A Gruta do Lou

Destino ou Predestinação?

LOS ANGELES, CA - FEBRUARY 03: EXCLUSIVE ACCESS. Actress Maria Bello presents the Outstanding Directorial Achievement in a Comedy Series award onstage during the 59th annual Directors Guild Of America Awards held at Hyatt Regency Century Plaza on February 3, 2007 in Los Angeles, California. (Photo by Kevin Winter/Getty Images)
LOS ANGELES, CA – FEBRUARY 03: EXCLUSIVE ACCESS. Actress Maria Bello presents the Outstanding Directorial Achievement in a Comedy Series award onstage during the 59th annual Directors Guild Of America Awards held at Hyatt Regency Century Plaza on February 3, 2007 in Los Angeles, California. (Photo by Kevin Winter/Getty Images)

Maria Bello

20º dia do Jejum pró abertura dos comentários na Bacia das Almas. Minha médica queria me dar soro, hoje. Recusei, obviamente. Estou disposto a dar minha vida pelos comentários na Bacia. Afinal, morrerei mesmo se não puder comentar mais lá.

Aviso Importante:

Novamente o limite de tráfego (2 Gbs) da Gruta, no Servidor atual, atingiu a marca crítica de 80% e há o risco, como no mês passado, de termos que terminar o mês lá no Blogguer.
Infelizmente ainda não deu para mudar de servidor, devido a problemas técnicos. Quem sabe no mês que vem aconteça.

Não sei se é destino ou predestinação. Mas estamos próximos de algum acontecimento não planejado e recorrente em nossas vidas. Não sabemos bem como será, nem quando, mas está para acontecer.
Como lembrei ao Adalberto (meu advogado no caso), sou orgulhoso demais para alguma solução simplista, caso ele (ou os outros amigos de Jó) queira me sugerir algo.

Escrevi um comentário no blog da Poliane (morando na Índia) sobre a característica embutida na cultura indiana que gera uma atitude contemplativa e radical em boa parte daquele povo peculiar.

Por mais que me esforce, nunca consegui viver dessa maneira por escolha própria, mas reconheço que, involuntariamente, não consigo me livrar dos acontecimentos repetitivos, como se tivesse vindo ao mundo para revivê-los ciclicamente.

Como todos nós sabemos, Calvino foi um exótico. Menos pelas coisas que escreveu e mais pelos seguidores que gerou. O Bush é calvinista, por exemplo. Mas sou obrigado a engolir a possibilidade dele estar certo e eu errado. Pelo menos ele não luta contra sua sina. Enquanto eu, teimo em rejeitar a minha. Sou mesmo um rebelde sem causa. Já me rebelei tanto que nem sei mais por que me rebelo.

Nesse caso, prefiro o jeito indiano, tão bem descrito no filme Passagem para a Índia, principalmente pelo personagem de Alec Guiness, como citei anteriormente. Está acontecendo porque tinha que acontecer e ponto. Confie no seu destino. Deus está nele. No fim, todos caminharão pelo rumo certo. Dá para acreditar?

Não, não consigo. Prefiro aquela letra ridícula do Geraldo Vandré com aquele versinho comunista: “quem sabe faz a hora não espera acontecer”. Tem mais a minha cara. Problema, é que se não posso evitar o meu destino, também não consigo fazer a hora, ou o agora. Se na predestinação não há porque viver, no existencialismo ateu viver é um saco.

Deus meu, porque nos desamparastes?

Powered by ScribeFire.

cropped-Capricornio-PB.jpg

5 thoughts on “Destino ou Predestinação?

  1. – Bella Maria…

    – Bello Texto…

    – Geraldo Vandré, esse paraibano que fez sucesso na época da ditadura, hoje está aqui em JP, louco, perdido e esquecido. O.o

    abraço’s

  2. A frase “Se a predestinação…” é lapidar!!! Brilhante!!!
    E é nesses momentos – quando se lê algo assim – em que qual está certo, se a predestinação ou o existencialismo, não tem a menor importância.

Deixe uma resposta para Christiani Rodrigues Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *