A Gruta do Lou

Tradição Sorocabana

0-1-centro_saobentoCentro  de Sorocaba

A Tradição Sorocabana diz que os sorocabanos não se cumprimentam. Assim, fica fácil descobrir quando um cara não é da cidade, ou seja: quando ele te cumprimentar. A sabedoria desse povo é transcendental. Não é mesmo?

As mulheres sorocabanas lavam suas calçadas diariamente. Segundo consta, elas o fazem para evitar que a represa de Itupararanga transborde e inunde a cidade. Fantástico!

As crianças oriundas dessa pungente cidade tem o hábito de roubar flores para levar às suas mamãezinhas. É um ato pueril e inocente, sem maldade mesmo. Até hoje não entendi por que eles levam a planta toda, com raiz e tudo.

Tradicionalmente, o sorocabano é um tremendo mão de vaca. Jantar chic é quando o marido leva a esposa para comer esfiha, com garfo e faca, no Habibs. Lanche é um cachorrão completo adquirido nas carrocinhas que infestam a cidade. Tudo isso ao preço preferido deles, ou seja, um real.

No ônibus, quando um casal utiliza um banco, sentar junto a janelinha é privilégio dos homens. A explicação é que assim, ninguém da rua poderá mexer com sua mulher. Que maravilha!

Ao embarcar em um ônibus, principalmente os jovens, tratam de entrar na frente, deixando as senhoras idosas ou com crianças de colo para trás. Segundo me explicaram, não é problema de falta de educação não. Na verdade, entram primeiro para garantir que está tudo bem dentro do ônibus e nada de mal aconteça às mulheres. Só não me disseram porque sentam antes delas, deixando algumas em pé, às vezes.

Sorocabanos odeiam filas. Por isso adoram praticar um esporte conhecido como fura-fila. É uma mania municipal, todos participam, de 5 a 100 anos, homens ou mulheres. No supermercado, quando você pensa: Oba! Um caixa vazio. Passa um sorocabano feito um rojão, com os antebraços apoiados no segura-aqui do carrinho e toma a sua frente. Dizem que dá azar ficar por último.

Crianças sorocabanas arretadas são aquelas que vomitam quando andam de ônibus. Para garantir, as mães enchem o bucho dos monstrinhos de bolacha, antes de entrar no bólido gigante.

Como agora é moda andar com garrafinhas d água, pensei que as vendas haviam crescido assustadoramente. Mas segundo me explicou o dono do supermicromercado Mineirinho, o Geraldo, os Sorocabanos só adquirem a primeira garrafa. Depois eles apenas as enchem para desfilar com elas.

Na cidade, prevalece a máxima de que “santo de casa não faz milagres”. Então eles adoram contratar gente de fora para tudo. Outro dia, minha vizinha chamou um técnico em informática de Campinas para arrumar o computador dela. Depois que ele se foi, ela bateu em casa e me pediu para dar um jeito na máquina que não estava funcionando. Fui lá e arrumei o estrago que o campineiro safado havia feito. Enquanto eu trabalhava na máquina, ela me disse que o cara havia cobrado duzentos reais pelo serviço. Quando terminei, ela perguntou quanto era e eu disse: “cinquenta reais“. “Tudo isso“! Respondeu a mulher e continuou, afinal o senhor é meu vizinho, daqui mesmo de Sorocaba. Então eu atalhei: mas sou nascido em São Paulo.

Capricornio PB

8 thoughts on “Tradição Sorocabana

  1. Lou, é por isso que santo de casa nao faz milagre mesmo! Vc se saiu muito bem.

    Vc viaja muito de ônibus pelo que eu sei… me diga uma coisa; de que lado vc se senta? Rs!!!;)

    Boa semana

  2. nossa…
    lendo este post dá uma vontade quase incontrolável de ir conhecer Sorocaba!!!!!!!
    🙂
    🙂
    🙂
    🙂
    beijos,
    alê

  3. Sorocaba é igualzinho S.Paulo. A única diferença é que aqui, jantar chique é churrasco fedorento ao som de pagode, nas lajes miseráveis das patéticas casas “melhoradas” dos pobres metidos à besta.

  4. Georgia
    Como sou um moço fino e educado, quando ando de ônibus com a minha Dedé, ela senta-se junto à janela e eu do lado do corredor, claro. 🙂

  5. E ainda tem gente que acha que interior é onde o povo se mantém
    rspeitador, honesto, cavalheiresco, cordial, solidário, tudo de bom…
    lugar seguro, o que estraga mesmo é o tédio…

    Talvez eles sejam tudo isso e eu o vilão.

  6. Olha Raquel, existem cidades do interior onde ainda se encontram essas virtudes que você citou, mas não é o caso de Sorocaba.Tão perto de São Paulo, mas ao mesmo tempo tão distante.Eu já disse ao Lou que Sorocaba é uma cidade provinciana e sorocabanos que me perdoem, mas foi um historiador daqui mesmo quem o disse, num jornal comemorativo ao aniversário da cidade.

    Obrigado pelo apoio. Quando contamos fica mesmo difícil acreditar. Só vivendo aqui para tanto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *