Além do que sou capaz

E. Stanley Jones

“Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou: Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda.” E o homem andou.

Esses homens (Pedro e João) não lamentaram a pobreza, nem mesmo a suportaram – usaram-na. Introduziram a pobreza no propósito da sua vida e fizeram que ela contribuisse para objetivos mais elevados. O fato é que se tivessem dinheiro, teriam atirado uma moeda ao mendigo e isso teria sido o fim de tudo – o estarem aptos naquele terreno teria impedido um bem mais elevado.

E. Stanley Jones em Cristo e o Sofrimento Humano

Powered by ScribeFire.