A Gruta do Lou

Os erros de Davi

Davi fugiu da cidade de Gate e foi para a Caverna de Adulão. Quando seus irmãos e a família de seu pai souberam disso, foram até lá para encontrá-lo. Também juntaram-se a ele todos os que estavam em dificuldades, os endividados e os descontentes; e ele se tornou o líder deles. Havia cerca de quatrocentos homens com ele.” I Sam 22:1

 

Esse é o texto áureo desse blog. Já falamos dele várias vezes e falaremos outras tantas, não tenho dúvidas. Na verdade, não é fácil aceitar que histórias como essas façam parte da bíblia. Davi o escolhido de Deus morando em uma gruta, na companhia de gente indecente como essa? Inaceitável.

 

Davi andava muito ocupado, nessa época. Estava cheio de preocupações. Saul estava em seu encalço, reuniões e mais reuniões todos os dias e ele não deu a atenção devida ao tipo de gente que estava se juntando a ele. Que absurdo! Para piorar as coisas, Davi não os fez passar pela membresia, não organizou um curso de líderes, não fez encontro de casais, nada. Não fez nada. Nem cultos formais haviam nesse lugar. De repente ele estava em companhia da ralé. Endividados podem ser gente muito má, com desvios de caráter e descontrolados. Pior ainda, gente sem capacidade de fazer doações. Só querem receber e vivem chorando miséria.

 

E mais, além dos endividados, haviam os descontentes. Esses, então, são ainda piores. Reclamam de tudo, são insubmissos e tomam café sem parar. Gente assim não acredita em nada. Devido às suas desesperanças, tornaram-se céticos. Falar-lhes do amor de Deus e nada dá no mesmo.

 

Davi enlouquecera, de fato. Depois a Bíblia vem com aquela conversa de que o louco era Saul. Se Davi fosse mesmo segundo o coração de Deus, ele formaria um exército de homens dignos, todos muito bem empregados, a maioria em sólidas instituições bancárias. Gente que não fumasse ou bebesse e fosse declaradamente fundamentalista, em termos de suas crenças. Bons doadores e todos com sólida formação. Além da educação formal, devidamente treinados nos bancos da escola dominical e dos seminários anuais da Caverna, instrumentalizados pelos DVDs do Rick.

 

Claro que Davi não poderia chegar a lugar nenhum. Ele mesmo não era lá flor que se cheirasse. Era mulherengo, assassino e mentiroso. Da pior espécie. Os seus comandantes nunca iam ter com ele na companhia das esposas. Sabe-se lá. Davi poderia encantar-se com a mulher e tome linha de frente na próxima batalha, fora os chifres. Nunca entendi como uma história dessas foi parar na Bíblia. Alguém deve ter cochilado na hora de escolher os melhores textos.

 

Tem mais, Jesus o nazareno, veio ao mundo com as mesmas idéias de Davi: “Eu vim para os doentes e não para os sãos.” Onde já se viu isso? Cristãos são mais que vencedores, hoje em dia. Não há em suas fileiras gente descontente ou endividada. Só os magnatas. Até nas igrejas mais pobres, todo mundo é mais que vencedor. Ai do idiota que declinar uma condição mais negativa. Vai lavar pratos no próximo acampamento. Jesus destoaria muito dos cristãos, se os visse hoje. Das duas uma, ou ele sucumbiria a eles, o que seria muito provável, pois dificilmente ele cometeria o mesmo erro uma segunda vez, ou ele seria morto outra vez, caso insistisse nessa bobagem de curar e salvar os desvalidos.

Não, não, nada disso. Davi estava muito errado e Jesus também. A Bíblia já devia ter sido re-escrita, pelo pessoal da ortodoxia, claro. Ninguém tem melhor hermenêutica do que eles. Quanto a nós, os maltrapilhos, nosso lugar é aqui na Gruta, sem nada dessas convenções e mega eventos. Ao invés do Pr. Cirilo ou do Diante do Trono, quem toca aqui é a galera mesmo. Nosso louvor é o lamento triste de nossas desventuras e desencontros e nossa oração é a nossa pasta cheia de contas atrasadas à pagar. Alguns de nós estão engrutados nas camas hospitalares ou em leitos de morte vitimados por alguma doença terminal e ninguém, sequer, nos visita. Estão todos muito ocupados com o Louvorsão. É preciso adorar a Deus. Davi estava todo errado e Jesus idem.

8 thoughts on “Os erros de Davi

  1. Lou
    Será que não há esperança?
    Será que nós grutenses, não poderíamos nos utilizar das nossas desaventuranças para gritar, se tivermos força, sobre o que ta acontecendo?
    Ou será que eles, os evangélicos, são tão felizes assim, em sua ignorancia, e nosso papel é somente e tão somente nos esconder na gruta.

  2. Wander
    Essa é uma questão excelente. O que você acha? Poderíamos fazer algo? Deveríamos fazer algo?

  3. Wander,
    A gente não se “esconde” na gruta, a gente se “refugia” nela. O que é diferente.
    E não gritamos e choramingamos para que algo aconteça, fazemo-lo porque é o que nos resta fazer. Estamos na gruta porque só nos resta a Gruta. E graças a Deus por ela!

  4. Olha, aquela conversa da Bíbliasobre a tal da Graça…

    Nenhuma outra religião fala uma bobagem como essas. A lógica sempre é ação = reação, né não!?

    Já passou da hora de reformarem a Bíblia, concordo!

  5. Lou,
    Percebo bem o que dizes e até escrevi um post em que afirmo que sem Cova (gruta) não há livramento nem sucessão, nem vitória. Mas também não podemos esquecer que essa gruta tem e teve um carácter transitório. A história de Davi não acabou nessa gruta, um pouquinho mais à frente ele estava com uma coroa na cabeça a reinar, sentado no palácio a comer as melhores comidas e a celebrar com a sua harpa (e olhar para onde não devia também).

    Quanto a Jesus, Ele também esteve numa gruta, é certo, mas passados três dias saiu vitorioso dela. A nossa esperança vem desta “fuga”.

    O plano de Deus é tirar as pessoas das Grutas, não que morram lá (lembras-te de José? De Elias?). Só Deus é misericordiosamente bom e poderoso para fazer isto na nossa vida.

    Abraços amigo.

  6. Jorge

    Excelentes considerações.
    Estou escrevendo mais sobre a gruta, principalmente em relação à preocupação das pessoas com algum tipo de atitude derrotista.
    Obrigado pelo carinho e sabedoria.

  7. Lou, você anda numa semana muito inspirada. Será o seu anjo que resolveu palpitar ai na sua orelha?

    Nao pude deixar de rir dessa sua frase: ” Os seus comandantes nunca iam ter com ele na companhia das esposas. Sabe-se lá. Davi poderia encantar-se com a mulher e tome linha de frente na próxima batalha, fora os chifres.” Essa foi demais…

    E esta daqui?: “Até nas igrejas mais pobres, todo mundo é mais que vencedor. Ai do idiota que declinar uma condição mais negativa. Vai lavar pratos no próximo acampamento.”

    Perfeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *