A Gruta do Lou

Teologia sem integridade

011914_1906_Teologiasem1

Em resposta a uma amiga cristã:

Então, se considerarmos teologia como o conhecimento de Deus, todos (inclusive quem pensa na inexistência de Deus) têm uma teologia. Alguns, por vontade, oportunidade ou até casualidade, estudaram e/ou leram mais e a desenvolveram, só isso. No meu caso, me converti ao cristianismo protestante aos 25 anos em uma igreja de teologia bem rasa, com um clima cristão bem legal. Então tomei minha cruz e segui a de Cristo, ou melhor, fui estudar teologia.

Em meio às suas palavras a algo que se destaca em importância a meu ver. Você até usou a frase, dentre outras: ” o filho pródigo só conseguiu voltar a partir do momento que ele reconheceu que foi rebelde com seu pai e aí houve festa”. Na verdade, aquele pai nunca esperou ou exigiu isso dele. A cada dia ele mirava o horizonte aguardando ansiosamente pela volta do filho amado, independente de reconhecer seu erro, arrependimento ou qualquer outro julgamento de valor e/ou desempenho. Por que? Elementar meu caro Watson, Deus age por Graça com perdão incondicional, salvo engano.

Concordo que Ele usa toda a situação relacionada ao meu filho em nosso favor, mas Ele nunca planejou isso, em minha opinião. Na Bíblia aprendemos que Deus chora a morte de cada um de seus filhos e sei que ele chora até agora conosco a morte do Thomas. Ele estaria vivo se não tivesse sido submetido à aquela cirurgia. Até quando? Não sabemos. A responsabilidade é toda nossa, inclusive do meu filho. Claro que o médico cirurgião tem a dele, mas se não tivéssemos dado permissão ele não teria cometido os erros que cometeu. Precipitação, negligência, infidelidade, imperícia e arrogância, para dizer o mínimo. Eu estava lá durante todos os dez longos dias em que aquilo se deu e vi com meus próprios olhos, impotente e sem saber o que fazer.

Nada disso tem a ver com os meus pecados. Isso aprendemos na Bíblia, também, como você bem sabe. Não tenho a menor dúvida em ser um pecador, e dos grandes. Repito, no momento minha única certeza é saber como minha teologia estava toda equivocada. Entre outras coisas, mais uma vez e bem lá no fundo de minha alma, esperava a intervenção de Deus, se fosse necessário e isso não aconteceu. Erro meu, crença ruim, péssima doutrina. Deus continuou sendo o mesmo de sempre e meu filho se foi. Isso é pecado e o pecado é consequencial. Mais do que nunca, necessito que a teologia da graça seja a correta. Caso contrário, meu lugar no porvir será muito triste.

Mas ainda guardo certa confiança no amor do bom velhinho e creio que Ele será muito justo com o papai aqui durante o julgamento. De novo, agradeço sua preocupação comigo. Dizem que tenho certa propensão a causar isso nas pessoas, mas deve ser só mais um mito envolvendo minha pessoa. Portanto, me perdoe, por favor.

Que a graça de nosso senhor Jesus Cristo e toda a consolação do Espírito Santo estejam com você, hoje e sempre.

cropped-Capricornio-PB.jpg

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.