A Gruta do Lou

A Igreja Cristã no Brasil é comunista?

cristiano_comunista

Segundo o Prof. Olavo de Carvalho, o comunismo controla tudo em nosso país, inclusive a Igreja Cristã em suas principais vertentes, a católica e a protestante.

Pessoalmente, concordo com o Prof. Olavo, em parte. Se considerarmos as principais colunas da Sociedade ( Igreja, família, governo, escola e mídia) diria que a família ainda não é comunista ou não se organiza em modo comunista, na maior parte.

Quando estive na Albânia, nos tempos em que era regida pelo regime marxista-leninista, com a igreja cristã banida, embora tenhamos encontrado alguns cristãos por lá, conheci “famílias comunistas”, pois se organizavam dentro de padrões comunistas, mas ainda assim eram famílias e isso não era exatamente o fim onde os líderes comunistas pretendiam chegar. O conceito de “família” não é bem aceito pelo comunismo, se não me engano.

Além dos quatro pilares da Sociedade citados acima, ainda há os trabalhadores, a educação e a saúde. Portanto, o Prof. Olavo acerta, a meu ver, no fato de que a Igreja, o governo, a mídia, a educação e a saúde estejam sob o domínio comunista, no Brasil.

Mas, como ele mesmo diz, os comunistas não pretendem acabar com os capitalistas, porque só eles sabem como ganhar e/ou fazer dinheiro. Os comunistas quando precisam de dinheiro roubam, por não saber como produzi-lo.

Também não conseguiram encontrar um substituto para a família, embora apostem na radicalização do machismo X feminismo somado ao homossexualismo. Os trabalhadores odeiam os sindicatos, justamente porque sabem que eles trabalham enquanto os sindicato lhes rouba. Agora o resto, é vermelho.

Meu negócio, como todos estão carecas de saber, é mais relacionado às coisas da Igreja, embora eu não faça apologia da Igreja organizacional. Entretanto, não posso ignorá-la, ela existe. O comunismo é preparado para subverter as organizações. Para os comunistas, igrejas, escolas, hospitais, autarquias governamentais e agências de notícias formam a praia deles.

A igreja cristã católica está recheada de teólogos e sacerdotes adeptos dos pressupostos comunistas e não é de hoje. Em meados de década de setenta e oitenta, no século passado, vários sacerdotes católicos militaram a chamada Teologia da Libertação, uma leitura bíblica sob lentes comunistas. Mas eles não estiveram sozinhos nessa festa, teólogos protestantes também dançaram ao som dessa música. Os papas e seus auxiliares chegaram a punir alguns desses militantes de esquerda.

Mais recentemente, vários desses teólogos cristãos e outros mais novos passaram a fazer parte do corte realizado entre a Teologia da Libertação e os Teólogos Conservadores de extrema direita, sob o título de Teologia na Íntegra ou Integral.

A ênfase mais contundente desses apologetas é, sem dúvida, aquela que é dirigida aos “pobres”. Com isso eles enganam os cristãos desviando-os do objetivo principal e régio interposto por ninguém menos que Jesus Cristo, pessoalmente. O objetivo de Jesus era proclamar o Reino de Deus e, para tanto, ensinava que deveríamos amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos.  Tudo isso via a estratégia do discipulado a quem deveria ser ensinado tudo que ele ensinou aos seu discípulos diretos.

Jesus não ignorava e muito menos abandonou os pobres. Deixou claro a importância de cuidar deles, ajudando-os a sair do estado de pobreza, mas esse nunca foi o objetivo maior dado aos cristãos como missão. Entretanto a igreja atual, por força da ação dos teólogos e apologetas comunistas, tem se voltado para o desvio em direção aos pobres e em detrimento ao Reino de Deus.

Quer saber se sua igreja está em rota de comunismo, basta olhar para onde ela está indo. Se for em direção aos pobres, em detrimento do Reino de Deus, ela está caminhando em direção ao comunismo.

Obviamente vários pastores irão dizer, talvez gritar, que na igreja deles não há comunismo, nem comunistas. Talvez eles sejam a exceção, mas sou capaz de adivinhar que alguns desses são praticantes da Teologia Integral, informalmente.

Não é difícil perceber os irmãos cristãos defendendo as tais políticas publicas recentes voltadas aos pobres como razão para a manutenção de políticos visivelmente corruptos no governo. Eles o fazem por acreditar que essa é a postura teológica correta ou até por medo da ira divina, caso não o façam.

A boa teologia é e sempre será libertadora. A boa teologia não vem das classes comunistas e nem das classes capitalistas. A boa teologia vem do e pelo Espírito Santo. Embora haja muitos bons livros, eles não são portadores da sã doutrina. Nada contra a leitura que eu mesmo empreendo e incentivo, mas não quero enganar a ninguém. A boa teologia é derramada pelo Espírito Santo em nossos corações, em especial quando nos devotamos aos doentes espirituais, que se acham perdidos e sem salvação.

O comunismo não nos livrará de nada, nem mesmo do capitalismo selvagem. Apenas nos afastará daquele que é único e poderoso para nos salvar do pecado e da carne. Sim, a nossa igreja cristã é comunista, assim como a educação, a política e a mídia, infelizmente. Certamente isso não ocorre somente aqui. Olhe para o mundo sem preconceito e veja com seus próprios olhos.

lousign

MAIS QUE VENCEDORES

Se desejar um Seminário Mais que Vencedores, sobre vitória e sobrevivência, preparando a Igreja Local para enfrentar um possível período de repressão ou perseguição, fale comigo via comentários para agendar.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.