A Gruta do Lou

Um tolo e romântico salvador

Jesus foi mesmo um grande tolo. Para que todo aquele esforço, depois de agitar as massas, morrer na cruz voluntariamente? Tudo isso para despertar e libertar o povo do pecado e da morte eterna? Bobagem.

Naquela época, obviamente, a raça humana estava comprometida pelo pecado. Havia um exacerbado tráfico e consumo de drogas em todo o mundo, capaz de comprometer várias gerações de jovens, se não, a própria raça humana como um todo; a imoralidade ganhara terreno para a promiscuidade e uma liberalidade cada vez mais comprometedora, graças à inoperância frouxa da igreja ortodoxa ou liberal da época, rolava tranquilamente; o interesse econômico, notadamente pelos chamados insumos básicos virou a ética de cabeça para baixo e as nações perderam o respeito umas pelas outras. Alexandre invadiu tudo a sua volta e depois vieram os romanos e fizeram o mesmo. Milhares de vidas foram ceifadas. Todos liderados por líderes sem identidade sexual que adoravam agasalhar um croquete.

Mas isso tudo não justificou aquela atitude precipitada e impensada do Nazareno. Ele deveria ter se dirigido ao primeiro distrito policial de Nazaré e feito uma denúncia contra tudo aquilo. Poderia incluir, nem que fosse para constar, o agravante das favelas brasileiras, notadamente as do Rio de Janeiro, e as outras todas mundo a fora, mantidas com o único fim de garantir o tráfico de drogas. Pasmem vocês, mas segundo informações do Khalil, a raça humana esteve mesmo comprometida naqueles dias pelo problema das drogas. Segundo ele, os sociólogos chegaram a prever o fim da existência de nossos ancestrais se o problema não fosse controlado, ao menos. Certamente, a polícia local teria tomado as providências devidas e, se necessário fosse, os políticos se mobilizariam por vontade própria e fariam as leis necessárias para acabar com aquela bagunça sociológica toda. Sem falar na justiça, que não se omitiria diante de tanto e tão graves problemas. De quebra, o filho mais velho de Maria e José teria salvo a própria pele.

Não vejo por que Jesus, o filho único de Deus, se deu a trabalho tão desnecessário. Faltou confiança nas instituições e políticas públicas, nos governantes, na igreja e na própria sociedade, que caso falhassem as primeiras, teria ganho as ruas de todo o mundo daquele tempo e exigido as mudanças necessárias. Além de tolo, o Galileu era um romântico, pois onde já se viu deixar-se envolver pelos interesses alheios, principalmente um religioso e mestre como ele. Não ficava bem, sua atitude foi coisa de guerrilheiro e agitador comunista. O que é o pecado afinal? Ele está aí desde o principio da humanidade e continuará existindo. Quem ligaria para toda essa cena quixotesca e martirizada de um cidadão de segunda classe, lá do Oriente Médio? Muito menos as pessoas estavam interessadas em deixar o pecado ou pior, acabar com ele. Afinal, todo mundo gostava de fumar um baseadinho, de vez em quando, ou fazer um swing com a turma por lá, enquanto as autoridades se locupletavam em corrupção e imoralidades outras.

No fim, não foi o ato tresloucado de Jesus o causador do mundo civilizado e sem pecado de nossos dias. Graças ao povo que teve o bom senso de gritar pela libertação de Barrabas e a manutenção da justa pena imposta ao Salvador, ao preciso e eficaz serviço das autoridades daquele tempo e no incansável trabalho ministerial da igreja, na pessoa dos sacerdotes, nós e nossos filhos estamos vivendo a paz do milênio, sem aquelas ameaças grotescas de dois mil anos passados para embaçarem nossos planos de vida eterna. O sacrifício de Jesus não teve significância ou sentido algum. Nós nos bastamos.

15 thoughts on “Um tolo e romântico salvador

  1. Pingback: Lou Mello
  2. Pingback: Ysti Coelho
  3. “O sacrifício de Jesus não teve significância ou sentido algum” (sic)…

    então porque (ainda)está-se falando d’Ele por aqui e pelo mundo inteiro?

    God bless you,
    T.

    Talvez seja só boataria ou algo assim, sabe como é, as pessoas falam quando não têm nada melhor a fazer. 🙂

  4. Pensei que hoje era dia do Evangelho segundo Khalil

    O Evangelho segundo Khalil não estava dando o IBOPE desejado e o CEG resolveu dar um tempo. Melhor deixar chocando na estante.

  5. Bravos Lou, gosto dessa sua caneta de escrita fina.

    Espero que o povo entenda, porque acho que vai dar um trabalho explicar…

    Não sei se foi Quintana que dizia que quando um autor precisa explicar sua obra pro leitor um dos dois é tolo 🙂 🙂 🙂

    Gostei do padrão da letra. Eu entendo que quando a gente aumenta o padrão, o texto fica dando a impressão de ser grande, e o blogueiro é preguiçoso, desiste antes de começar. Complicadinho mesmo…

    Essa foi uma etapa a superar. Fiquei entre escrever para os leitores entenderem e escrever e deixar os leitores entenderem. Venceu a opção dois. Hoje em dia, insisto apenas no detalhe de que blog também é arte de escrever, onde misturamos realidade e ficção em proporções irregulares.

  6. Pois é, ainda somos os mesmos, e vivemos como sempre…
    como a onda quebrando na praia.
    Talvez Cristo tenha sido “Escolhido como voluntário”
    como tantos são escolhidos para sacrifícios nos nossos
    dias.
    Talvez o “Povo” não consiga mesmo entender todos os
    mistérios seculares. Mas, como numa obra abstrata…
    gosta-se, mesmo sem entendê-la.

    A sensação é angustiante porque o povo parece não ter noção mínima da situação real, dos riscos e perigos inclusos e, sobretudo, da obra redentora bem à mão.

  7. Ainda bem que eu não me basto. Sartre,sim. Sou um ser necessitado.
    “Um tolo e romântico salvador”, ainda bem que Deus não pensou assim. PARA TODO TEMPO: IS.53-1a12
    Ressaltando:5. Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões,e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.
    6. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo caminho, mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos.
    11. Ele verá o penoso fruto do trabalho de sua alma, e ficará satisfeito; o meu Servo, o Justo, com o seu conhecimento, justificará a muitos, porque as iniquidades deles levará sobre si.

    Bom se o povo se der conta de tudo isso a tempo.

  8. Lou, estou gostando do novo designer do blog!
    Ja pensou em fazer camisetas com frases, e dizeres da Gruta estanpados nela p/ gente comprar?
    Boa semana!

    Como consultor de ONGs descobri que todos pensam em fazer camisetas e hot dogs, o tempo todo. Mas confesso, por alguma razão desconhecida não havia aplicado a idéia à Gruta. Taí! Digo, Grutaí!

  9. Genial a idéia do Nelson!!!
    A minha camiseta, seguindo os meus padrões, estará
    mais para outdoor.
    Já estou vendo… no metrô, respondendo perguntas
    sobre os slogans e distribuindo convites, etc, etc…
    Genial! Êta semana produtiva!!!
    ADOREI

    Cada fará a sua, ou preferem algo mais institucional?

  10. Reserva 4, tamanhos P, M (2) e GG (pro filhão). O duro vai ser escolher a melhor frase…
    Talvez “Um tôlo e romântico salvador”.
    Ou “Jesus foi mesmo um grande tolo”, acrescentando embaixo “e eu, tolo maior por crêr!”
    Ah, o design do blog ficou massa!!!

    Bom, você resolveu várias dúvidas de uma só vez, inclusive sobre o design do blog. A frase me agrada muito, você foi inspirado pelo ES ao concebê-la. Aleluia!

  11. A minha camiseta é: meu signo é câncer, mas enfrento escorpiões, na boa. Tamanho p…

    Opa! Primeiro problema doutrinário. Astrologia pode?

  12. Pois é, acho que ele não conheceu Maxwell, nem sabia que o objetivo era triunfar, e que isso se evidenciava nas posses…Coitado…
    Felizmente agora todo mundo sabe…graças a eficiencia das religiões, a educação e sobre tudo a paz. A verdadeira paz…que só cannabis dá!!!!
    Abrçs.

  13. Ainda falando em escorpiões,sê tá parecendo o Brabo, tem um blog dez, mas enche de bicho.Você não era do tipo…
    Não gosto dessa bicharada esquisita, dá vontade de jogar veneno ou inseticida…ahahaha

    O bicho veio junto com o pacote, não foi uma escolha minha, como no caso do Brabo. Se fosse a meu critério, ao invés de escorpião colocaria m bicho bem menos peçonhento, como um lindo gamba, por exemplo.

  14. Até aqui eu vinha concordando com a leitora Jacira, mas agora não: adoro insetozinhos esquisitos, e devo confessar que até o escorpião é muito bonitinho, pena o veneno. Ninguém é perfeito.

    Sempre me perguntei qual seria a visão desses bichinhos sobre nós. Talvez eles nos vejam como uns monstros peçonhentos.

  15. Precisei olhar os comentários desse texto!
    Baita curiosidade … rs
    Ainda bem q vc não precisou se explicar mto…

    Sobre a camiseta.. se foor essa msm a frase vou arranjar confusão em casa! rsss

    Mas o Mestre previu isso. As perseguições começariam em casa, mesmo. Nada de mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *