Por um outro Deus


Nossa maioridade nos conduz a um verdadeiro reconhecimento de nossa situação diante de Deus. Deus quer que saibamos que devemos viver como quem administra sua vida sem ele. O Deus que está conosco é aquele que deserta de nós. O Deus que nos permite viver no mundo sem a hipótese funcional de Deus é aquele diante do qual permanecemos continuamente. Diante de Deus e com Deus, vivemos sem ele.

[…] Deus é fraco e sem poder neste mundo, e essa é precisamente a maneira, a única maneira pela qual ele está conosco para nos ajudar.

DlETRICH BONHOEFFER

$

Ele apresentou a seus leitores o trabalho de Rudolf Bultmann, que proclamava a desmistificação das Escrituras; o de Dietrich Bonhoeffer, que evocava um cristianismo à parte da religião; e o de Paul Tillich, que insistia sobre Deus não poder mais ser definido de maneira pessoal, como um ser, mas de forma impessoal, como a Base de Toda Existência.

 

Do Livro “Um Novo Cristianismo para um Novo Mundo” de John Shelby Spong, onde o autor cita o trabalho de John Arthur Thomas Robinson, seu mestre e amigo, no livro “Honest to God”.

 


 

 


Share this:
Share this page via EmailShare this page via Stumble UponShare this page via Digg thisShare this page via FacebookShare this page via Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.