A Gruta do Lou

Não ousamos ser pecadores


 Jennifer Aniston

Já que o pessoal não gostou da história da velhinha abusadora do telefone, até teve um cara que me ligou de Portugal para me acusar de preconceituoso, pois ele entendeu que eu estaria tripudiando do amado povo português. Antes de mais nada o fofoqueiro foi o Apóstolo Jorge Tadeu (português) e disse isso no início. Disse-lhe que nem cheguei a pensar nisso e que as senhoras idosas fazem essas coisas, mesmo. Se ele conhecesse a minha mãe (brasileira), entenderia.

Então resolvi escrever uma segunda vez hoje e faço isso em homenagem de blogueiro ao Allyson que está abandonando o barco, digo o blog e faço conta de uma grande perda para todos nós. Espero que ele permaneça, assim como eu fiz nas 384 vezes que anunciei parar, mesmo que seja mais devagar.

A frase do título acima, foi cunhada pelo Brennan Manning e se encontra no livro O Evangelho Maltrapilho . Penso muito em toda aquela história envolvendo Jesus, narrada nos evangelhos. Pergunto-me milhares de vezes para que tanto sofrimento, sangue, chibatadas, cusparadas, porradas, traições, condenações, crucificação e uma suposta ressurreição? Para mim, isso só se justificaria se houvesse algum pecador, nesse mundo. Mas parece não haver nenhum, exceto o Caio Fábio e o casal Hernandes, claro..

Se tem um lugar onde não há pecadores, esse lugar é a igreja, a começar dos pastores e sacerdotes. Todo mundo se acha santo naquele nada santo lugar. Arrogância, hipocrisia e soberba são os pecados menores que cometemos quando nos reunimos para “adorar a Deus”. Uma vez, uma jovem interpretou um hino de forma maravilhosa. Senti-me do tamanho e forma de um rato de esgoto, diante da moça. Fiquei com inveja dela. Aquela performance soberba despertou o meu pior sentimento. Será que alguém aí já se questionou sobre todas as conseqüências de suas atitudes, especialmente as mais extravagantes? Pode ser que aquele grande sermão que você pregou, no domingo pela manhã, tenha mexido com o orgulho de vários invejosos desejosos de estar em seu lugar. Ou aquele salmão que só você sabe preparar, já pensou quantos gostariam de fazer igual ou melhor do que você?

Estou falando de coisas ainda pouco relevantes. Se as paredes dos “santuários” abrissem suas bocas apareceriam pecadores e pecados do arco da velha. Prostituição, pedofilia, sodomia, adultério, roubo, vaidade, mentira e assim vai. O mundo jaz no maligno. Não há ninguém por aqui que não seja pecador. Você não tem idéia da quantidade de mensagens, comentários, E-mails, etc., recebidos, tentando me convencer a não ser tão “pecador” assim. Pelo menos não mencione isso, disseram alguns.

Para nós, pecador é o cara que se deixou descobrir, esses idiotas, ou os imprudentemente inocentes que confessam seus pecados abertamente. Ué? Pensei que era para confessarmos nossos pecados uns aos outros, quando nos reuníssemos. Mas dá-se o contrário. Quando estamos juntos, tratamos de jogar nossas vergonhas para baixo do tapete.

Desconfio que todo o plano traçado pelo pai de Jesus de Nazaré depende de nossa confissão e aceitação. Não como uma condição, mas como o início da caminhada rumo a libertação. Um bêbado só começará sua recuperação quando admitir ser um alcoólatra. Qualquer outra teologia será de procedência maligna. Você meu caro amigo, ou você minha caríssima leitora, não é pior do que eu, seja lá o que você tenha feito com sua vida. A beleza do evangelho, com toda aquela narrativa sobre um Mestre todo amoroso, está no fato dele perdoar a todos nós sem exceção, sem julgamento, sem promotores, sem juízes e sem se importar com o tamanho da nossa encrenca.

A vida cristã só começa, de fato, depois que você e eu aceitarmos aquilo que realmente somos e ousarmos ser pecadores, simplesmente, salvo engano.

לּהּמּ

8 thoughts on “Não ousamos ser pecadores

  1. Ai de nós se não fosse a Graça de Deus, ai de nós, se não fosse Jesus , o Cristo e Nazareno Filho de Deus….tem cura pra tanta porcaria que invade nossas almas?…eu particularmente cansei da hipocrisia e da religiosidade e decidi (pelo menos tento) assumir minhas mazelas, mas meus pecados escandalizam demais esse mundo tão “santo e puro” das denominações e acabei me tornando exilada, extraída, extirpada e expulsa da tal denominada igreja, e hoje vivo em busca do Corpo que tenha a cabeça de Cristo….vc sabe onde eu encontro ?… como diz o Manning, vivo algo parecido com a segunda chamada. Já caminhei todas as trilhas dentro da hipocrisia clerical, já subi ao topo , ja esperimentei todas as “unções” farizaicas apostalares que podem oferecer, mas resolvi pular fora quando lá cheguei e vi que Deus não estava…vc não imagina o estrago que isso causou…hhmmmmm.
    Bom, acho que desabafei. Me perdoe.
    Abraços
    Alice

  2. Alguns pensamentos problemáticos:

    O problema da velhinha foi um só, aceitar as ligações celestiais do Horácio. Que eram sem dúvidas a cobrar. 😀

    O problema do Alysson não é nenhum. O prejuízo será todo nosso…

    Já o problema da Alice é o de todos nós, grutenses, infelizmente.

    O pecador, concordo, é o cara comum que foi pego em flagrante. E isso é um problemão.

    O problema de Deus… foi arrumar um jeito convincente para aceitar todos nós.

    Com tanto problema acho que vou dormir… êta mundão pecador, boa noite pro cês.

  3. Putz, muito bom… vou divulgar…

    A hipocrisia apesar de ser rechaçada diariamente é a mais praticada e tem a tendência de se expandir com o aumento da igreja humana e institucionalizada atual…

  4. Rap

    É isso aí! Nós podemos usar o blog e devemos fazê-lo como forma de enfrentamento desses males. Com uma vantagem, o blog não deixará roucos. 🙂

  5. Lou, grande amigo e irmão!

    È por essas e por outras… que tantos têm ficado por o caminho e andam por aí…inclusivé um filho meu.

    Cada vez que “adentro” – como diz um irmão brasileiro meu amigo, que cultua ma mesma Igreja que eu – o salão de cultos, antes de colocar lá dentro o meu pé… eu paro diante da porta, pedindo ao Senhor que prepare o meu coração e todo o meu ser, para estar diante dEle como Ele merece,e sobretudo que eu possa ter bem a noção do que na verdade sou: Uma pobre pecadora em busca do Amor de Deus continuamente.

    Obrigada por o que escreveu.
    Um abraço
    Viviana

  6. Olha eu aqui de novo, “atrás” de um computador num sábado. Lou, um dia ainda defendo a minha frase, se não o fiz até agora foi por pura preguiça. Mas qualquer dia o faço, até porque este espaço me convida a blogar. Lembra de uma maluca que blogava no blog dos outros? O blog dela mesmo não tinha uma opiniaozinha, no entanto, ela vivia deitando sabedoria nos outros. Devemos perdoá-la? Mesmo sabendo que foi ela que acelerou o fechamento da bacia? Bom, vamos aos comentários: A história da velhinha é hilária. Quanto aos pecados: conheci um jovem que caiu na asneira de procurar o pastor e contar que era homossexual. Pra encurtar a história, o rapaz precisou se mudar de bairro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *