A Gruta do Lou

Indecifrado: “Desculpe, só falo por parábolas e enigmas”

Conhecer as preferências literárias de alguém, é uma excelente forma de decifrar esse alguém. Pessoalmente, tomo o cuidado de mentir sobre as minhas, a fim de não dar pistas muito facilmente. Mas concordo com a técnica. Talvez essa seja a razão pela qual o Zukemberger faça tanta questão de tornar esse dado meio imprescindível nas informações do perfil de sua rede caça niqueis. É provável a maioria fazer como eu, despistando os interessados e os desinteressados abelhudos ou, simplesmente, tente ser quem não é.

Entretanto, creio poder afirmar o fato de Jesus Cristo ter lido os livros dos Reis, Jó, os profetas Jeremias, Oséias (meu profeta preferido) e, sobretudo, Salmos e Provérbios, sem falar no grande profeta. Como ele era o cordeiro sem mácula, tenho todos os motivos para acreditar que não mentiu em suas declarações de leituras. Nesses livros ele aprendeu e adotou o habito de expressar-se cuidadosamente, sempre através de parábolas e enigmas. Não me surpreenderia se descobrisse serem todos esses livros parábolas e enigmas, também, afinal, o pai de Jesus não faria por menos que seu filho.

Quem sabe, todo o evangelho seja uma grande parábola enigmática, ou até a missão do salvador seja um grande enigma a ser decifrado.

Desencriptar não é lá o meu forte, mas sou curioso, muito mesmo. Não sou mineiro, agora, sou desconfiado e craque em dissimular minhas cismas. Geralmente leio um cara muito rápido, pelos gestos, o jeito de falar, sua classificação em termos dos impulsores, o modelito, pequenos gestos, educação, seus pertences, etc., dão as pistas. Por outro lado, dificilmente ele notará meu senso observador. Essa habilidade adquirida ao longo da vida ajuda muito na decifração dos enigmas dispostos pela minha trilha.

Creio que ajudará bastante a seguinte dica: um grande enigma, geralmente, está cercado de vários enigmas menores. Portanto, decifrar um deles não significará, de jeito nenhum, encontrar o diamante escondido, apenas mais uma etapa vencida e, muitas vezes, tempo perdido. Um bom construtor desses jogos costuma dispor subterfúgios e falsas pistas para afastar os espertinhos do alvo principal.

Sendo assim, levando em conta que Jesus em pessoa mencionou o salmo alto e claro, há uma grande chance do enigma principal ainda permanecer indecifrado. A Grande Missão, a Via Sacra, a Cruz, a Ressurreição e tudo mais, seriam apenas peças do grande quebra cabeça. Avançando um pouco mais, todas as nossas teorias teológicas, incompletas

.011914_1906_Teologiasem2.jpg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *