A Gruta do Lou

Uma noite nada agradável

noites-traicoeiras

Não foi uma noite muito agradável. Meu estômago teima (ou queima) em não acomodar-se, em certas ocasiões. Principalmente, depois de uma grande variedade de espécies de alimentos e líquidos ingeridos.

Como bom (sic) cristão, e por falta de ter coisa melhor a fazer, entre uma queimação e outra, orei ao divino. Não sei como dele decodifica essas orações, uma vez que as processo em pensamento. Como será que ele sabe quando estou orando e quando estou pensando? Será que, lá no céu, tem uma máquina que separa joio do trigo, digo, maus pensamentos e orações? Não sei. Ultimamente não peço coisas materiais. Dei-me conta de que lá em cima eles não devem ter esse tipo de objetos e muito menos dinheiro. Tudo isso deve ser motorizado pelo pessoal lá embaixo, naquele lugar mais quentinho. Viva o maniqueísmo. Enfim, declarei ao grandioso meu maior medo atual. Não sei se ele vai fazer qualquer coisa a respeito. Ele tem aquele complexo de montanha. Escuta, escuta e não diz nada, não se move, como se fosse o senhor do universo.

Tenho pela frente um trabalhão para ajustar site e blog. É, virão mudanças por ai. Mas, dessa vez será definitiva, enquanto dure. Será fácil perceber quando elas acontecerem. Por enquanto seguiremos por aqui, mesmo. Estou ficando louco com o Haloscam. Todo mundo diz que é super fácil, mas comigo ele não vai. Quando digito meu usuário Blogger ele responde que o usuário não existe. A mãe dele é que não existe. Mas, espere até estarmos na casa nova. Ai ele vai funcionar, garanto.

Bom, sempre penso que as segundas feiras são os melhores dias da semana. Considerando a quantidade de orações por uma semana legal, elevadas aos céus ontem, o dia todo, pelos cristãos e somando às dos judeus no sábado e às dos muçulmanos na sexta, hoje será um grande dia. Pelo menos, nenhum cobrador apareceu, até agora. Certamente, Deus expediu ordens expressas para que nenhum deles me incomodasse essa semana.

Agora só falta o paizinho querido dar ordens para liberarem algum cliente cheio da nota para o papai aqui orientar. Isso não deve ser difícil. Minhas únicas exigências são éticas. Não trabalho mais para ONGs interessadas em dinheiro governamental ou que atendam população já atendida pelo governo. Em outras palavras, persigo a utopia de implantar um sistema de sustento fundamentado em doações de pessoas comprometidas com a causa. Mesmo que a entidade atue no terreno social, tem que ler o evangelho para as vítimas, no mínimo. Simples né?

Já sei o que você está pensando, não precisa comentar esse horror.

lousign

7 thoughts on “Uma noite nada agradável

  1. Uma noite nada agradável, mas que fez nascer pensamentos! Por isso ficou um pouco mais agradável;)

  2. Eu não ia dizer não, mas aí, eu não consigo. Você é extraordinário!

    Mil tempos que cessei com meus pedidos de bicicleta, video game e outros similares. Meu pai pedindo a Deus para ter os dinheiros para comprar os abjetos, digo, objetos, já que eu desejava, e eu pedindo a Deus objetos. Achei que isso tava dando uma confusão, parei.
    Agora eu peço paz. Acho que vou voltar a pedir objetos. Vez ou outra eu era atendida, agora parece que ando exagerando nos pedidos e nada vem. Nem paz, nem sossêgo, nem nada. Só o ar, que eu nem tinha pedido.

  3. Lou semana passada ou retrasada não me lembro, eu orei paca pedindo a solução ou pelo menos o encaminhamento de uma questão jurídica. Mas conversando com um advogado, vi que tava fazendo oração de um jeito errado!!!! é hilária a minha vida espiritual. Será que Deus decodifica orações com questões jurídicas mal formuladas? porque aí fiquei num problema maior do que o que eu tinha antes: se Deus atendesse a oração errada, o processo iria se complicar ainda mais!!!! kkkkkkkkkkkkkkk Só rindo dimim.

  4. Bete

    Não sei o que Deus faz com as nossas orações. Salvo engano, não é nada do que podemos imaginar.

  5. Lu

    Pois é, você acertou na mosca. Ele insiste em ficar nos dando essas coisas que não pedimos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *