A Gruta do Lou

The show must go on… again

Maurice Chevalier

Sinto grande culpa em continuar vivendo, após tantas mortes. Por que eles e não eu? Idosos, pessoas na meia idade, jovens, crianças… tantos planos, tanta vida pela frente…

Mas Deus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Lc 12:20

Foi e tomou o avião para São Paulo.

Enquanto isso, para nós, a vida continua..

Quando fiz minha preparação acadêmica com fins de exercer o ministério pastoral, ao qual nunca cheguei, de fato, participei de um seminário cujo tema era Ministério e Morte. O objetivo era preparar os futuros pastores (as) a lidar com a morte, um dos ossos do ofício.

Fomos levados a um mundo desconhecido. Não podia imaginar que houvesse material tão rico sobre o tema. Impressionou-me, sobremaneira, um livro de Orígenes Lessa. “A desintegração da morte”. Fiquei bom no assunto e pude consolar algumas pessoas e famílias em seus piores dias.

Mas a lição bíblica supera todas, a meu ver. A morte espreita-nos sempre. Seja a quarenta mil pés de altura, seja na terra ou na água. Melhor deixar tudo em ordem sempre.

Como em nosso seminário, nos tempos de escola, esse tema não é muito popular. Poucos foram os alunos participantes. Nunca vi anuncio de que o grande preletor Lou Mello ou um desses menos expressivos quaisquer, fosse dar palestra na IBAB, na Batista do Morumbi ou no Kodak Hall sobre a morte.

Todos querem falar e celebrar a vida. Mesmo que ela apronte essas surpresas doloridas, vez por outra.

Onde estava Deus? O texto bíblico é bem claro. Ele estava lá no começo, avisando que tudo isso (Blog, internet, ipod, iphone, plasma, carro, avião, ônibus, dinheiro, propriedades, ações, roupas de grife, etc, etc, etc…) é vento.

A vida continua, mas não seremos mais os mesmos que éramos antes dessas mortes.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

7 thoughts on “The show must go on… again

  1. Mas nós vivemos no mundo dos que morrem.. os que morrem em Cristo, é que entram no mundo dos que vivem.
    Aqui, nesta terra morre-se… a vida continua para os que morreram!

  2. Lia a pouco um Especial publicado pelo Estado de S. Paulo sobre as vítimas do vôo 3054. Os familiares contando os planos daquelas pessoas, como aquele da mulher grávida que combinava com as amigas de infância um encontro especial em Porto Alegre, após o nascimento do bebê. Confesso que chorei.

    Saber que final de todo este sem-sentido é inevitavelmente ali, no esquife. Tento me consolar com idéia de que a vida não acaba ali, mas não é coisa fácil de engolir.

  3. Pois eu sou uma exceção. Gosto muito de falar e ler sobre esse fato que é o destino de todos nós. Salomão advertiu que é melhor estar em velórios que em festas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.