A Gruta do Lou

Ordens Celestiais encerram Jejum da Bacia

Meg Ryan

Fui visitado pelo Raniel, noite passada. Ele veio me trazer uma decisão tomada pelo pessoal das regiões celestes. Claro que chegou atrasado, todo amarfanhado e contando a última briga que teve com o diabo. Nessas e outras, ele gastou vinte e um dias. Depois da briga, cansado, dormiu o tal sono dos anjos.

Finalmente chegou. Eu estava dormindo, preocupado em não perder a hora, pois teria que levantar cedo para ir a São Paulo. Ele colocou-se ao lodo de minha cama ficou ali, pigarreando, resmungando, se mexendo até me acordar. Aí, todo ofegante, começou a dizer: Olha, não leve a mal, mas a turma lá em cima mandou ordens expressas para você parar o jejum da Bacia das Almas.Você sabe que não discutimos essas ordens. Me desculpe pela demora, mas sabe como é, eu não levo desaforo para casa e, depois, cansado acabei apagando na sombra de uma oliveira frondosa.

Acostumado à essas desculpas do Raniel, lembrei-me de perguntar-lhe sobre umas reivindicações que pedi para ele levar ao Céu, na última vez que apareceu. Esfregando os cabelos, oleosos como sempre, ele disse: Uiuiui! Esqueci de entregar o papel no Ministério da Ajuda. Deixe-me ver se ainda está aqui nessa capa. E enfiou a mãozona no bolso da capa, tirando um monte de badulaques, de lá. Tinha de tudo, até dentadura. Mas não encontrou meus pedidos. Daí disse: O que era mesmo que você estava pedindo? Respondi: Deixa para lá, esperarei o meu anjo vir e pedirei a ele para levar os pedidos. Você tem visto ele por aí? Não. Foi a resposta curta e grossa.

Depois disso, pediu licença e foi dar uma olhada no Thomas que dormia (o Raniel é o anjo protetor do Thomas e, por alguma razão que desconheço, anda fazendo alguns serviços do meu anjo) e depois sumiu, de novo.

Assim, em obediência à ordens superiores (e bota superior nisso) encerro aqui o jejum pró abertura dos comentários na Bacia das Almas. Como os outros jejuns que fiz na vida, esse também não deu em nada. Quando eu chegar lá, tratarei de ter uma conversinha com o Gandhi.

Powered by ScribeFire.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

12 thoughts on “Ordens Celestiais encerram Jejum da Bacia

  1. Amigo Lou, com todo respeito e estima que tenho. Aqui no sertão “agente não costuma rasgar seda”. Então, vou ser curto. Desconfio que seu anjo protetor é “anja” . Uma senhora muito distinta que apareceu na TV gruta. E ainda bem que o Raniel não é surdo… já estava na hora.

  2. Acho que o Brabo deixou os anjos zangados. Se ordenaram do céu que o jejum terminasse, deveriam, pelo menos, dar pau no servidor da Bacia, como aviso.

  3. Já o meu anjo havia me feito prometer que se você perseverasse no seu jejum por quarenta dias e quarenta noites eu deveria reabrir os comentários da Bacia a qualquer custo.

    Melhor assim.

  4. Paulo O plano era jejuar quarenta dias, mesmo. Se o anjo não viesse com a ordem celestial de interrupção, cumpriríamos o plano à risca. Se bem que as crianças já estavam meio fraquinhas. O Raniel deveria ter chegado com a ordem um dia depois do início do jejum, mas atrasou, com sempre. Creio que isso explica a orientação do seu anjo. Repito, meus jejuns são um fiasco, sempre. Bons eram os do Gandhi.

  5. Alê
    A decisão de fazer o jejum foi minha, mas o céu interrompeu. Agora, eu voltaria a fazer se o céu ordenasse. Mas eles não costumam voltar atrás em suas ordens, como você sabe.

  6. E eu?!?!?!?! Como é que eu fico?!?!?!?
    Tô fazendo jejum brabo e não recebi nadinha de recado de céu. Aliás, um dos motivos pra estar na Gruta é que nunca tive visita de anjo pessoal, nem que fosse de um incompetente como o Raniel. Nem por empréstimo.
    Sempre me fiei em mim mesmo – torcendo pra estar certo – pra tomar decisões. Sempre erradas!
    E agora, o que faço!?!?! Paro tb ou continuo firme feito mula empacada???
    E o Brabo? Não tem pena de nóis não???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.