A Gruta do Lou

O mentiroso, por mim mesmo.

mentiroso.jpg

     O mentiroso (The Liar) Jim Carrey

Não estou a fim de escrever coisas muito drásticas e mal humoradas. Pensei em alguma coisa superficial, daquelas bobagens que encontramos fartamente por aí.

Então minha sogra veio passar o fim de semana aqui em casa e, como sempre faz, trouxe todas as revistas que ela assina como Época, Galileu, Amiga e sei lá quantas mais. Uma delas me chamou atenção com o título “Dá para viver segundo a Bíblia Hoje?” na capa. Catei o exemplar e fui ver de que se tratava. Bom, acho que o texto não vale um tostão furado. Uma porcaria.

Como bom brasileiro, o repórter envolvido sr. Claudio Julio Tognolli, copiou o colega (deixa o cara saber disso) norte americano A. J. Jacobs, com algumas pequenas diferenças, ou seja, o gringo decidiu assumir o compromisso, por um ano inteiro, enquanto nosso herói imbecil, o fez por dois meses, se bem que seu relato não cobre mais do que quarenta e oito horas de sacrifício, se muito. O idiota tem uma tatuagem na barriga que vale uma nota. Ele tatuou a fórmula do número áureo (raiz de cinco sobre dois mais um) acima da frase de Albert Einstein ( O querido Deus não joga dados com o mundo), em alemão. Pode?

Para assumir um compromisso desses, a pessoa envolvida precisaria conhecer bem o texto bíblico, no mínimo. Esse não sabia nada. Lá pelas tantas, um jovem rabino disse-lhe uma outra imbecilidade, ou seja: observar os dez mandamentos é fácil. Esse é mesmo um grande campeão. Não acham?

Pensando bem, poderíamos adotar o compromisso de seguir um único mandamento por um ano. Talvez, nos comprometermos a não mentir, durante esse ano. Que tal? Mais ou menos como se fôssemos encantados como o personagem de Jim Carrey, no filme O Mentiroso (The Liar) foi, por seu filhinho querido, aquele desnaturadozinho.

Até mencionei, outro dia, meu propósito de andar sobre a verdade. Cara, não deu. Não sou um grande mentiroso. Tenho até muita dificuldade porque não penso em mentir freqüentemente. Fujo das pessoas que adoram uma desculpa ao invés da verdade. Sabe aqueles caras que você não pode dizer algo do tipo: Eu esqueci ou estou duro meu. O filisteu, simplesmente, prefere ouvir uma longa história recheada de mirabolantes idas e vindas, perdas e danos, razão e sensibilidade à uma boa e velha verdade. Claro que as oportunidades criadas pelo demônio para extrair de nós mentiras sem fim são incalculáveis e inusitadas. Se resumissem a uma desculpinha aqui e acolá, até que seria fácil. Mas está muito longe disso. A não ser para o jovem rabino, claro.

Quem sabe poderíamos criar um Meme e estabelecer uma blogagem coletiva a favor da verdade. Um dia onde todos só escreveriam a verdade, sob pena de levar um raio bem no meio dos chifres. Claro que certos blogs se absteriam, nesse dia. E uma lista das cinco maiores mentiras contadas na vida. Que tal? Não seria ótimo. Eu convocaria todos os leitores da Gruta a entrar nessa.

Só para demonstrar minha boa vontade deixo aqui agora uma pequena amostragem:

1) Sou palmeirense roxo.

2) Não estou com medo da vida.

3) Adoro andar de ônibus.

4) O gerente do meu banco me adora.

5) Nunca menti.

6) Minhas contas estão todas pagas.

11 thoughts on “O mentiroso, por mim mesmo.

  1. HAHAHAHA.

    Ok.

    Conta outra….

    HAHAHAHA.

    Quanto à mentira, não seis e hei-de rir ou chorar…

    Quem nunca mentiu que atire a primeira pedrinha…

    God bless you.
    T.

  2. ….1, 2, 3, 4, 5, 6, 7,8 ,9,………..ihhhhhhh… esqueci a última , ou será que era verdade ?????
    O que eu mais queria mesmo era ver a verdade libertando os mentirosos.
    ai ai ai…

  3. Mentiras, eu? vou tascar verdades:

    1) Possuo uma caderneta de poupança desde o meu primeiro emprego, isso há 25 anos atrás.

    2) Sou tremendamente centrada, nada desse negócio de bipolaridade, coisa de gente fresca.

    3) Meu telefone aqui em casa não pára de tocar, são os amigos à cata dos meus sábios conselhos.

    4) O ônibus com ar condicionado que eu tomo às 6:30 da manhã não parte sem mim.

    5) Meu filho não toma uma decisão sem ouvir meus conselhos.

    6) Minha cachorra também me respeita pra caramba!

  4. Estou a procura desta revista para ler esta matéria! será que vc poderia me dizer qual é e a edição? Obrigado ! Abraço ! Rodrigo – rodrigo_proo@yahoo.com.br

    Rodrigo
    Obrigado pela visita. Estamos revirando nossos arquivos no sótão e no porão. Assim que encontrarmos e se encontrarmos, envio para você por seu E.mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *