A Gruta do Lou

O malabarista profissional

O malabarista
O malabarista

O que há de mais comum na vida de qualquer grutense é o malabarismo com contas, pressões, cobranças, negociações, desculpas, etc. Em algum tempo, o membro, dessa sociedade quase secreta, perceberá o quão profissional tornou-se nessa atividade.

Agora pouco falei com alguns desses credores inexperientes e, naturalmente, dei-lhes um banho de experiência e competência. A coisa chega a tal ponto que, muitas vezes, sou obrigado a consolar essa gente infeliz e, claro, ganhando sempre mais tempo para saldar a coisa. Pior é que tudo isso pode ser considerado como manobra aceita dentro dos limites da honestidade e bom senso, sem falar no lado bíblico. Pode?

021014_1738_Comoresolve2.jpg

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

9 thoughts on “O malabarista profissional

  1. Um malabarista fera me levou no bico por um ano e nove meses, sem manchar a reputação nem abalar a amizade. Semana passada, quando finalmente recebi os pilas do guarda-roupa que vendi em 2007, sem juros nem correção, ainda me senti no lucro :-). O cara é bom.

    Não deve ser um grutense. Grutenses sempre estão em posição de dor, sofrimento, desespero e congêneres. Mesmo quando contornamos os verdugos, ficamos mal, muito mal.

  2. No momento atual,o “Profissional do Crédito” é superado em técnicas
    e argumentos pelos seus clientes…
    Antigamente, atender um credor na porta de casa era um constrangimento,
    hoje em dia quem fica constrangido é o cobrador.

    Essa profissões menores precisam acabar. Mas eles acabarão tornando todos os habitantes do planeta em devedores. Não haverá ninguém para cobrar.

  3. Nowadays,num tenho muitas dívidas,muito menos din-din. Mas tenho uma grana arta que emprestei pra um parente faz uns anos e tô achando que ele tem tomado umas aulas co sê. Num sei não…

    Grutenses não fazem discípulos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.