A Gruta do Lou

Desobediência Religiosa

Um casal chegou na Igreja com o filhinho doente. Pastor orou, profetas aconselharam fé aos pais. Voltaram para casa, passaram-se mais dois ou três dias e a criança piorou. Depois de muita insistência de parentes, amigos e vizinhos, decidiram levá-la ao hospital. Tarde demais, ela veio a óbito. Conheci-os pessoalmente.

Ultimamente, tenho assistido estarrecido a que ponto chegou essa história de pastor deus. Isso não existe ou não deveria existir, nem a bíblia deu maior importância a essas figuras. Mas eles andam por aí, trocando sei lá o que com ninguém menos do que presidentes da república ou candidatos a tal. Determinam em quem seus milhares de seguidores devem votar e, pasmem, são obedecidos. Por que? Ah, toda autoridade é constituída por Deus, respondem os velhacos. Uma ova!

Pedro, o apóstolo, praticou a desobediência religiosa quando disse, certa vez: “Antes importa obedecer a Deus do que aos homens”.

As pessoas freqüentadores ou membros dessas igrejas lideradas por esses senhores prepotentes, que se arvoram em deuses, embora não o sejam, obviamente, precisam saber que a desobediência religiosa é bíblica. Jesus foi seu maior praticante, Pedro, Paulo e outros personagens bíblicos a praticaram.

Abortar, votar ou mesmo ter fé por ordem pastoral só são dignas de serem desobedecidas. Digo mais, não só não será pecado praticarmos a desobediência religiosa, mas ela será coroada com louvor e adoração, nos céus.

11 thoughts on “Desobediência Religiosa

  1. Mestre Lou, mais uma vez acertou em cheio com seu texto. Sugiro que contrate um bom advogado especialista em direito canônico, os inquisidores de ideias estão na sua cola!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *