, depois deles não apareceu nada de novo, nem a internet  Dizem até que os evangelhos são a forma encontrada para veicular as idéias platônicas entre os pobres. Não acredito nisso, Platão não se rebaixaria à ralé e Jesus jamais foi um mito. Eu sou o mito.

102913_1540_Maisumadmir3.jpg

5 thoughts on “O mito da web

  1. Pingback: Lou Mello
  2. hahaha fantástico…

    Tenho pensado muito sobre este lance da exposição. Mas há certa ironia quando você diz que apenas os decadentes são corajosos para se exporem. A laia dos que ainda não o fazem irão perder espaço, gradativamente e inevitavelmente.

    Talvez como nos tempos de Aristóteles e Platão, só serão ouvidos aqueles que EXPÕE a si mesmo e a suas idéias. A internet é o ambiente que está resgatando a velha necessidade de se comunicar.

    Profeta mesmo era o Chacrinha quando profetizou que todos estes popstars da fé se “estrumbicariam” por se preservarem demais.

    Abraços.

    Enfim, esse não é o nosso caso, além de nos expormos a granel não nos preservamos nadica. E eu passei longe de ser um pop star. 🙂

  3. Pingback: Ariovaldo Jr
  4. Quando pensei em existir num comentário, Ariovaldo falou o suficiente, acrescentar??!

    Bem, Steve e Bill queriam ganhar pra eles, jogada triunfal, segredo. Mas estamos pra perder, e o escrito escorre nossa merda pelas mãos…

    Enfim, é o que nos resta fazer. Melhor do que guardar algo que acabará nos sufocando. Mas que dá uma inveja…

  5. TORRE DE BABEL !!!!!Cada vez mais alta…cada hora uma
    uma linguagem nova…um grande laboratório para se exaltar o ego.
    Steve e Bill sabem que abriram a caixa de Pandora…e dessa vez, não fecharam a caixa a tempo… a esperança está acabando.

    Bom, Deus sempre poderá aparecer e enviar cada um para um lado, falando linguas estranhas e diferentes. Crentaiada está se preparando para isso há tempos. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *