A Gruta do Lou

A Vida dos Mestres

Deixe-me revelar um pequeno segredo. Há muitos anos, faço uma pequena oração, ao entrar em uma livraria, pedindo orientação divina para encontrar algum livro indicado por Ele, Deus.

Certa vez, fuçando as prateleiras, encontrei “A Vida dos Mestres” de Baird T. Spalding. Senti uma irresistível vontade de adquiri-lo e sucumbi.

Não tinha nenhuma referência anterior do autor e, muito menos do livro. Foi uma leitura e tanto e confesso utilizar, constantemente, conceitos ensinados por ele. Mas isso não tem grande importância.
Não é um livro a ser recomendado para todo mundo ler. Como ele mesmo diz: “ O conhecimento é um alimento muito indigesto para certos estômagos”.

Para a maioria, especialmente de cristãos, o livro a ser lido é: “Uma vida com propósitos” do Rick Warren. Se não é erudito é muito prático e o Warren está precisando muito de mais alguns dólares para tocar sua “grande obra”.

O cara tem que viver com propósitos, no mínimo. Nada mais óbvio. No início do ano o Volney escreveu, em seu excelente Blog, sobre a importância de compor a agenda. Façam isso, pelo menos.

A vida dos Mestres é para aquele que, um dia, estava trabalhando na carpintaria de seu pai e recebeu uma luz com um brilho estranho e desconhecido e, desde então, não conseguiu mais descansar.

Nele, o grande mestre é Jesus Cristo, mas outros mestres conhecidos têm seu lugar nos ensinamentos. Conhecemos pessoas comuns como Emilio, Jost e o próprio narrador sendo transformadas em mestres e penso ser esta a mensagem principal: “Talvez, sua missão seja viver a vida de um mestre, a partir de agora”.

Meus mestres pessoais foram Dale W. Kietzman, Russel Shedd, Karl Lachler e Zenon Lotufo, entre outros, e eles nunca cobraram nada para me ensinar grandes coisas. Em nossos dias, estamos convivendo com gente detentora de perfil ideal para essa obra. Alguns saídos dos mesmos bancos que eu, mas com público, o que não é meu caso, exatamente.

O detalhe é, como ensina o Spalding, “a ambivalência de nosso ser nos leva a repartir as coisas em duas classes: a crença em um princípio poderoso e bom, justo e perfeito; e a crença em um princípio capaz de perturbar as ações do primeiro”.

Um mestre vive, acima de tudo, sob a influência de seus princípios. Sua grande lição é ensinar aos discípulos a repetir sua vida, ensinando os mesmos princípios ensinados pelo mestre.
Mais ainda, um mestre vive a vida dos mestres.

# posted by Lou @ 4:33 PM

Capricornio PB

7 thoughts on “A Vida dos Mestres

  1. A Editora é:

    EXPED – Editora Expressão e Cultura Ltda.
    Estrada dos Bandeirantes, 1700 – bl. H Jacarepaguá – Rio de Janeiro – RJ – 22710-113 Tel: (0xx21) 2444-0649
    http://www.expressaoecultura.com.br/

    Lembre-se, ele próprio ensina: “não é o discípulo que encontra o mestre, mas, exatamente o contrário.”
    # posted by Lou : 8/15/2006 9:36 PM

  2. Paulo, Você acertou nas duas. Estou muito bem com meus poucos e fiéis companheiros e, talvez, uma certa sutileza no caso do Warren, fosse mais apropriado.
    # posted by Luiz Henrique Mello : 1/21/2006 7:53 PM

  3. “…alguns saídos dos mesmos bancos que eu, mas com público, o que não é meu caso”.

    Como dizia um dos meus mestres, o cego Jorge Luis Borges (cegos guiando cegos…), “a fama é uma espécie de incompreensão – talvez a pior”. Você pode estar no caminho certo. Ninguém precisa de mais do que uma dúzia de discípulos.
    # posted by Paulo Brabo : 1/21/2006 7:26 PM

  4. A propósito, sua ironia a respeito de Warren é tão doce que chega a passar despercebida. Gosto assim, às vezes.
    # posted by Paulo Brabo : 1/21/2006 7:27 PM

  5. Pingback: Lou Mello
  6. Olha pra ser realmente sincera não sei nem se sou uma discípula.Se sou,você tem sido um de meus mestres.Não tenho nem um quinto de seus conhecimentos,mas concordo,e já pensava em muitos assuntos da maneira como você pensa.Tenho também aprendido muitas coisas com você.Acho o conhecimento algo importantíssimo!Porém, sem ele até as pessoas simples,analfabetas podem ter acesso ao Reino de Deus.Quanto ao Rick foi proposital,não foi,dã!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *