A Gruta do Lou

Jesus de Nazaré no Brasil (Parte 3)

Edição revista e corrigida

Pessoal

Não sei se foi sorte ou milagre de Deus. Mas os roteiristas encerraram a greve assim que leram meu post de ontem e pudemos dar continuidade à nossa série. Legal né? Então aproveite.

pachadams1.jpg

Pach Adams

No último capítulo, Ferra estava encerrando a reunião com seu secretariado. Tudo terminou com Ferra ordenando a todos para o manterem muito bem informado, com relatórios semanais, no mínimo. Seu fiel ajudante de ordens, perguntou se relatórios diários não seriam mais apropriados e o governador, como sempre, concordou com o garotão.

Enquanto isso, em algum lugar desconhecido, Jesus ceava com seus discípulos. Um deles, de nome Judas aproximou-se e beijou o Mestre. Olhando-o ternamente, o Filho do Homem disse: “Vá e fazes o que tendes de fazer”.

O cara saiu de lá chispando. Tomou o ônibus até a estação do metrô e daí até a sede da Polícia Federal, perto da Estação Barra Funda. O plantão era do Dr. Armando Cunha Pinto. A princípio não acreditaram no que ouviam. Acharam melhor chamar o pastor da Igreja Batista da Água Negra, (uma igreja formada pela dissidência negra da Água Branca) ali pertinho, para tirar as dúvidas. O pastor principal não estava. Quem atendeu o chamado foi um dos pastores auxiliares, o Pastor Alioswaldo. Depois de interrogar o monge, cuidadosamente, como é de seu costume, diagnosticou: É autêntico. Mas tem jeito de traidor. Vejam como é branco. Os brancos são o câncer da humanidade. Ele está pedindo US$ 30.000,00 pelo serviço. O Dr. Pinto foi logo avisando: “Bom, essa parte é com vocês”. Alioswaldo puxou o celular de última geração do bolso e apertou uma tecla. Em seguida começou a conversar com alguém. Só deu para o ouvir ele repetindo o valor e o tá legal final. Desligado o telefone, tirou o talão do bolso, fez as contas do câmbio do dia e preencheu o cheque, entregando-o ao traidor.

Dr. Pinto chamou todos os homens disponíveis e de posse do endereço fornecido pelo Judas da hora gritou: “pessoal para os carros que hoje nós faremos a maior prisão de nossas vidas. Alguém aí avise a Globo e as outras. Ah! Não digam nada à Record, senão eles irão dizer que é falta de liberdade religiosa ou algo assim”. Todos saíram correndo para o pátio. Só dois carros estavam funcionando e chegar por último significaria não achar lugar e ter que ir ao local da prisão por conta própria. Dr. Pinto demorou a levantar e, quando chegou aos carros, eles estavam lotados. Ele é enorme e tem grande dificuldade para entrar em lugares apertados. Mesmo assim tentou entrar, de todas as formas. Primeiro fez várias tentativas para entrar na frente e não conseguiu. Daí tentou entrar atrás e foi muito pior, pois estava ainda mais apertado. Depois de tanto esforço, Dr. Pinto acabou amolecendo. Sentou e declarou solenemente: “Se eu não for, ninguém vai.” Afinal Dr. Pinto é quem manda na casa. Depois de alguma discussão, dois policiais mais gordos resolveram dar lugar ao chefe. Dr. Pinto se animou e levantou novamente. Dessa vez não ouve dificuldade para o Dr. Pinto entrar na frente, e a gozação foi geral.

Cruzaram as ruas da cidade zunindo e com as sirenes completamente abertas. Parecia o enterro do Ayton Senna. Todo mundo saiu para ver a Polícia Federal passar. Do prédio da PF até o local da prisão eles levaram 45 minutos, marcados no relógio do celular do Pr. Alioswaldo. Celular que foi utilizado pelo Dr. Pinto para falar com o promotor, o Dr. Fernando Capetaz. “Alo, Dr. Capetaz? É o Pinto. Estou indo prender aquela pessoa, conforme combinamos. Foi mesmo uma sorte, um dos seguidores dele o traiu e deu o serviço por US$ 30.000,00. Como? De jeito nenhum. O pessoal da Igreja Batista é que pagou. Mas Dr. Capetaz, eu preciso saber sob qual acusação farei a prisão, o senhor pode me dizer? O que? Sedição? Mas que raios é isso? Está bem. Mas é melhor o senhor estar lá na sede da PF quando voltarmos para explicar isso para a imprensa, pois eu não faço a menor idéia do que seja. Certo. Obrigado e câmbio final.”

7 thoughts on “Jesus de Nazaré no Brasil (Parte 3)

  1. Lou, eu juro que a desmiolada aqui nao entendeu nadinha de nadica. Bem…, entendi sobre o enterro do Airton porque estava em Sao Paulo nessa ocasiao embarcando aqui prá Alemanha. Tenho estado como a Bel, lendo, mas depois com uma preguica de matar as formigas, kakakakak pra comentar.

    Abracos em vocês

  2. Georgia

    Deus foi bom com você. Talvez tenha sido melhor você não entender nadica dessa bobagem toda. A única coisa importante é mesmo sua presença e apoio. Deus te abençõe.

  3. Eeeeeeeeeeeba, sexo e sangue, ou seja, o Lou voltou! Sabia que o Dr.Pinto tem um irmão? Chama H. Romeu Pinto.

  4. Lou

    Esse anúncio (abaixo) que aparece na gruta, tem alguma coisa a ver com a história ??

    Graças do Sagrado Coração
    Saiba Como Sua Família pode Recebê-las. Foi Ele Quem Prometeu.

    Se tem, eu não entendi bem esse pedaço…..

  5. Fábio

    Com toda a certeza os anúncios têm a ver com tudo, mas não foram colocados aí em consonância com esse texto. Acho que foi só uma coincidência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *