Conhecedor de Deus.

Acordei preguiçoso, hoje. Segundo as regras da Gruta, melhor escrever logo o que for e deixar o melhor texto mais para frente. Ainda estou revoltado com a falta de perspectivas. Antigamente, ao iniciar um novo ano, isso era o que não faltava. A dificuldade ficava por conta do que descartar, tantas eram as opções disponíveis. Mas não fazem mais anos novos como antigamente. Uma coisa é certa, ainda há muitas falsas crenças religiosas no mercado para massacrarmos. Alguns leitores ficam bravos comigo, por isso. Quando eles perceberem que estou do lado deles, defendendo e preservando sua integridade e, até sua sanidade, eles irão me agradecer.

Aliás, tenho visto com alegria uma crescente empolgação em favor de desclassificar essas bobagens mitológicas e inverídicas que tanto estrago fazem na vida das pessoas, sem falar que são a matéria prima ideal para a pastorada mal intencionada roubar-lhes, de tudo que é jeito.

Deus me ama. Fazia tempo que ele não tinha alguém que o compreendesse tão bem. Claro que não chego aos pés de muitos outros representantes de Deus, muito mais dignos que eu. (sic). Mas tenho agradado o Criador e ele tem manifestado seu contentamento, sem reservas. Deus tem muito mais senso de humor que eu, acredite. Quando digo que Ele não interfere, se ausenta, sai de férias, etc… sua atitude imediata é corresponder, em minha vida, às minhas afirmações. Não que ele corresponda aos pensantes contrários com presença, aí não teria a menor graça. A esses Ele deixa que se enforquem em suas próprias cordas. Afinal, é muito mais engraçado.

A melhor piada de Deus em relação às igrejas que juram andar segundo a vontade de Deus é o que Ele dirá no julgamento final: Nunca vos conheci. Se há uma igreja com alguma coisa divina, não sei. Mais difícil ainda, é encontrar alguma pessoa cheia do espírito, como se dizia antigamente. Pessoas cheias de dogmas e religião há aos montes e, pior ainda, elas acham que estão cheias de Deus. Coitadas. Nunca tinha pensado nessa palavra etimologicamente, é um palavrão, já repararam? Coitadas. Pior do que ir para o inferno (outra coisa que não tem nenhum fundamento divino) é ir sem saber que está indo. Tomara que haja mesmo um inferno brasileiro. O que? Estou nele? Mentira.

Admiro-me com as muitas inconsistências em minha vida. Incrível como um único individuo pode cometer tantos erros (leia pecados). Tudo devido às crenças falsas e equivocadas. Nem sei mais onde estou. O que pensava estar certo, sobre o que construí meu castelo, era areia pura e cheia de sal. Agora não faço a menor idéia do que é certo. Desconfio de tudo e de todos. Olho para as pessoas e me pergunto o que elas querem surrupiar de mim. Não, não, nem tudo está perdido. Conheço a Deus como ninguém.

Um dia, depois de mais uma daquelas porradas homéricas que tomamos na vida, suspeitei que Ele estava a meu lado, em pessoa incorpórea, claro. Então perguntei: O Senhor está aí e não faz nada? Ele respondeu: estou e não farei nada, a não ser continuar a seu lado, admirando você, caminhando com você e se for necessário, carregando você. Esse é o bom e velho Deus. Vá e seja como eu, mas respeite o livre arbítrio de todos. Não posso mudar ninguém, nem a mim mesmo, sem interferir com o livre arbítrio dos outros.

Viver, segundo a cartilha divina, não é fazer mudanças. Viver é ouvir, permitir, perdoar, esperar, jejuar e entender.