A Gruta do Lou

O Segredo – Planejar o Ano Novo

 

 

Seguindo o conselho do Meu Primeiro Milhão, daqui a pouco, escreverei os meus objetivos para 2008. Como sou melhor consultor que ele, usarei o OMR (Objetivos, Métodos e Recursos)*. Antes de mais nada, farei uma leitura básica (aquela em que você só lê os textos grifados em leituras anteriores) do livro do Robert F. Mager (A Formulação de Objetivos de Ensino – Ed. Globo), o melhor, quando o assunto é “objetivos”,  daí escreverei os tais.

Dei uma lida no plano de 2007, ontem, e joguei o papel no lixo. Minha avaliação foi contundente: Mais um ano perdido. Dessa vez não incluirei Deus em meus planos. Ele só fura comigo. Traçarei meus objetivos dentro do que posso alcançar através do trabalho de minhas mãos, feliz serei, verei a paz em Israel e os filhos dos meus filhos.

Outra coisa que não funcionou no distante ano passado, foi o tal do segredo. Segredo coisa nenhuma, pois o James Allen (1864 – 1912) tinha revelado isso há muito mais tempo (O Homem é aquilo que pensa – Ed. Pensamento), só não tinha a grana necessária e nem os meios de comunicação de hoje e, por isso, parece que o pessoal do Segredo descobriu a pólvora. Apesar de que, acho que darei uma lida nele, também, afinal é fininho. Mas aviso os navegantes logo, o cara gostava de Thoreau, Tolstoy e influenciou o Peale.

Não fique triste comigo. Esse negócio de excluir Deus é só uma medida de economia. Não quero perder mais um ano de vida. Ele tem andando muito ocupado com os maiorais e não dispõe de tempo para insignificantes grutenses maltrapilhos como nós. Claro que seria melhor um plano com Ele a bordo. Afinal, se tivéssemos seus milagres contando a nosso favor, tudo ficaria muito mais fácil. Problema é incluí-lo sem falar com Ele e, depois, Ele não aparecer. Daí será mais frustração. Falar com Ele é outra tentativa inglória, ainda mais nessa época. Ele sai de férias, também.

Quando morei em Dave – Ft Lauderdale, trabalhei com o argentino Raul que tinha o objetivo tipicamente americano de conquistar seu primeiro milhão de dólares. Coisas do destino, acabei ajudando o cara ao pressentir que havia alguma macumba no escritório dele. Não apenas isso, achei a macumba e a destruí. Dias depois, ele ganhou uma ação contra a VARIG e recebeu o dinheiro que faltava para completar seu primeiro milhão. Ele me convidou para a festa e me deu uma taça da champagne francesa. Grana que é bom, neca.

Então, escreverei meus objetivos, métodos e recursos hoje. Nada melhor para fazer em um dia perdido, em plena terça-feira, como essa. Estou morrendo de medo de quando o amanhã chegar. Tenho pela frente umas enormes montanhas para vencer. Seria tão bom ordenar e vê-las caminhando cabisbaixas para o mar. Mas comigo é tudo mais difícil. Terei que escalar cada uma delas e sem reclamar, pois se reclamar, pago mais caro.

*Ops: Quem quiser uma cópia grátis do OMR peça. No ano passado, graças aos donativos enviados por uma graça alcançada depois de ler o OMR, quase fiquei rico.

 

2 thoughts on “O Segredo – Planejar o Ano Novo

  1. Oi Lou… estou contigo e tb joguei fora minha lista do ano passado ( 0% de acertos e conquistas) foi só chateação e tristeza. Este ano decidi não fazer listas e nem pedir coisa alguma, já aceitei tb que Deus tem mais o que fazer do que ler listinhas de desejo que não são os DEle. Decidi que vou deixar correr esse ano. Sonhar, nunca mais . Sonhar só faz doer, só machuca. Sonhar só é bom quando a realização é garantida , caso contrário é pesadelo.
    Vou deixar correr. Se Deus quiser e achar que ainda vale a pena, SUA ajuda será muito bem vinda, afinal, deixar correr sem ajuda de Deus não vai ser fácil. Me sinto mesmo é diante de um quadro negro e sem giz pra escrever ou rabiscar…. to querendo mesmo é arranhar.
    beijos pra vc.

  2. Que planejamento que nada.Fica mais light deixar a vida correr…
    Deus com certeza vai nos levar a mares nunca dantes navegados.Mas com um pouquinho de fé nem que seja do tamanho de um grão de mostarda,as coisas podem acontecer!Diz pra mim que não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *