A Gruta do Lou

Uma linda mulher das flores

Enquanto os Homers assistem o CQC e discutem Bolsonaro, Lula esnoba os inocentes que não acreditam em mentira dita tantas vezes até virar verdade, avisa que o STF só julgaria o probleminha do mensalão em 2050, o Aldo Rebelo, na contramão da Av. Ecológica lidera alteração no Código Florestal, mais uma dessas leis travestidas em código e estatutos desnecessárias que vem sendo sistematicamente produzidas após a maior barbárie cometida contra o povo brasileiro, que foi a constituição  promulgada em 1989 pelo homem da cachaça “navegar é preciso”, e o fez para nossa perplexidade, para toda a eternidade,  numa somatória macabra de falta de ética, de vergonha na cara, de decência e pudor, uma senhora praticamente anônima, trabalhadora em uma das menos nobres profissões do leque dessas aberrações empregatícias, munida de um simples celular, apenas, que nem Iphone é, imagine, ao presenciar dois policiais militares assassinando um suspeito que deveriam transportar para a delegacia, fez o que nenhum dos acima citados foi ou é capaz de fazer, ou seja, cumpriu seu dever de cidadã, sem ganhar nenhum tostão a mais por isso, fora que sua vida deverá se complicar muito daqui para frente. De fato, senhor Jesus, o mundo jaz no maligno e o senhor estava certo.

2 thoughts on “Uma linda mulher das flores

  1. Para polemizar:
    Sim. Os PMs talvez estivessem eliminando um meliante (que já não era apenas suspeito).
    Sim. Os PMs talvez estivessem agindo além de seu dever funcional.
    Sim. A mulher em questão demonstrou grande desembaraço ao noticiar o fato.
    Mas. Os Policiais (estes e todos os demais – Civis, Federais e Militares) conhecem realidades ocultas para o mundo de quem apenas observa.

    1. Dau
      Você sabe que esse mundo, o do crime, é um imenso poço sem fundo. Não tenho a menor dúvida de que nós (não militantes desse universo) nm ão fazemos idéia da missa, a metade. Entretanto, podemos imaginar o quanto ele pode ser perverso e sem solução. Temo por gente como você, que se agarra tenazmente a princípios morais elogiáveis e teima em manter-se incólume em meio a lobos vorazes. Quando eu tratava dependentes químicos, usava um princípio como forma de defesa, era: “nunca acredite no que diz um dependente, mesmo que pareça verdade”. Se estivesse em seu lugar, faria o mesmo com todos os sócios desse clube, marginais, policiais e magistrados, a título de precaução, claro. Deve haver um remanescente fiel, difícil é identificar. Deus te abençoe muito em seu trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *