A Gruta do Lou

A Cabala do Dinheiro


Segundo volume de uma trilogia baseada no dito (e jogo de palavras) da tradição rabínica, que afirma: “Uma pessoa se faz conhecida através de seu copo, bolso e ódio” (Kossó, Kissó ve-Kaassó). O primeiro volume, A Dieta do RabinoA Cabala da Comida, dizia respeito ao “copo” e quão revelador é nosso comportamento em relação aos alimentos que ingerimos. Este segundo volume aborda o “bolso” (Kissó) e suas intrincadas formas de expressar quem somos.

Através das questões dos bolso, A Cabala do Dinheiro apresenta uma visão ecológica que não se baseia na Natureza, mas no Mercado. Expõe assim a conflitante luta humana pela preservação da natureza, quando todo esforço cultural e civilizatório se faz contra a Natureza e a favor do Mercado.

Nilton Bonder sintetiza a visão que tinham os rabinos, na qual a Natureza é bastante mais violenta e cruel que o mercado. Visão esta que estende, na cooperação e na solidariedade, elementos de transcendência e espiritualidade, que tornam o Mercado e as trocas efetuadas no dia-a-dia um cenário para a expressão religiosa e mística.

Esta postura, por vezes mal compreendida e atrelada ao estereótipo avarento e voraz que lhes foi imposto na Idade Média, faz emergir dos rabinos colocações de ordem ética de grande sofisticação e que extrapolam uma visão mística do próprio sustento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *