A Gruta do Lou

Chega ao fim o Projeto Coração Valente

Depois de ampla reflexão, junto ao meu travesseiro e sob o conselho do meu confiável ego, que também atende pelo nome de Deus, a maioria das vezes em que entro em êxtases devocionais, decidi encerrar o Projeto Coração Valente. Evidentemente, não reuni o conselho de anciãos ou os dois ou três colaboradores do projeto, tinha medo que eles tentassem me dissuadir dessa decisão. Para completar, o Registro Br cancelou o domínio (cardiovalente.com.br) definitivamente, só porque eu não paguei a anuidade que eles exigem para tanto.

As pessoas que faziam parte das comunidades e causas ligadas ao projeto (também deletadas, devidamente) no Orkut e no Facebook foram notificadas por lá e, talvez, esse seja o seu caso e você já conheça os detalhes.

O fato é que em mais de quatro anos de projeto, não consegui progredir com nossos alvos. No máximo, ele nos ajudou no tratamento de nosso próprio filho. O site era visitado, provavelmente, por pessoas carentes de informações sobre o problema da cardiopatia congênita e até pessoal da área de saúde buscava orientar-se por ele. Espero que isso tenha ajudado alguns cardiopatas congênitos e seus familiares.

Provavelmente, e já escrevi sobre isso antes, minha motivação para esse projeto era o problema do meu filho. Nunca me conformei em vê-lo sofrendo e devo ter buscado algum subterfúgio ao invés de me deixar apanhar por algum tipo de loucura. Mas isso não serve de boa base para tocar um projeto social. As pessoas devem ter percebido isso e trataram de não me apoiar em minha insanidade.

Sendo assim, liquidei a fatura e deixarei de importuná-los. Tocarei a vida como for possível e darei a meu filho o melhor que puder, aliás, nunca fiz nada diferente. Talvez tenha esmorecido momentaneamente, mas não posso me dar esse luxo e estou a toda de novo, em relação a ele, em que pesem os dardos inflamados do inimigo, que ele não se cansa de arremessar contra nós. Deveria haver uma lei contra dardos inflamados, ou pelo menos, limitando o número de ocorrências diárias, semanais, mensais e anuais.

O Romário acha que Deus enviou um anjinho para ele cuidar, na forma de uma filha. Não consigo construir um pensamento tão elaborado como esse gênio da bola. Para mim, o que fizeram ao meu filho foi uma puta sacanagem e me sinto culpado, principalmente por desconhecer a origem espiritual desse problema, como de resto. Se Deus mandasse um anjo para eu cuidar, o que seria algum tipo de deslize divino, pois ele inventou os anjos para cuidar de nós, meu filho seria perfeito e teria asas. Amo meu filho, mas não me conformo com a infelicidade dele. Sei que há desgraças muito maiores por aí, mas isso não me conforta. Sem falar que Deus esqueceu de me dar o cobertor conforme o frio. Continuo sem poder trabalhar, pois esse maldito capitalismo neoliberal não me abre espaço algum, nem digno, tampouco indigno, só porque não rezo pela cartilha dele.

Mas vamos em frente, agora preciso lutar para evitar outras tantas perdas. A intenção, com esse projeto, era das melhores. Na terça-feira estive com a cardiologista que nos ajudou a concebê-lo e ela me relatou que deixou seu emprego na prefeitura de Sorocaba por causa do desinteresse e falta de compromisso dos políticos com sua causa mais do que justa. É outra maluca como eu. Felizmente, eles resolveram ajudar-me e vão fornecer o oxigênio que estamos precisando, já a partir da próxima semana.

Só queria posicionar os leitores da Gruta que não verão mais nosso anjinho azul por aqui. Agradeço a preocupação de muitos de vocês, aos que nos ajudaram como puderam e. sobretudo, o amor demonstrado tantas vezes. Foi importante, podes crer.

Um beijo em vossas carecas e perucas.

Lou Mello

2 thoughts on “Chega ao fim o Projeto Coração Valente

  1. Lou, as coisas que a gente começa, não podem ser encerradas assim tão simples. Reverberam pelo espaço sideral, virtual, temporal por muito tempo depois, sei lá porque. Às vezes, o maior efeito de uma ação acaba ocorrendo quando nem lembramos mais que havíamos feito isso ou aquilo.
    portanto, o Coração Valente ainda viverá, de uma forma ou outra.

    Rubinho, você está certíssimo, como sempre. O que acabou, de fato, foi o domínio (cardiovalente.com.br), por obra do Registro Br, mas o site pode ser acessado via (lhmbrasil.com.br/cardio). Tentei liquidar a comunidade no Orkut, mas a vice moderadora (Dedé) parece não ter me apoiado e suspeito que manterá a comunidade. Só a do Facebook é que consegui eliminar. Nada disso redundava em eficácia, de forma alguma. Mas encaminhei projeto (agora um processo) à sec de saúde de Sorocaba para o orçamento de 2011, com acompanhamento político, através da FAP (Fundação Paz e Amor) que já tem outro projeto em andamento na mesma sec. Dos Amigos do Thomas só restou você, mesmo, nosso maior ajudador e a Chris, nossa fiel colaboradora, também. Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *