A Gruta do Lou

Manhã Carnavalesca

 

Acordei pensando na música Manhã de Carnaval. Talvez seja algum prenúncio, não sei. Mas tão logo me sentei em frente ao grande irmão, o telefone tocou, sim ele mesmo, acreditem, e não foi só isso, era um possível cliente. Ainda bem que preparei bem meu coração para a essa etapa da vida. Caçarola!

Às vezes fico com essa impressão terrível de que Deus existe. Sei que você prefere as minhas insanas escrituras pessimistas, mas diante de boas notícias sou levado, como menino, ao extremo da euforia. Dizem ser TOC, mas eu não entro nessa. Conheço o velhinho pessoalmente, ele, o filho dele e até o espírito deles. Gosto de cutucá-los, de vez em quando, para acordá-los. Escrevo sobre a possível não existência deles, de ser tudo invenção dos sacerdotes vagabundos e todas as bobagens comuns por aqui com o propósito de enfurecê-los. Embora nunca tenha conseguido tanto, pelo menos, uma olhadela ou, em dias de muita sorte, até uma piscadela para os irmãos mais pobres aqui. E olha, eu clamo por todos nós, viu?

Sou mesmo um sonhador. Tenho ideais originalíssimos de igualdade e fraternidade, de ver todo mundo andando lado a lado, independentemente da cor, da religião ou país de origem. Chego ao extremo de pensar em pessoas vivendo sem dívidas, mas supridas, com saúde plena e atendimento digno em todos os lugares do planeta e todas essas bobagens. Você não acreditará nisso, mas desejo ver todas as pessoas felizes. Pode?

Fique tranquilo, não precisa incomodar o Zenon. Daqui a pouco passa e volto ao meu estado original, aquele que me trouxe à Gruta. Só não quero pensar nisso agora. Melhor aproveitar esse raio de felicidade, imprudentemente iluminando meu cantinho, nessa manhã. Tomara você esteja sentindo o mesmo.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

2 thoughts on “Manhã Carnavalesca

  1. Pingback: Lou Mello
  2. Taí. Gostei muito deste post! Acho que dentro de ti mora um cara muito, mas muito legal mesmo, cheio de experiências com Deus, com muitas histórias para contar e inúmeras para louvar!
    Um grande abraço a ti e a família.

    Agradeço humildemente suas palavras. É uma grande honra, para mim, receber seu comentário. De fato tenho muitas histórias e pretendo contá-las. Às vezes, meu estilo meio debochado, incomoda, mas prefiro continuar assim e não violentar meu jeito de ser. Me parece mais autêntico. Certo? Abraço para você e sua familia, igualmente.

    Em Manhã Carnavalesca, 2008/09/17, 0:00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.