A Gruta do Lou

Ortodoxolatria, fogo e ética

Acusação

Na história envolvendo os ortodoxolatras (não sei se existe, o corretor está dizendo que não), entrei por ter ficado chocado com a falta de respeito humano dedicada por jovem seminarista ao Pr. Ed René Kivitz e ao Pr. Ricardo Gondim.

Como me disse o Paulo Brabo, isso nem era o mais importante e concordo. Mas pintou essa cena imprevista de Ortodoxolatria, fogo e ética, então, meio galinho de briga, não afinei.

Mas foi como acender um cigarro na trincheira à noite e o inimigo não perder tempo para mandar fogo em mim. Meio atônito cravei fogo p´ro outro lado também.

De repente, a guerra se resumiu em discutir se era ético acender cigarros nas trincheiras à noite. Uma soldada disse que isso era coisa de machista. Fiquei lisonjeado e depois disfarcei, mandando-a casar-se. Um soldado, provavelmente pretendente da mademoiselle (soube que ela fala francês), gritou: covarde! Enquanto o general ficava vociferando coisas sem nexo, ouvi um dizendo que eu era romântico, simplório e vazio. Um lá, mais exaltado exclamou: apaga isso ai seu cretino! Enquanto um cara do meu lado, cheio de divisas, ficava troçando com meu nome: Lou, low, mell ou a situação.

De saco cheio, abandonei aquela trincheira. Fui para o meu buraco. Pensei em um monte de nomes feios.

Ai levantei uma placa mostrando a cueca cor-de-rosa de um deles. A soldada disse que eu era mentiroso e que aquela cueca era dela. Todo mundo caiu na risada. Fiquei com dó dos dois e joguei a cueca no rio. Ouvi-a dizendo: considero isso um pedido de desculpas. Bom, cada um se diverte como pode.

Imagina se um cabra macho ia pedir desculpas p’ra alguma mulher, mesmo sendo uma soldada.

Depois disso cai no esquecimento. Ninguém mais falou em mim. O pior é que meu cigarro acabou e ninguém quer me arrumar um. Todo mundo sabe que é para acender de noite na trincheira, outra vez. É que eu gostei da fama.

E o Pr. Ed? O Pr. Ricardo? Hummm… É mesmo. Quem poderá nos defender?

Veja aqui.
Capricornio PB
Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

4 thoughts on “Ortodoxolatria, fogo e ética

  1. Lou, não deixe por favor o seu humor obscuro e seu mau-humor imaginário fazerem baixas verdadeiras. Essa é uma tentação que conheço bem e a que às vezes não consigo resistir, mas sei por isso do que estou falando.

    Lendo o que você escreveu não dá para detetar qualquer simpatia verdadeira por ninguém que não seja você, sua capacidade para o sarcasmo ou eu, e não foi assim que você aprendeu de mim. Mesmo com a sua medida temperada de autodepreciação, não dá para saber se você está brincando, se é que faz diferença.

    Ninguém tem o poder de estancar a escalada da retaliação a não ser a gente. Vá e, cara, não peques mais.

    Não assim.

  2. Paulo

    Mais uma vez, você está absolutamente certo e eu errado. De fato não mencionei simpatia por ninguém nesse momento, mas, só tinha meus detratores em mente. Foi um desabafo e em tom de brincadeira. De gosto duvidoso, claro.
    Creio que você expressou todos as minhas outras crenças em seu post sobre a questão.
    Esse aqui não merece sua consideração.
    Estou muito chateado com tudo isso, especialmente pela manipulação que a moça tenta lá no teu blog. O sangue subiu quando li a proposta de paz dela que camuflava mais agressão. Perdi a paciência, agi sob a raiva do momento e saiu isso.
    Não vou deletar. Quando fiz isso a semana passada ela usou para blasfemar contra mim, dizendo que era um pedido de desculpas.
    Mas, obedederei seu mandamento: Não pecarei mais.
    Pelo menos, se não me provocarem de novo.

  3. A comunicação é a meta mais difícil entre seres humanos. Eu sempre procuro considerar a melhor hipótese para o significado do que as pessoas me dizem. É certo que na maioria das vezes sou enganado, mas pelo menos não sofro em vão. Talvez a moça tenha sido sincera. Talvez não. Quem vai saber? Se fosse comigo eu escolheria pensar que sim…
    Nesses casos é melhor perder, pois significa ganhar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.