A Gruta do Lou

História do cristianismo ocidental

darwin Charles Robert Darwin

Então, Deus criou o mundo cheio de boas intenções. Como o Paulo explica, fez a terra, a água, as árvores de todas as espécies, os animais de todos os tipos (serpente inclusa) e finalmente, sua obra prima: o homem. Ao perceber a solidão de Adão usou seus superpoderes e o fez dormir contra a própria vontade e retirou-lhe uma costela, já que havia gasto toda sua imaginação, e dela fez Eva e por ela se apaixonou, um dado não constante dos melhores manuscritos.

Antes dos dois descobrirem os prazeres do sexo, esse pecado abominável, o diabo apareceu em cena, sabe-se lá de onde, logicamente em uma hora de ausência do Adão ausente, provavelmente no escritório ganhando o pão de cada dia, sem o qual Eva não o deixaria entrar em casa, no fim de um exaustivo dia de trabalho, embora ele ainda não houvesse pecado. O demônio, que é macho e gay, ronda as mulheres por considerá-las tolas e frágeis. Depois de uma sonora cantada, convence a preferida de Deus a pecar, certo da competência dela em dobrar Adão para juntos consumarem o ato eterno e sublime que traria a desgraça irreversível a toda a humanidade.

Não deu outra, Eva estava nua e não foi nada difícil enrolar Adão. Juntinhos eles comeram o fruto proibido, ou Adão comeu, sei lá. Daí para frente foi só bucha. A mulherada gemendo gritos de dor a cada parto ou coito e os homens sofrendo as dores do trabalho escravo e algum prazer libidinoso esporádico. Deus nada fez, a não ser colocar uma roupinha ridícula, feita de folhas de bananeiras, nos dois.

Milhares de anos se passaram, com todo tipo de sofrimento possível e imaginável assolando a indefesa raça humana, sob as misérias da religião judaica dogmática e o resto dos infelizes anti-semitas. Então Deus acordou de seu sono divino e resolveu acabar com aquela palhaçada insuportável enviando um missionário capaz de cortar as asas do demônio: seu único filho. Jesus veio com toda aquela teimosia doce, peitou todos os poderes estabelecidos e teve o esperado castigo naquela cruz infame. Não sabiam seus verdugos das intenções do messias cristão, morrer para dar a vida, o grande golpe. Então Deus voltou a dormir e parece continuar nisso até agora.

Enquanto isso, forjaram no inferno um cara chamado Charles Darwin e o mandaram para cá. Esse excomungado ousou avacalhar com essa história toda através de uma sutileza científica qualquer e colocou na descrença milhares, em uma única baciada. Era pouco, então o pessoal chifrudo do hades enviou outro missionário, um tal de Marx. Com uma única frase (A religião é o ópio do povo) levou outra bacia cheia de descrentes da combalida igreja, fora o estrago no sistema econômico preferido pelos cristãos. Aí, os capetinhas tentaram o golpe de misericórdia e mandaram outro ser requentado no lago de fogo, cheirando a enxofre, um tal de Nietzsche para esculhambar de vez com o negócio de crucifixos e bíblias. Esse, entre tantas afirmações perturbadoras, disse: Deus está morto. Aí a bacia cristã se encheu de almas penadas. Os três em um único século, o mesmo onde viveram grandes nomes cristãos, mas nenhum com a competência desses senhores infernais citados e nenhuma para contradizê-los. O Ruben Alves e eu, embora nunca tenhamos trocado um único aperto de mão que me lembre, aderimos ao inimigo, já que Deus parece não nos ligar à mínima.

Nietzsche mentiu. Deus não morreu, apenas dorme seu sono secular. Às vezes me iludo, se eu não o fizer quem o fará? Como no fim da semana passada quando arrumei um dinheirinho e paguei uma ou duas contas em meio a tantas outras vencidas, e me fiz acreditar ser isso uma grande benção do Pai Celestial. Ora! Se fosse Ele, teria mandado outro filho único para morrer em meu lugar e me libertar completamente das garras do sempre criativo e oportunista satânico.

Aqui estou eu, cercado de livros teológicos, Bíblias em várias línguas, com o coração apertado pelo dogma e cheio de dúvidas, fora outros probleminhas que não convém mencionar para não dar idéias aos meus opositores, na verdade, com uma questão que abrange as demais: Aqueles senhores anti-cristãos do século XIX estavam certos? Se estavam, me ferrei. Agora não dá mais tempo de viver uma outra vida mais esperta, com escolhas mais acertadas tipo: Obama para presidente de um país imperialista e recordista mundial em assassinatos de gente inocente em toda a hstória da civilização para o qual não ligo a mínima, ou seguir uma sólida carreira de arquiteto e músico boêmio nas horas vagas, com muito sexo e drogas, sem ultrapassar os limites sociais aceitos, lógico. O resto não faz a menor diferença.

Nietzsche errou de novo, pior do que a certeza é a dúvida e com ela a descrença.

OPs: Grutenses corinthianos ou não, sensíveis e politizados ou não, visitem os outros blogs saídos da mesma pena. Você poderá rir ou chorar, enfim muitas emoções garantidas.

Você se acha mais inteligente do que eu? Então clique aqui e teste seu QI. Se fizer menos do que 36, você está com a razão.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

12 thoughts on “História do cristianismo ocidental

  1. Lu, tenho errado à procura da Gruta há semanas…

    Noto que você está usando muito a palavra bacia, você pagou pelos direitos?

    Eu também tenho uma pá de dúvidas, se isso faz você se sentir melhor.

    Uma delas tá sendo achar a Gruta.

    Se não complicar o pessoal se afasta. Ninguém gosta de facilidades. 🙂 Mas você achou e isso tem valor para mim. Estou me sentindo melhor em saber de suas dúvidas. Nada como o sofrimento alheio para aplacar o nosso. Não tinha reparado no uso contínuo da palavra bacia. deve ser algo lá no meu inconsciente.

  2. Lou

    Isso não é teste de QI é de QO (de óptico)…

    Sem óculos perco a razão : 56. Colocando os óculos passo a ter razão..risos…29

    De acordo, tá mais para QO. Ainda bem, assim você não sairá por aí dizendo que é mais inteligente que eu. Mas, cá entre nós, tive grande dificuldade para discernir aquelas cores, com óculos. Talvez deva fazer uma visita ao Hospital Oftalmológico de Sorocaba.

    Quanto ao post…

  3. Lou, que Post esclarecedor!
    Agora entendo porque o evangelismo deixou de ser o proclamar das boas novas de um Jesus Ressurreto.
    Não importa se as pessoas creiam ou não em Cristo. Importa sim que entendam que Deus está vivo e pode nos dar o sucesso que o Gênio da Lâmpada prometeu, que a mais valia é só uma questão de justiça para com os donos do din-din e que o universo foi criado em 7 dias. Assim as obras do inimigo são desfeitas e realiza-se 90% do trabalho para salvação da alma do sujeito. O resto é dedução lógica.
    Abrçs,
    Rogério

    Pois é, duro é convencer o pessoal dessas sutilezas escancaradas. Né?

  4. Lou, você se nivelando a Ruben??

    quem diria..

    Abraços

    O cara anda meio triste e esquecido, então resolvi dar uma colher de chá para ele. Se preferir uma mentira, poderia ser o elogio vertical, também pode funcionar, mas não foi o caso. 🙂

  5. Até parece que seu QI é tão pequeno assim…

    Lou, é verdade! Infelizmente como você comentou no meu blog eu também gostaria de encontrar um judeu que defenda os cristãos como fez Yancey em relação a eles. Bom, eu não tenho mt contato com judeus, mesmo pq não conheço nenhuma daqui de Uberlândia -MG.

    O único amigo judeu que eu conheço é David Silver, judeu messiânico que sem dúvida defende mt bem os cristãos 😉

    Abraços,
    Fique na GRAÇA!

    É que o editor dele é judeu. Cristãos não costumam dirigir editoras, só igrejas. Editoras dão muito trabalho e o cara tem que ser do ramo, caso contrário naufraga.

  6. Penso, que Deus está totalmente isento!
    A maioria das pessoas, prefere colocar a culpa de suas agruras em Deus, no amigo, no vizinho, na mãe, no pai…
    Esquecendo-se que ele, e somente ele é responsável por qualquer acontecimento da sua vida!
    A lei dourado do: ” só se colhe aquilo que planta!”

    Gostei daqui!!!

    Beijos de luz e uma semana feliz…

    Obrigado pela visita. Estou honrado. Essa frase sua “´ele é responsável por qualquer acontecimento da sua vida” é forte para mim. Minha teologia (acho que todos tem uma) é menos rigorosa, mas tenho dúvidas enormes sobre isso. Se você estiver certa, e há chances disso, estou frito. Algumas coisas que me aconteceram não fazem sentido. A menos que …
    Volte sempre, você é bem vinda.

  7. Parece que Ele resolveu acordar do sono profundo. Juro. Foi semana passada, aqui em Belo Horizonte. Choveu cada pedra de granito (que mereceriam aquela confusão comum, “cada pedra de granizo!”)

    Acordou e parece estar com um mal humor ligeiro.

    Abração.

    Fique tranquilo, Deus dorme seu sono divino. Essa parte foi delegada a Pedro há séculos. 🙂

  8. Lou felizmente estou com a razão, fiz 34 no teste rs….sempre achei que tinha algum problema.
    Falando do nosso amigo que queria pertencer ao clero da Inglaterra mas acabou virando naturalista, posso dizer que estou mais para suas escrituras no livro Origem das Espécies do que para a cartilha de São Paulo…sei lá, como disse o velho teólogo Benjamin Warfield:
    E preferível acreditar no método teórico da providência divina (argumentado por ele), do que nas confusões escriturísticas (Sigo Paulo ou a Cristo?).

    Quais confusões? 🙂

  9. É um “Color QI”. O resultado não traduz sua ‘quantidade de inteligência’, mas o quanto vc entende de ‘arco-íris’ (hummmmm).

    Você acaba de revelar às crianças que Papai Noel não existe. 🙂 E o post? Nada?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.