A Gruta do Lou

Invejosos, velhos e safados

Nós, metidos a teologizar, somos todos invejosos, velhos e safados.

Dizia o irmão Hoover (ex-diretor da ESTE a extinta Escola Superior de Teologia Evangélica, onde lecionei, também, para minha vergonha) que todos os dias, ao passar em frente à PUC (Pontifícia Universidade Católica), seu caminho obrigatório, em direção ao trabalho (i), perguntava a Deus por que ele era submetido a tal humilhação diária.

Lembrei disso nos últimos dias com toda aquela badalação em torno de Sua Santidade o Papa Bento (Benedictus) XVI. Puxa! E eu, com todos os meus atributos espirituais, aqui sem lenço e sem documento.

No ano dois mil, caiu em minhas mãos, trazido pelo Robson Ramos, um manual cujo título era “Depois de Amsterdam” e que foi produzido pelo staff do Billy Ghram.

Acho que cheguei a falar com o Volney sobre isso. Ví lá no Blog do Ed Rene Kivitz uma propaganda para o Fórum Jovem de Missão Integral a ser realizado, aqui pertinho, em Itú – SP entre 7 e 10 de junho, próximos. Fuçando um pouco, descobri que alguém levou aquela apostila a sério. O Ed e o Ariovaldo trabalharão como preletores, nesse mega evento.

Deixe-me ver aqui em minha agenda…. 7 até 10 de junho…é não daria mesmo para aceitar, pois já estou comprometido com minhas próprias insignificâncias.

O Hoover e eu sempre fomos dois grutenses natos. Nascemos para ser low-profile e ponto. Pior é que tenho certo prazer nisso, embora não pareça. Já contei a todos que prefiro não falar, afinal, segundo minha nova versão da Bíblia, o peixe morre pela boca. Essa mesma juventude de Itu, alguns anos passados, me ouviu dizer que pais agressores de filhos menores são covardes. Imagine. Temo que eles não gostariam de me ver por lá, novamente.

Mas eles estarão bem servidos pelo Ariovaldo, pelo Ed e todos os outros. O que eu poderia falar sobre missões que eles não saibam com muito mais propriedade que eu. Só se eu falasse alguma coisa da Albânia, da África….Xi! Mas isso foi no século passado, acorda meu!

Melhor é ficar por aqui pensando como pagar as contas do mês, isso se o despejo não vier. Pessoal está morrendo de medo de falar comigo. Nem perco tempo em ligar. Todo mundo sabe que estou, desesperado, atrás de trabalho. Pior que dizer não, é o cara me fazer algum favor por compaixão. Para trás de mim Satanás!

O Khalil melhorou e está quase bom. Deixou um baita post lá no Guia Postal, não esqueça de conferir. Como sempre, ele me animou ao máximo. Quase peguei minha mala e fui com ele para Jerusalém, escondido na bagagem dele. Mas meu cordão é curto e fiquei. Seria o supremo ato de covardia com a Dedé, Thomas, Pedro e Carolina.

Alguém nesse mundo há de aproveitar algum de meus conhecimentos, nem que seja meu saber em fuzarqueologia. Bem, o Mestre disse: “Cada um permaneça na condição em que foi chamado” e eu o desobedeci, larguei minha profissão, perdi tudo, doei o resto e fui dedicar-me à missões.

Agora, aqui estou com cara de criança sem doce e, ainda por cima, com inveja dos meus amigos. Deus tenha piedade de mim. Sou mesmo imperdoável.

Por outro lado, se eu acreditasse mais em predestinação, estaria na boa. Com certeza, mais ou menos dias, alguém me ligaria oferecendo alguma coisa fantástica. Talvez até, uma palestrinha em algum eventozinho por aí. Afinal, só existe predestinação para salvação e êxito.

Quem manda não crer. Se tivesse lido mais o Calvino. Também, aquele maldito tradutor das Institutas era adepto de português clássico. Ninguém entende aquela geringonça. Fora o resto, o comentário ao livro de Romanos que procurei a vida toda e ainda não achei. Só encontrei um de Gálatas e aqueles outros todos, rê-editados há pouco tempo.

Como diz o Shedd: só sobre predestinação o Calvino escreveu mais do que poderia ler durante minha vida toda. E tem moleque com vinte e dois anos dizendo que já leu tudo isso e que o Brabo mente quando fala sobre o Calvinismo. Pode?

Também, quem está ligando? Certo estava Paulo (o apóstolo) quando escreveu em Romanos 2:1 que nos condenamos naquilo que acusamos. Vai ser sábio assim no inferno, digo, lá longe. Da aqui essa rosa. Mal me quer, bem me quer, mal….

Capricornio PB

9 thoughts on “Invejosos, velhos e safados

  1. Acho que eles não te chamam pq vc nao tem o discurso vitorioso e prospero que, em regra, a maioria gosta.
    Seu ministerio é este, na Gruta, ajudar os Grutenses, contente-se (fácil falar né).
    Talvez vc nao seja chamado para palestras tbém pois não devem gostar de invejosos, velhos e safados, quem sabe!?

  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!
    Como sempre dentro das suas verdades vc hilariza.

    Dívida paga a você lá na Saia Justa. Tá vendo o que é convocar dona de casa, mae de filhos e mais uma aborrecente que chegou pra quebrar o silencio que havia? Só posso pagar minhas dívidas ao grutense com muito atrazo, mas pago.

    Grande dia

  3. o Wander tem razão, Lou! 🙂 🙂
    ou muda o discurso ou fica na Gruta e pronto!!!
    🙂
    beijos,
    alê

  4. “Também, aquele maldito tradutor das Institutas era adepto de português clássico. Ninguém entende essa geringonça.”

    É verdade. Eu preferi ler em espanhol.

    Mas já há uma nova tradução, esta inteligível. Deve custar os olhos da cara.

  5. oi Lou!
    te lancei um desafio (:) desafio mesmo..)
    dá uma olhada no nosso blog, ok?
    🙂
    🙂
    beijos,
    alê
    obs. tô curiosa pra ver seus 5 lugares…. 🙂

  6. Pingback: Lou Mello

Deixe uma resposta para Wander Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *