A Gruta do Lou

Loja de sonhos

Uma loja, por definição, seria um lugar onde você poderia adquirir produtos específicos ou genéricos, contra pagamento justo e nas formas vigentes em cada estado. Não é o caso da minha loja, como era de se esperar. Há vinte dias, mais ou menos, meu E-Commerce hmello.com (a loja cibernética do Lou Mello) está aberta e não fez nenhuma venda até agora. Não fez porque não dispõe de nenhum produto a ser vendido, não dispõe devido à necessidade de obter os registros e licenças e mesmo que os tivesse, não teria recursos financeiros para adquirir um estoque, ainda que mínimo.

Lembro dos primos de minha mãe, eles sonharam a vida inteira com a Soérica, uma fábrica de instrumentos elétricos domésticos (chaves de luz iluminadas, tomadas com tampas, etc.) Chegaram a construir um prédio e a produzir alguns produtos, manualmente, mas isso aconteceu quando o mercado já estava inundado de produtos do tipo e muito mais sofisticados, sem falar no preço, infinitamente mais acessível. A Soérica virou uma fábrica do sonho nunca realizado.

Minha loja, por enquanto é pouco mais do que um sonho, é um site a ser visitado, nem sei para que, pois é feio e não tem nada para vender, embora se proponha a ser uma loja. Mas se você gosta de praticar o velho amor masoquista, tão bem explicado por Eric Fromm em seu excelente ” A Arte de Amar”, visite, antes que ela desapareça. Quem sabe não ganho algum prêmio bizarro do tipo: o Site mais dispensável da Net ou algo assim.

Ocorreu-me a idéia de vender sonhos, posto haver um monte de gente com a capacidade de sonhar perdida. Talvez pudesse concorrer em outra categoria, então. Quem sabe, entre os sites mais irrelevantes da Net ou algo assim. Afinal sonho é uma geringonça abstra que não se encontra em lojas, mesmo contra o senso comum.

Sem isso ou com isso fiquemos em companhia do Eric Fromm, um site muito relevante, mas fora da Rede:

“Nossa sociedade é dirigida por uma burocracia gerencial, por políticos profissionais; o povo é motivado pela sugestão da massa, seu alvo é produzir mais e consumir mais, com finalidades em si. Todas as atividades se subordinam a metas econômicas; os meios tornam-se fins; o homem é um autômato – bem alimentado, bem vestido, mas sem qualquer preocupação última pelo que constitui sua qualidade e função peculiarmente humanas. Para que o homem seja capaz de amar, deve ele ser colocado em seu lugar supremo. A máquina econômica deve serví-lo em vez de servir-se dele.”

4 thoughts on “Loja de sonhos

  1. Bom dia!!!!

    Pois é, cada um tem seus sonhos. Aqui em casa foi um pesadelo que o Daniel teve por estes dias;)

    Cliquei na sua loja, ao menos quem sabe vc ganha o tal prêmio;)

    Bom domingo prá vocês!

    Acho que você deverá ganhar o prêmio de primeira e única a visitar nossa lojinha. Espero estar tudo bem com o Daniel, apesar do pesadelo.

  2. O Cury anda vendendo sonhos, tbm, ultimamente!

    Depois dou uma passadinha lá na sua loja cibernética!
    =)

    Valeu! Obrigado.

  3. Quer vender meu notebook?
    É um Toshiba satellite, pentium 4, 2Gb Ram, 80 Gb HD. Preço? Não sei…

    Bom, querer até queria, mas só posso anunciar quando estiver com os papéis na mão, nota fiscal, contratos com bancos, etc…, ou fazer via Mercado livre, UOL, etc..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *