A Gruta do Lou

Nosso Salvador laico

laicismo1Estranho Jesus de Nazaré não ter se ocupado com a psicologia. Sempre desconfiei do currículo do Salvador. Ele gastou muito tempo às voltas com a teologia, coisa pouco indicada a um Rabi. Não fez nenhum sermão sobre os relacionamentos. Abordou o divórcio do ponto de vista dos dogmas e com uma boa ênfase em direito. Imagine só, o monge Galileu não deu a menor atenção ao diálogo, pois nunca chamou ninguém para sentar e conversar. Com ele era mais na base Fidel Castro: “Escuta que eu te falo”. Tão pouco orientou seus discípulos a conversar mais com suas esposas. Nunca analisou o relacionamento entre pais e filhos e ainda cometeu o engano de considerar a decadência humana proveniente do pecado ao invés de culpar traumas e/ou a vida intra-ulterina.

Pior ainda foi sua atitude com os pestinhas (as crianças). Primeiro foi inocente o suficiente para declará-las prontas para o Reino de Deus. Absurdo! Depois, ao invés de orientar os pais das deficientes a matriculá-las nos programas de inclusão, as curava.

Heresia! Jesus foi mesmo mal preparado para sua tarefa e foi meio penteca, pois acreditava em milagres. Ninguém sabe direito quais foram suas leitura ou quais os cursos preparatórios teria feito. Andaram chamando-o de mestre, mas seu nome não consta em nenhuma escola fornecedora desse grau de instrução. Liguei para a Metodista, para o Mackenzie, PUC e Faculdade Batista e ele não passou em nenhuma delas. Como pode? Seria ele um impostor?Uma pessoa sem nunca ter lido Kierkgard, Pascal, Kant, Nietzsche, Schopenhauer, Yancey, Maclaren, Stott, Lewis, Pessoa, Manning, Nouwen e muitos outros, não merece meu respeito. Nem ouse me telefonar e, muito menos, enviar um E-mail. Como deixaram o Filho de um Carpinteiro fazer parte do Canon bíblico não sei. Aquele Josefo não era nada confiável.

O mais impressionante é mesmo, repito, o Nazareno não ter o menor conhecimento de Psicologia, Pedagogia, Assistência Social e Direito. Isso sem falar em medicina. Ele deveria ter sido preso por charlatanismo, depois de todas aquelas curas sem o devido diploma médico. Ah, se fosse em nossos dias! Tava ferrado. Não seria necessário toda aquela ginástica de Pilatos para enviá-lo à cruz. Era só mandar o BOPE (ou a ROTA) buscá-lo e trariam um cadáver sufocado, sem maiores delongas.

Talvez eu vá ao debate. Tudo bem pagar para entrar. Se Jesus tivesse alguma noção de Marketing teria cobrado inscrições para o Sermão da Montanha, a Última Ceia e a Crucificação. Afinal precisamos discutir a violência. Aquelas baboseiras pacíficas do Homem de Nazaré não tem a menor relevância em um cenário pintado com sangue e porções de carne humana.

Acho tudo isso muito estranho, pra não dizer paradoxal, pois ninguém foi mais laico do que Jesus, se não me engano.

Eu sigo por aqui, acabo de receber um telefonema do plano de saúde que estamos pleiteando, o único com estrutura adequada em Sorocaba. Me comunicaram algo sobre o médico responsável querer entrevistar nosso filho. Estou suspeitando de algo estranho por aí. Engraçado, os planos de saúde são para quem não tem problemas de saúde. Jesus não entendeu isso. Ele devia ter iniciado uma Igreja para quem não tivesse problemas de nenhuma natureza. Além disso, nem tenho como levá-lo a essa reunião. Nem ao INCOR estou conseguindo levá-lo, quanto mais a um programa de índio desses.

lousign

10 thoughts on “Nosso Salvador laico

  1. É…. nem sempre o Mestre é convidado a estar em alguns lugares…

    Mas em contrapartida, nossa esperança consiste nas suas palavras, que nos asseguraram,que Ele não nos abandonaria..

    Vai exegese e muita hermeneutica para interpretar isso, né…

    Abraço

  2. O melhor das suas ironias é a ousadia de brincar com os textos bíblicos =D

    Mestre da Gruta, Deus abençoe ae essa entrevista. Vai dar tudo certo, mesmo que o certo não seja o que a gente espera! Abração!

  3. Olha, eu concordo com o Ricardo viu. Eu fico de queixo caído com as suas idéias…

    Deus abencoe vocês e ao médico também nessa entrevista.

    Por aqui, desde a semana passada todos na cama, mas nao juntos como eu queria, kakakakakka. Primeiro cai um resfriado e depois os outros em fila indiana.

    O blog de cara nova novamente?

  4. Hoje eu falei de Jesus, e você também. Mss você o chama de “Salvador”, e eu, de “Gozador”.

    Visões diferentes, portanto.

    E eu vejo que isso é bom.

    Não vou entrar aqui falando de exegese nem de hermenêutica, porque não entendo dessas coisas… rs!

    Só quero te apresentar duas frases de Jesus, que considero fundamentais.

    A primeira, no belíssimo Sermão da Montanha:

    “Olhai os delírios do campo…”

    A segunda, naquele momento crítico em que todos diziam querer apedrejar Madalena. Quando Jesus então grita:

    “Aquele que não a tiver pegado, que atire a primeira pedra!”

    Foi Georgia quem me fez o convite a vir aqui. Gostei. Do convite e do blog.

    Abraços, flores, estrelas..

    (Tive que reescrever o comentário, pois o primeiro, talvez, deu erro.)

  5. Georgia

    Infelizmente, o outro template tem um problema que ainda não sou capaz de resolver. Entretanto, esse tem recursos como nem um outro WordPress tem. Por enquanto vamos assim, mesmo porque, estou sem tempo para dedicar a isso.

    Obrigado a todos pela força e fé. Vamos ver o que acontecerá naquela entrevista. Bençãos grandes para todos.

  6. Se o Nazereno resolvesse ser Mineiro, Fluminense, Paulista ou Paraense, aos delongas do Pilatos não seriam mesmo necessárias. Bastava o Código Penal e o BOPE.
    Boa sorte na entrevista.
    Abraços.

  7. Compreender Jesus assim…
    Mas tú é oudado mesmo não?

    Lou, espero de coração que tudo corra bem prá vocês.
    Te enviei um email sobre o “Coração Valente”.
    Abraços pr’oceis!
    🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *