Início

Lou à margem do Rio Tejo, no Palácio da Família Real de Portugal

Olá.

Obrigado pela visita.

Seja muito bem vindo à Gruta.

Friedrich Nietzsche  disse:

“Deus está morto: mas, considerando o estado em que se encontra a espécie humana, talvez ainda por um milênio existirão grutas em que se mostrará a sua sombra”.

Talvez essa seja uma de nossas esperanças, pelo menos algumas sombras dele em nossas paredes de pedra.

Se desejar pular direto para o blog, clique em “Blog” no menu acima e aproveite.

Os fiéis depositários

Como Jesus, temos uma preferência radical por maltrapilhos. Ele gastou grande parte do seu curto tempo ministerial com os desventurados, os em aperto, os endividados, os amargurados de espírito, os perseguidos, os incompreendidos, os rebeldes e os esquecidos. Ele contra ensinava sobre esses os verdadeiramente felizes e bem aventurados.

O nome em meu registro de nascimento é Luiz Henrique Mello. Já fui professor de educação física e teologia, missionário, empresário (fracassado) e ultimamente tento ser consultor para organizações sem fins lucrativos e/ou lucrativas, embora seja mesmo seresteiro, poeta e cantor, não com a voz, mas com a pena, digo, teclado.

Jesus disse (Ev. de Tomé): Se não colocar para fora o que você tem em seu interior, isso acabará esmagando você por dentro. Na Gruta estou descongelando, pouco a pouco, verdades há muito congeladas em meu interior e desmistificando o Mito da Gruta.

Aqui você encontrará o blog, iniciado no natal de 2005, alguma coisa sobre meu trabalho, sugestão de leituras, possibilidade de downloads e mais algumas tremendas revelações a respeito de Deus, do final dos tempos, da viagem e muito mais. Basta fazer sua opção clicando na Barra acima. Eu começaria pelo Blog, claro.

Espero que goste. Leia, comente, envie mensagens, warevis.

Por enquanto um big abraço pro cê.

Lou Mello

 Ops:  Ah! Para entrar no Blog é só clicar nele, ali em cima, na barra de navegação, aba home. O que? Já falei? Jura? Nossa, nem notei.


3 Comentários

  1. Preocupada com o diagnóstico da minha filha anomalia congênita doença de abstein……

    • Olá Iza, obrigado por nos escrever.
      Você enviou comentário via meu blog A Gruta do Lou. Certo?
      Tudo bem, afinal eu faço a coordenação dos comentários, perguntas, etc., lá no site do Projeto dos Corações Valentes.
      Meu conselho é você entrar lá, na página da cardiopatia congênita “Anomalia de Ebstein” e/ou inscrever-se no grupo Anomalia de Ebstein para uma primeira interação.
      Depois podemos conversar mais e ler a opinião de outros envolvidos nesse tema.
      Ok?
      Te aguardo lá no site do Projeto. Isso não tira seu direito ou desejo de escrever por aqui, claro.
      Um abraço
      Lou H. Mello

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*