A Gruta do Lou

Mercador da Fé

Renata Fronzi

Os sãos não precisam de médico e, sim, os doentes; não vim chamar os justos, e, sim, os pecadores. Mc 2:17

Mas, põe-se vinho novo em odres novos. MC 2:22

Mas os advertia severamente que o não expusessem à publicidade. Mc 3:12

A vós outros é dado o mistério do reino de Deus, Mc 4:11

O semeador semeia a palavra MC 4:14

Os que foram semeados em boa terra são aqueles que ouvem a palavra e a recebem Mc 4:20

Pois nada está oculto, senão para ser manifesto. Mc 4:22

Pois o que tem se lhe dará; Mc 4:25

Tudo, porém, explicava em particular aos seus próprios discípulos Mc 4:34

Acalma-te, emudece! O vento se aquietou e fez-se grande bonança. Mc 4:39

Não temas, crê somente. Mc 5: 36

Ao desembarcar, viu Jesus uma grande multidão e compadeceu-se deles, porque eram como ovelhas que não têm pastor. Mc 6:34

Porém ele lhes respondeu: Dai-lhes vós mesmos de comer. Mc 6:37

Tende bom ânimo! Sou eu. Não temais! Mc. Mc 6:50

Nada há fora do homem que, entrando nele, o possa contaminar; mas o que sai do homem é o que o contamina. Mc 7:15

Em verdade vos afirmo que, dos que aqui se encontram, alguns há que de maneira nenhuma passarão pela morte até que vejam ter chegado com poder o Reino de Deus. Mc 9: 1

Ao que lhe respondeu Jesus: Se podes, tudo é possível ao que crê. Mc 9:23

Uma narrativa alucinógena.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

8 thoughts on “Mercador da Fé

  1. Alysson

    A Renata Fronzi trabalhou sempre com o humor. Seu papel de maior destaque foi a Hélena da Familia Trapo, ao lado de Golias, Zelone, Jô Soares, Ricardo Corte Real, Cinira Arruda e Carlos Alberto de Nobrega. Isso foi na década de sessenta, mas passa toda hora na Record. A Globo tenta repetir a fórmula com a Grande Família, etc…, mas falta talentos como esses todos.

  2. Coisa boa deve ter sido esta Família Trapo. Já ouvi falar muito bem. Sou da época da Grande Família, que aliás, acho bem legal. A decadência a que você se refere deve ter relação com uma decadência geral no campo da cultura deste país. Fico me perguntando: onde estão nossos Drummonds e Bandeiras?
    Abs.

  3. – Como fazer para chegar bem à sua idade?

    – É só não parar! (Enéas Tognini)

    Para privar momentaneamente da razão, seria uma boa pílula (dica!) de sobrevivência, não acha?

    Nada como respirar!

    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.