A Gruta do Lou

Onze horas, meus amigos

horas11p

Estou escrevendo o post para deixar a todos vocês. São dez horas da noite, do dia seis de novembro.  Ainda estou confuso por ter adiado nossa viagem a São Paulo, para amanhã. Agora pouco, o Daniel Fresnot me ligou, imagine, um cara ocupado e importante como o Daniel preocupar-se em me ligar, mesmo que obrigado a usar meu celular (a Telefônica insiste em manter meu telefone desligado) e, antes de desligar, não esquece de convidar-me a jantar em minha próxima estada na grande cidade, que não seja amanhã.

Nos últimos dias recebi tantas manifestações de amizade. Parece sonho. Acho que vou seguir o conselho do Brabo e começar a escolher melhor meus amigos. Até outro dia, meus amigos, no máximo, traiam e preteriam-me. Até o Divino andou me mantendo na geladeira. Mas saiu com tudo e resolveu rodar a baiana. Coitadas, por que será que inventaram essa expressão tão infeliz? Por que não rodar uma sorocabana? Pelo menos elas seriam menos deseducadas em um pendenga. As baianas são educadas e, digamos, sensuais.

Estranho tudo isso. Se meu pai fosse vivo eu gostaria de bater uma papo com ele hoje. Sim, daqui a pouco, às onze horas. Primeiro, faria perguntas e deixaria ele falar. Você é feliz? Qual foi o momento inesquecível de sua vida? O número um, claro. Entre tantas mulheres, qual você amou de verdade? Já que minha mãe você não amou, como eu também não. Alguma vez você não dormiu, preocupado comigo ou com seus netos? Ele se foi e não deixou nem um verso para nós. Cara, meus filhos tem mais de quinhentos textos para ler, só aqui no blog. De maneira explicita e implícita eu digo aos meus filhos e à Dedé que os amo e eles roubam meu sono, meu ser, minha alma, minha vida, mesmo quando dormem tranquilos.

Mas esse ser indecifrável veio, contribuiu para eu existir, tratou de seus interesses e se foi sem deixar nem um fio de herança. Maldito velho egoísta. Ah! Lembrei, deixou-me um meio irmão que vive a me assombrar. Prefiro não mencioná-lo. Pode estragar a noite e esse Concha Y Toro aqui.

Acho que preciso melhorar meu cristianismo. Né não? O Jampouski bem que tentou me ensinar a perdoar. Coitado. Se nem Jesus conseguiu esse milagre. Invejo todos vocês que conseguiram perdoar. Podem estar certos. Aliás sou fã de todos os perdoadores desse mundo de Deus. Mas não sou, suficientemente, bom para perdoar. Meu negócio é mais voltado à ruminação inconsciente das minhas mágoas e tristezas. Às vezes, acordo no meio da noite, chorando feito criança, sem saber por que. São elas, essas marcas profundas que os relacionamentos desastrosos fizeram em minha alma, ao longo dessa vida pouco importante.

Pai, perdoa minhas dívidas, assim como perdoo meus devedores, se podes acreditar no que lhe digo, agora, às onze horas.

Sim, amanhã levaremos o Thomas ao Dr. Marcial Barbero que hoje não pôde nos atender, por estar doente. Como disse a Carolina, ele deve ter se mordido e contraído a doença de Chagas. Afinal é um Barbero. Espero que tenham entendido a piada.

Tchau, até a volta. Vê se deixa um comentário aí meu.

Powered by ScribeFire.

lousign

9 thoughts on “Onze horas, meus amigos

  1. Tenho acompanhado a luta com o Thomas, e mesmo sem comentar aqui, tenho orado, e fiquei feliz de saber que o Pai respondeu, como sempre responde, mas desta vez do jeito que desejávamos, né?
    Ele sabe da minha falta de condições no momento, mas saiba que aqui tem um coração valente lutando também, em oração.
    Espero notícias (boas) em breve.
    Abração!!!

  2. Ah, sim, e quanto ao seu pai… não tente entendê-lo a essa altura da vida. Tente somente deixar que o coração receba o bálsamo vindo direto da cruz.

  3. “Como disse a Carolina, ele deve ter se mordido e contraido a doença de Chagas. ”
    opss! Carolina, eu (fchagas) daqui do sertão nordestino.. . de joelhos trôpegos pedindo a Deus para abençoar vocês, e você me vem com essa! (rs)

  4. Oi Lou, fique tranquilo que sei que amanha ( ou melhor, hoje) tudo dará certo !! o médico vai atende-los, ele será iluminado pela sabedoria de Deus e trará um bom tratamento para o Thomas e refrigério para vc e a dedé !! … olha, seja bem vindo ao “grupo de pessoas com dificuldade de perdoar, porem verdadeiras para confessar !!”….eu tb invejo sinceramente os perdoadores, aos elevados de espírito que conseguem esquecer suas mazelas… eu bem que tento, bem que oro, que peço socorro, mas minha mente me trai todos os dias e me expõe as feridas sempre… e eu me lembro, me remoo, me cozinho em banho maria… ai que droga !! depois de tanto tempo pregando e ministrando eu deveria ser mais espiritual e ter menos lembranças de todo mal que me fizeram… será que um dia vou parecer pelo menos com o dedinho do pé do meu Senhor ?????….mas vamos em frente porque atrás vem gente !!
    beijos pra vc , pra Dedé e pro Thomas… estou orando por vc s !

  5. Querido pai do Thomas (neste momento esta é sua identidade), as mães de oração de nossa igreja irão orar pelo seu filhinho. Também replicarei sua mensagem. Minha oraçcão é para que o Senhor sustente você e sua familia, fortaleça seus corpos e espíritos e suas finanças.

  6. É…perdoar é dificil!
    Tentaremos,tentaremos e tentaremos,mas sempre seremos humanos!

    Que Deus possa estar abençoando tua vida e a do Thomas!
    Que Ele possa te ensinar como perdoar!!

    Abraços!

  7. O perdao está aliado ao amor, e eu sei que amas, entao podes perdoar. Outro dia falei que gosto da tua autencidade, a maneira como expoes com facilidade o teu interior, uma característica minha também e que leva-me a sofrer um bocado por ela.
    Aprendi a perdoar sofrendo barbaridades, por isso hoje quando vejo alguem que nao perdoa , fico querendo reverter a situacao para que este nao tenha que aprender obrigado. É melhor obedecer do que sacrificar!
    beijo grande em toda a família e aguardo notícias boas, porque eu continuo acreditando nelas!

  8. Lou… eu rodo a espanhola, cheia de babados, bato o pé e toco castanhola…Um escândalo!!!!
    Perdoar…Lou, complicado. ainda mais pai??? tenho um dessses igualzinho ao seu (mãe tambem), só que pior, ele tá vivo cara, e me assombrando (porque fantasma não assombra)
    Bão mano, estamos na torcida, em oração e à sua disposição.
    Já sabe que pode contar com a gente.
    Amo vocês!
    Beijo em todo mundo.
    🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *