A Gruta do Lou

O desajustado

O Desajustado

O que você diria de um homem, com mais de trinta anos, sem trabalho, rebelde e desobediente, desses que andam por aí contestando a tudo e a todos, negando-se a fazer o que se espera dele, chamando os governantes de raposas e os sacerdotes de raça de víboras?

Um cara que não lava as mãos antes de comer e ainda diz, ironicamente, que o mal é o que sai pela boca e não o contrário. Um subversivo sem vergonha que não acredita em eleições e, muito menos, em tendências tendenciosas, desconfiando dos falastrões e suas promessas mirabolantes. Um tipo que não liga para dinheiro, não fala em sexo e não está nem aí para o nosso Iphone 4. Meu, quem confiaria em um tipo assim? Pior, um megalomaníaco que ficasse por aí se dizendo filho de Deus, a verdade e a luz.

Seguramente, você e eu não o quereríamos em nossas igrejas, nem mesmo como amigo em nossas redes sociais. Assim que o descobríssemos em nosso Twitter, o bloquearíamos compulsoriamente. Sai fora, meu!

No mínimo, você o recomendaria para uma boa terapia, certo? Um sujeito assim é um desajustado e precisa se enquadrar. De repente, até um tratamento psiquiátrico, com Lexotan, Rivotril, Neuzine, e outros tarjas pretas. Quem sabe um tratamentozinho a base de choques elétricos, ou até um tempinho em uma boa prisão de segurança máxima. Não é?

Não se preocupe, faz uns dois mil anos que tratamos de colocar caras como esse no seu devido lugar. São uns folgados.

morcego-12

 

5 thoughts on “O desajustado

  1. E num mundo em que existe regra até para ser alternativo, em que tem maneira certa de despentear o cabelo e em que se vende roupa rasgada de forma milimetricamente pensada, esse cara seria desajustado inclusive em relação às normas de como uma pessoa ‘desajustada’ deve se comportar?

    [LH, você não me deixa quieto, rapaz…]

    Embora calado, tô sempre por aqui! Abração.

  2. Sujeitinho inútil hein?
    Seria facilmente dispensado em uma entrevista de RH, pois sua aparência não se encaixaria nos padrões civilizados.
    E ainda brinca de curar com as mãos? Só pode ser maluco mesmo, doente mental, ao afirmar que é das crianças o verdadeiro reino!!
    Bom artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *