UA-1050823-5
A Família

O que a Igreja Cristã (responsável) pensa sobre sexo

Esse texto nasceu como um comentário no perfil Facebook da amiga Cristina Willians, onde ela contesta o fato do governo ser obrigado a pagar pela opção sex free sem qualquer responsabilidade, redundando em – bem você já sabe o que acontece com quem opta por essa prática e resolvi copiá-lo aqui por sua qualidade em termos informação  de utilidade pública. Para ver na integra, clique no nome da Cristina, acima.

O fundador da igreja (falo da comunidade e não das instituições) cristã, ou seja, Jesus Cristo, determinou que seus adeptos participantes fossem como sal e luz.

Em relação ao sal, ele se referiu ao sal utilizado como preservador da carne. Naquele tempo não havia refrigeradores e muito menos, luz elétrica, e o sal cumpria esse papel. Ainda hoje, é possível encontrar carne salgada no mercado que não estará nas geladeiras.

Esse é o papel da Igreja (da comunidade) preservar a humanidade.

Se alguém vai à Igreja cristã protestante ouvirá que o sexo deve ser praticado dentro do casamento, com responsabilidade e os devidos cuidados.

A igreja católica (a instituição) não aprova o uso dos contraceptivos, o aborto e o divórcio, por enquanto.

Dessa forma a igreja cristã cumpre seu papel de preservar a humanidade, mas não tem o papel de policiar e julgar, muito menos. Se alguém se diz cristão e não observa essas e outras diretrizes, está mentindo.

As pessoas são livres para fazer com seus corpos o que desejarem, é verdade. Mas a igreja adverte, todas as coisas nos são lícitas, mas nem todas nos convém.

A Cristina está coberta de razão, toda essa liberdade sexual custa caro ao país e nós (enquanto nação formada de pessoas) não estamos em condições de esbanjar, antes de mais nada.

Iria ainda mais longe, incentivar o sexo free sabendo da consequência inevitável (aumento da natalidade), além do custo, trás enormes problemas para a sociedade como um todo (pobreza, miséria, orfandade, criminalidade, etc.) , não só para os filhos dessa libertinagem, mas para todos nós, como é sabido por todos.

Qualquer dúvida quanto a esse ponto, me procure que posso lhes apresentar as Casas Taiguara (e muitas outras), das quais, agora sou um colaborador voluntário.

Ah, um detalhe importante, laico é o governo. O país não é laico, posto que é formado dos seus cidadãos (gente, pessoas) sendo que sua esmagadora maioria é religiosa. Beijo nas carecas e perucas.

Comments

comments

About the author

Lou Mello

Olha só, pessoal assíduo na Gruta (carinhosamente grutenses) já está careca de saber quais são as minhas graduações e tentativas de pós, etc.
Pessoalmente, não ligo muito para isso. Valorizo muito mais os meus mentores, tais como Dr. Russel P. Shedd, Dr. Zenon Lotufo Jr. e Dr. Dale W. Kietzman. Esse blog está repleto das coisas aprendidas ao longo de minha vida e isso fala por si só.
Meu espírito é missionário. Plagiando o Amir Klink, "Um homem precisa viajar... simplesmente ir ver por si mesmo”. Eu viajei bastante e ainda pretendo viajar. Quem sabe não serei portador de boas novas por aí, mais um pouco?
Atualmente, continuo acalentando o Projeto Corações Valentes, embora ele não tenha vingado ainda. Sinto falta do meu filho Thomas, ele, através de seu sofrimento, me deu essa ideia, antes de partir para a próxima dimensão.
Além de ter lecionado (Ef. Física e Teologia), ensino organizações não lucrativas cristãs a conseguir sustento sem mendigar e, também, tento ajudar as pessoas a crescerem através da mudança comportamental. Sonho, ainda, treinar professores em prática de ensino, quem sabe...
A Gruta surgiu como a forma ideal para a prática de escrever e me livrar dessa coisa interior pressionando meu peito com potencial para me matar.
Também gosto música, literatura em geral, educação e astronomia (minha segunda paixão secreta, Ih falei).
Pena o tempo perdido fazendo falta agora, mas isso não tem remédio.

Leave a Comment