A Gruta do Lou

O Advogado de Deus

chico_anysioChico Anísio

Assim como o diabo tem seu advogado, alguém escolhido a dedo para advogar as causas infernais e já que insistimos em viver subjugados por um maniqueísmo exacerbado, os céus resolveram escolher servos dedicados e zelosos, especialmente quanto a doutrina, para advogar as coisas celestiais e, sobretudo, a pessoa de Deus, é  o advogado de Deus.

Não falo por ninguém e não estou disposto a atingir qualquer pessoa, em especial. Se olharmos para trás, veremos, em meus textos, várias tentativas de defender Deus e isso saiu da minha pena.

Andei pensando e me peguei perguntando, que Deus é esse? Ele é tão poderoso, dono de toda a sabedoria, capaz de estar em todos os lugares ao mesmo tempo, cheio de doutrinas e leis, com legiões de anjos a seu serviço e um monte de panacas, como eu, dispostos a dar a vida por Ele, por que precisaria de advogados para defendê-lo?

É incrível. Não posso ver alguém falar mal de Deus, nem um bocadinho, sou o advogado de Deus e não permito. Pô! Falo apenas o que sinto. Se me sinto só e desamparado, espiritualmente, querem que eu diga o que? Oh! Estou no mato sem cachorro, mas Deus está comigo. Haveria maneira pior do que esta para ridicularizar Deus?

A mulher estava pesando 38 kgs, havia perdido todo o cabelo, não conseguia exprimir mais do que três palavras quase inaudíveis sem se cansar. Mas eu, o advogado de Deus estava lá, dizendo que ela tinha pecados não confessados ou não sabia louvar do jeito certo, que não conhecemos os caminhos de Deus, ou advogando o amor supremo e incompreensível de Deus.

Se Deus fosse mesmo bondoso ele não precisaria de advogado. Assassinos, ladrões, golpistas, corruptos, inquilinos, devedores, ex-maridos e ex-empregados… é que precisam de advogados. Os habitantes das Grutas, em geral, não vivem sem um bom advogado. Deus mesmo percebeu isso e fez de seu único filho, nosso advogado.

Ele faz o que bem entende. Manda matar populações inteiras, despoja a quem quer, ausenta-se o quanto deseja e ninguém tem nada com isso. Sem falar na roubada para qual enviou o único filho. Se as pessoas se metem em encrencas, endividam-se, adoecem, casam, tem filhos, etc…; não é problema dele. Sei disso, e me sinto um miserável. Mas daí a ousar não defendê-lo …

Deus anda por aí sim, basta olhar nas diferenças e injustiças entre os irmãos da Igreja. O pastor ora por um faminto e vai para casa jantar. Se alguém reclamar, seu advogado estará lá pronto a defendê-lo: mas o pastor é servo do Senhor!

Pode ser que você esteja perto de um dos protegidos dele e respingue alguma benção em você. Mas isso é muito raro. Falo isso inocentemente, acreditando nas histórias contadas pelos fiéis, dando conta de orações respondidas e benesses de toda ordem atribuídas ao divino.

Comigo não tem acordo. É bucha sobre bucha. Sou um desequilibrado espiritual. Já era emocionalmente comprometido e fui me meter com Deus. Vivo esperando para ver minhas orações respondidas. Já falei para Ele que não precisa atender aquelas direcionadas a mim. Basta responder as que beneficiariam os meus amados e todos os necessitados desse mundinho infame. Só que ele não recebe seu próprio advogado e, muito menos, responde minhas orações. Favoravelmente, é claro.

E mais, advogados de Deus não ganham nada. Trabalham de graça e são ridículos. Nem contratados foram. Se forem ao tribunal não terão procuração de Deus para mostrar ao juiz.

Mas, falando sério, Deus é bom. Confie nele. Quem confia em Deus não passará privações e muito menos vergonha. O mal não atingirá a sua casa. Se sair na chuva, não se molhará. Se passar pelo fogo, não se queimará. Só precisa ter fé. Entrega teus caminhos a Ele e o mais Ele o fará. Eu garanto.

Faz mais de trinta anos que faço essa mágica. Confie em mim.

 Capricornio PB

7 thoughts on “O Advogado de Deus

  1. Wander

    Não lembro se já contei a história da mágica da gravata que faço há mais de trinta anos. Qualquer hora o farei e aí ficará claro a minha posição, em termos de confiabilidade. (Se esquecer, me lembre por favor).

  2. Deus realmente é bom!!! O problema é que misturamos a queda da raça com seu amor.
    E esssa da gravata?? Não conheço não!

  3. Rubens

    Se eu fosse você, também diria a mesma coisa aos seus filhos.
    Acho que vou ter que contar a história da gravata.

  4. Também não entendo porque gostamos de defender Deus. Acho que estamos na verdade defendendo a nós mesmos. Ninguém, que eu saiba, defende o deus dos outros. Vejam! Eu mesmo escrevi “deus” dos outros com letras minúsculas. Sou rápido em defender “meu” o Deus (vede que até grafei em maiúsculas novamente, que meu preconceito é maior que eu), mas não estou disposto a defender Alá ou Shiva, por exemplo.
    Esse nosso Deus, o Deus do cristianismo, se for tudo o que Dele dizemos, não precisa mesmo ser defendido. Aliás, Ele não precisa de nada, muito menos de nossa presença. Somos totalmente desnecessários.
    Recolhamo-nos à nossa insignificância.
    Mas tem aquele detalhe de Jesus ter morrido por nós. Isso, se for verdade, faz toda a diferença…

  5. Me lembrei de um capítulo de Chaves numa viagem, acho que à Acapulco. E um diálogo de seus personagens num grande hotel:

    Kiko: – Mamãe posso entrar na piscina?
    D. Florinda: – Sim filho …, mas não vá se molhar!

    Algo assim!

    É verdade Deus não precisa de advogados, afinal ele é o Juíz, quer dizer Pai.

    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *