A Gruta do Lou

Woody Allen e eu

Domingo, Fevereiro 05, 2006


Quando vi o filme Annie hall (Noivo Neurótico, noiva nervosa) senti a esquisita sensação de estar olhando no espelho.

A biografia de Woody Allen, estranhamente, revela muito do interior desse senhor pensativo (no perfil). Judeu (talvez, ou árabe), feio, comediante, patético, fobias múltiplas, irônico, independente, sensível, rebelde, desastrado, traído, amado, odiado, desprezado, péssimo tocador de violão, guitarra e teclado, desafinado (espero que a Cíntia não leia isto), freqüentador de um bom pub (para horror dos irmãos) e assim vai.

Gosto daquela piada no início do filme: “Eu tive uma namorada da escola Eisenhower e tentei fazer com ela o que Eisenhower fez com o nosso país”. Ele cita Freud: “Eu não freqüentaria um clube que aceitasse um cara como eu no quadro de sócios”.

Acho que sinto um prazer meio mórbido em contar piadas ou fazer ironias, na maioria das vezes, incompreensíveis para as pessoas. As risadas comem soltas em meu interior. Uma mulher no supermercado me perguntou: “Esse carrinho é seu? Respondi: Não senhora, é do supermercado” e ela saiu com cara de idiota. “ O senhor não tem mais trocado? Mais trocado do que R$50,00?

Não suporto gente falando alto do meu lado. Odeio andar de ônibus ou em cia. aérea brasileira por causa disso. Começo a ouvir o que estão dizendo e não consigo mais pensar ou ler. Pior ainda, se alguém puxa conversa comigo. Um senhor, no ônibus, me disse: “é o frio chegou. Estou começando a ficar resfriado.” Respondi: “Sempre achei que o resfriado fosse causado por vírus ou bactérias”. Lá se foi mais um com cara de boi.

Nietzche diz que a moralidade é uma conspiração das ovelhas para convencer os lobos que é imoral comer ovelhas. O cristianismo ditou as regras morais ao longo dos séculos. Sacerdotes gays determinavam: “ O sexo é imoral”. Pastores multimídia determinam: “Doar fora da Igreja é imoral.” “Rir é imoral.” “A praia é imoral.” “O orkut é imoral. Ali tem muito sexo e, lembra, isso é imoral”. O Blog é imoral, tem cada Blog….” A Internet é imoral. Tudo bem, agora vou dar meu dinheiro pro Warren e R.R. Soares, não farei sexo, nem beberei meu vinho lá em casa ou minha cervejinha no pub. Escrever meu Blog? Nem pensar. Também não vou mais subir e cantar Hey Judge. O pastor não gosta.

Se pudesse ficar com Jesus e o Sermão da montanha, então diria: “Sim sou um cristão.” Disse Gandhi.

O Allen se surpreende quando a garota diz: “Eu menti para minha mãe e isso é pecado”. Ele responde: “Engraçado, lá em casa, pecado é comprar no varejo”.
# posted by Lou @ 12:52 PM 

10 thoughts on “Woody Allen e eu

  1. O texto do filme foi exatamente este Lú. Allen estava ironizando a clonagem do Groucho Marx. Ele cita o livro, inclusive, na mesma cena. Vou anotar para você e enviar por E-mail.
    # posted by Luiz Henrique Mello : 2/07/2006 10:36 PM

  2. Esclarecimentos:

    Citar Jung é imoral, ler Nietzsche é definitivamente imoral e citá-lo mais ainda, especialmente numa luz que possa ser interpretada como favorável.

    Warren™ é marca registrada e você pode ter de pagar direitos só de mencionar o seu nome em vão.

    É por isso que eu sempre digo: opinar também é imoral. Nada mais tendencioso do que uma opinião.
    # posted by Paulo Brabo : 2/05/2006 3:18 PM

  3. Allen é excelente. ao menos ele trata de temas como o judaísmo e como psicologia…
    Qto a imoralidades, bem acho imoral me meter nesses assuntos…
    # posted by Luiz Roberto Lins Almeida : 2/05/2006 9:25 PM

  4. Como eu sou muito menos imoral e publicano do que vc Luiz, eu não respondo nada quando me perguntam “Como está a temperatura aí em cima” … em compensação que eu penso, penso!!

    Muito boa a postagem!
    # posted by Volney Faustini : 2/07/2006 7:06 AM

  5. Luiz, me corrija se eu estiver errada, mas acho que a frase que citou o woody allen não foi dita por jung e sim por um dos irmãos Marx, o Groucho.
    Sim, imorais, todos. Aliás, a história de Alexandre Bórgia e de seu sucessor Della Rovere, imoral. Mas, a meu ver, o mais imoral de todos, aquele que fez poemas sempre das mesmas visceras, contínua a ser o Vinícius Imoral. Que conduta ordinária o adepto da pândega escolheu e ainda deixou que o exaltassem como o tal.
    SAUDAÇÕES INSURGENTES,
    # posted by Lux Luxo : 2/07/2006 5:30 PM

  6. Contar piadas irônicas e incompreensíveis, faz os seus leitores continuarem com a esperança de que em algum momento consigam entende-lo… é uma espécie de desafio. O prazer mórbido, é recíproco…

  7. Sempre gostei de Allen.Assisti muitos de seus filmes em minha juventude.Pena não ter dim-dim,para tê-los comigo.De alguns de seus últimos filmes não gostei muito.A imoralidade é intrínseca aos moralistas(as vezes escorregamos nessa).Piadas irônicas e incompreensíveis são legais,nos fazem pensar,as vezes pensamos que entendemos… e não é que entendemos mesmo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *