A Gruta do Lou

Dia do Furacão Latrina

Sei que ninguém perguntou, mas responderei assim mesmo. Quem quiser que leia.

Estava em contagem regressiva, alguns dias atrás. A cada dia, junto com o post, mencionava quantos dias faltavam. Mas acordei deprimido certo dia (coisas de pessoas bipolares), abri o Blog e nenhum comentário nos últimos três posts. Decidi parar de escrever. Chega.

Ai, acordo melhor nos outros dias, embora o Latrina continue se aproximando resoluto e respondo alguns comentários. Alias, anunciar o fim do Blog foi ótimo. Igual chorar quando se está doente. Até a Mônica me consolou. Fiquei emocionado com todos.

Um dos amigos blogais, percebendo que o divino não se manifestaria no caso do Latrina, resolveu me ajudar e montamos uma operação anti-Latrina. Hoje, é o dia do Furacão. Até agora não tive notícias se nossa operação se consumou favorável. Cada ventinho que sopra me dá calafrios. Se por um lado estou confiante, por outro, temo que algo tenha dado errado. Não seria novidade alguma, pois, essa é a história da minha vida.

Pedro (o apóstolo) diz para não sofrermos como um criminoso, mas como cristãos. Então tá, estou sofrendo como um cristão. Que ninguém veja meu estado maltrapilho ou ouça meus gritos de dor, para não estragar meus galardões.

Se o Latrina passar sem deixar marcas em nós ou não nos matar já estará muito bom.

Sinto que alguém conspira contra minha saída da Gruta.

6 thoughts on “Dia do Furacão Latrina

  1. É seria a volta de quem nunca foi.
    A idéia é usar o tempo em busca de novos rumos.
    Mas gosto de escrever e não abrirei mão desse prazer. Talvez, menos intensamente.
    Ainda não sei se na Gruta ou em novo projeto. As limitações do Blogger me incomodam. Vamos ver. Aceito sugestões.

  2. Se não fosse o administrador de rede da minha empresa eu certamente viria aqui diariamente, como vou lá na Bacia, e você teria pelo menos um comentário. Mas, você sabe que estou amordaçado…

  3. Hernan

    Já orei para Deus mandar fogo na cabeça desse cara.

  4. Pingback: Lou Mello

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *