A Gruta do Lou

2 thoughts on “A Valsa

  1. Ahhh Lou, “adiante aí né véi” (baianês legítimo)… Seria “inimaginável” (aprendi esse termo com um bêbado que entrou na igreja, durante a exposição da Palavra, nos momentos de “amém e glórias” ele gritava “I-NI-MA-GI-NÁ-VEL”, depois desse dia nunca mais soltei um “amém”, só “inimaginável”, achei fantástico) ler um ou uns livros seus, sou grutense desde que descobri a gruta em minhas andanças procurando livros pela internet… Obrigado, continue escrevendo, pois, continuarei lendo, forte abraço!

  2. Obrigado Fábio véi, pelo apoio. Aqui somos todos baianos, com muito orgulho, embora não tenha nascido na Bahia, mas isso pouco importa, né? Um abraço forte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *