A Gruta do Lou

Não desperdice oportunidades

Algumas pessoas são tão talentosas e, se fossem dadas oportunidades a elas, o resultado seria covardia. Mas elas fazem das tripas coração e conseguem resultados fantásticos, mesmo sem a ajuda do universo e seu criador ou sob forte oposição. Entretanto, outras vivem suas vidas nadando em um mar de oportunidades, recebendo do bom e do melhor, sem merecimentos, mas pouco ou nada fazem com elas. Parece ser uma tremenda injustiça, uma loucura dos anjos entregando dádivas às pessoas erradas.

Tenho medo de afirmar algo como: “se eu tivesse as mesmas oportunidades de A ou B, então vocês veriam com quantos paus se faz uma canoa”. No entanto, não sendo pródigo em oportunidades, assisto perplexo meus companheiros de jornada pós moderna perdendo oportunidades sem fim. Há um pastor norte americano chamado John Piper, alguns já ouviram falar dele e até o conhecem. Ele esteve no Brasil, anos atrás. Se você entrar em minha página no YouTube o encontrará entre os meus favoritos. Nada demais. É um cara sério e obstinado a viver segundo a Palavra de Deus. Tem um monte de defeitos; é tão ou mais feio que eu, calvinista, batista e conservador. Nada disso compromete seu trabalho. Ele não tem desperdiçado oportunidades. Dificilmente você encontrará alguém mais presente com suas mensagens gravadas em vídeo e postadas no YouTube. Esses vídeos não são a oitava maravilha do mundo, mas inspiram.

Enquanto Piper usa e abusa da Internet em prol do evangelho, e disso ele não está disposto a abrir mão, mesmo depois de ter descoberto um câncer em sua próstata, milhares de outros pastores e cristãos, com as mãos cheias de oportunidades, fecham-se em seus castelos medievais que chamam de “a minha igreja” e só dirigem a palavra a aquela porção ínfima de pessoas engessadas. São incapazes de enxergar a dimensão dos instrumentos disponíveis em nossa era para liquidar a fatura desse tempo presente e trazer Jesus Cristo de volta à terra. No máximo, você achará um ou outro videozinho de algum culto doméstico deles.

Claro, há os extremos inversos. Gente usando meios de comunicação atuais para realizar suas lambanças ambiciosas e egocêntricas. Apesar de que, Deus não se faz de rogado e usa a todos segundo seus próprios interesses mega espirituais. Como disse o Ruben Cesar Fernandes: “A Igreja Universal do Reino de Deus é o psicólogo do pobre.” Se eu fosse Deus, proibiria o povo de freqüentar essa abominação, mas ele tem essa insistente bondade incompreensível e irritante.

Tudo bem. Não vamos conseguir mudar nada disso, mesmo. Mas se você é um desses tigres adormecidos em suas jaulas confortáveis, por favor, não desperdice suas oportunidades. Sua igreja, ou você mesmo, deve ser rica o suficiente para comprar uma boa câmera ou até montar um Studio legal para gravar suas mensagens. Cuide apenas de assegurar a exatidão bíblica e evangélica delas e suba-as para o YouTube. Faça a sua igreja emergir da prostração através desse meio, também. Precisamos da igreja emergente. Claro, pode ser um mega site, ou até um big blog Brasil. Não desperdice suas oportunidades.

11 thoughts on “Não desperdice oportunidades

  1. Meu velho – 82 anos – pai, depois de mais de 50 anos como pastor, pregando para plateias de 30, 50, 100 pessoas, tem hj em seu – dele – blog um público semanal de mais de 200 pessoas!!! Alguns da Europa, outros de cidades distantes da São José dos Campos onde ele mora. Alguns são velhos amigos, separados pelo tempo e pela distância, mas unidos pelo blog. Outros são pessoas com quem dificilmente faria amizade. Mas estão lá, unidos pelo interesse em aprender um pouco com o velho. Que maravilha, não?
    Acho que nem ele percebe o alcance.

    Não disse?

  2. Rubinho, seu pai é “o cara”.

    Idéia: vamos subir um vídeo no you tube sobre a gruta?! heim, heim???

    Beth, fique a vontade para fazê-lo.

  3. Falando a respeito do que OUVIMOS E LEMOS, CHOREI. Não me envergonho de dizer isso.Talvez os grutenses pensem que essa grutense boba, que entrou agora na gruta é meio louca… ou talvez nem pensem nada, na verdade não importa. Esse cara John Piper em sua simplicidade de exposição mas em sua vontade de fazer entender que Jesus não nos convida à facilidade, mas ao contrário, diz que quem serví-lo, carregará sua própria cruz também, me emocionou e me fez lembrar de um livro que li anos atrás chamado “Quando Deus Abandona”. Não é uma grande obra. É um livro simples, escrito por M.Craig Barnes, um pastor que um dia viu sua vida esvair-se através de um terrível câncer nas tireóides. Lutou de todas as maneiras, para viver e escreveu o livro que citei. O livro nos trás:
    1-PERDENDO NOSSAS VIDAS-Quando resolvemos deixar nossas vidas para trás e assumirmos nossa nova vida com Deus.
    2-OPORTUNIDADE TERRÍVEL- Quando a Graça de Deus nos encontra, uma Graça que muito nos assombra.
    3-UM LUGAR PARA ONDE NÃO GOSTARÍAMOS DE IR – Chegaremos lá apenas se tivermos abandonado a esperança de retornar ao lugar onde gostaríamos de estar.
    4-ABANDONADO PELO SUCESSO-o sucesso é apenas uma das razões de que precisamos de um salvador.
    5-ABANDONADO PELA SAÚDE- O quebrantamento é uma das melhores oportunidades de viver com o Salvador.
    6-ABANDONADO PELA FAMÍLIA- Pelo luto, pelo divórcio, ou pela segregação involuntária que a família pode proporcionar.
    7-ABANDONADOS POR DEUS – Quando nos encontramos com Ele, temos a impressão de que Ele nos abandonou, porém descobrimos que não foi Deus, mas nossa imagem de Deus que nos abandonou.
    8-DOXOLOGIA – O outro lado do abandono é que se torna uma expressão de gratidão. O caminho através das perdas é longo e repleto de dores. Isto custa as nossas vidas.
    No fundo do abandono, a única coisa que restou foi o amor de Deus, mas, estar só com o amor de Deus é a única maneira de encontrar uma nova vida.
    Não tenho a menor condição de colocar nada no You Tube, mas coloco isso aqui, se servir pra alguma coisa já tá bom.

    À você querida amiga Rose, que um dia leu este livro mas que hoje já não está entre nós. Flor linda do jardim que o Jardineiro colheu.

  4. Só agora consegui assistir. Comovente. Comovente a participação da Jacira, também.

    Então, emoções proporcionadas pelos meios à nossa disposição nessa era pós moderna.

  5. Lou, esse texto me fez lembrar dos vídeos do Rob Bell! Já assistiu algum?

    Ele deve ter contribuído de alguma forma e em alguma proporção. Já assisti alguns, sim.

  6. Não sei porque, mas penso que Deus não precisa dessa encenação. Ainda acredito que uma boa prática e uma palavra simples permitem que as pessoas entrem em contato com o seu poder e não com o do “Pastor” que fala.

    Prá mim é ótimo como um teatro!

    Não sei. Acredito que tudo à nossa volta existe com o aval divino para servir como ferramentas a seus propósitos evangelistas. Acho que ele anda meio impaciente em acabar com isso logo. Se não me engano, nossa geração se afastou muito do alvo, como nunca antes, por incrível que pareça.

  7. Mas veremos ainda o remanescente se lançar contra as portas do inferno e elas não prevalescerão… O movimento começou, vamos nessa.

    Difícil é convencer os outros a entrar na Arca.

  8. A porta que Jesus falava era a que dá acesso ao Pai, e só quem entra por ela é Ele e as ovelhas que o seguem… As demais portas são do inferno e só entram ladrões e roubadores…

    Pense nisso!

    Então, mais uma razão para evitar a baixada fluminense.

  9. Lou,

    Vc é inteligente e sabe de que ladrões e roubadores estou a falar!

    Sim, não resisti a tentação de brincar com você. Mas veja a resposta ao seu comentário anterior, onde falo um pouco mais sério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *