A Gruta do Lou

Fome e Terremoto

NOTÍCIA IMPORTANTE : Não recebi autorização para divulgar, mas acredito que quem escreve um blog, deseja ser conhecido. Então conheça o blog do Thomas , meu filho. Se interessar, acrescente no seu Bloglines ou Netvibes.

Haverá fomes e terremotos em vários lugares. Tudo isso será o início das dores. Mt. 24: 7 a 8.

Estava aqui, ontem a noite e, de repente, minha mesa começou a tremer, sobretudo, o monitor balançou, sem que houvesse qualquer razão para tal. Durou algo em torno de um minuto. Fiquei com a sensação de ser um terremoto, embora pudesse ser um movimento de terra localizado. Hoje cedo, veio a confirmação: Um abalo sísmico, com epicentro no mar, na costa de São Paulo, ocorreu de fato.

Todo mundo sabe que Jesus era meio falastrão. Vivia ousando desdizer os sacerdotes e profetas, imprudentemente, como se fosse o Filho de Deus ou algo assim. Tanto insistiu que acabou como todo mundo sabe. Se Ele tivesse um pouco de jogo de cintura, fosse mais brando e contido em suas afirmações e nada daquele horror teria lhe acontecido.

Um tema que Ele parecia dedicar especial atenção era a questão do fim dos tempos, ou os temas apocalípticos. Mateus narra, com detalhes, um desses discursos do Galileu imprudente, no capítulo 24 de seu evangelho herético.

Certa vez, estava fazendo propaganda enganosa em uma Igreja, sobre a Missão Portas Abertas e toda aquela mentira envolvendo a Igreja Sofredora (inventada por eles) e, convidado a pregar, usei uma parte desse capítulo e fiz uma breve narrativa sobre o tema. Falei dos terremotos, mas ainda não havia sentido como era. Agora já tenho alguma experiência real com o fato. Expliquei que os anjos de Jesus viriam para verificar quem tinha crédito para ser reunido com os eleitos, dos quatro ventos, de uma extremidade a outra dos céus. Isso significa pessoas de todas as raças, (frase que o Guilherme Kerr incluiu na linda música que ele compôs para o Congresso Missionário da Igreja Batista do Morumbi, muitos anos atrás), inclusive chineses, japoneses, árabes, iraquianos e até cubanos, imagine.

No final daquele culto, um homem se aproximou com cara de cético e pediu para eu informar em que texto da Bíblia essas coisas que eu falara, poucos minutos antes, estariam escrito. Na verdade, os três evangelistas confiáveis citam o mesmo discurso (Mateus 24, Marcos 13 e Lucas 21) e isso não é pouco.

Para mim as dores começaram faz tempo. O terremoto só avivou minha memória. As traições, o ódio, o amor se esfriando a torto e direito, os enganadores fabricados na Metodista, na Batista (onde eu estudei) no Seminário Batista do Sul no Rio, ou no Presbiteriano Independente de S. Paulo e o aumento da iniqüidade estão por aí.

Se desejar saber, eu direi: Quem perseverar até o fim será salvo.

Isso significa que todas as outras bobagens, de nada adiantarão. Pode cantar até se esgoelar, fazer vigílias, acampamentos, acampadentros ???, retiros, correntes, ler o Calvino e a Gruta, nada disso servirá. Suportar a tribulação é a chave.

Mas preciso avisar, o Nazareno não estava falando das tribulações visíveis em si, falava da fidelidade, do caráter, de mesmo em face da morte, não temer. Para onde o senhor for, irei também. Algo bem fundamentalista e radical, mesmo. Aliás, Jesus era um fundamentalista radical, não ao judaísmo, mas a si mesmo e ao seu Pai, de quem ele falava muito, mas ninguém nunca viu.

Espero que sua mesa não precise tremer como a minha para você se tocar.

Quanto à fome… bom, deixa isso p’ra lá.

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter

21 thoughts on “Fome e Terremoto

  1. Tás a ver?
    Agora foi num terramoto que ouviste a voz de Deus. 🙂

    Mas deixando de lado as brincadeiras, os sinais andam aí há muito tempo… as contracções cada vez são mais intensas..e é como diz a Palavra: aquele que perseverar será salvo!

  2. Lou….minha mesa está a tremer a algum tempo com tantas descobertas que tem feito tremer minha vida em todos os sentidos…sempre achei que existissem homens de Deus (não faço idéia de que tipo de ingenuidade tirei isso) e que aqueles que se chamam por seus filhos fossem todos verdadeiramente seus filhos… doce ilusão…. meu terremoto (9.1 na escala Richter) ainda não parou de causar destruição….mas voltando aqui a Ubatuba, essa terrinha tremeu mesmo ontem a noite, e acredite, fiquei esperando a tsunami.
    Maranata !!

    Alice

  3. Alice

    Esperei nos jornais da TV, no final da noite para confirmar se havia sido um terremoto, mesmo. Mas além de informar que a terra tremera a partir de São Vicente, não disseram mais nada. Só hoje consegui a confirmação, a intensidade e as consequências. Sempre pensei que se viesse um terremoto no Brasil, não pararia nada em pé, poi ninguém está preparado para isso. Descobri que a lei que rege as construções em Sampa obriga uma série de cuidados para prevenção de terremotos, nas construções. Se cumprem, ninguém sabe. Em outras palavras, mesmo que eu tivesse o dom de milagres, não poderia fazer nada, doze horas depois do ocorrido.

  4. Eu estava no quarto com minha cachorra, não sentimos nada. Mas um hospital a 30 metros daqui teve rachaduras. Meu filho no l4o andar de um prédio na avenida paulista se assustou bastante, ele está morrendo de medo de Jesus voltar e ficar para trás, pode? meu filho pensando assim? quem devia estar preocupada assim era a mãe dele, eu aqui, tranquilona, pagando para ver. Lou, este espaço para comentários é largo, a gente fica com vontade de escrever e não parar mais, sabe, igual aquelas pessoas que vão na igreja dar testemunhos, e porque não tem experiência em falar ao público, começam a falar e não para mais, e a gente precisava começar a tossir, era hilário, mas onde eu estava mesmo, ah sim. esqueci.

  5. Bete

    Bem observado. O espaço é largo e totalmente liberado para ser usado a vontade. Entendeu a sutileza? Seu filho foi traído e deu o serviço. Agora você pode descansar que o cara está controvertidíssimo. Só não garanto que isso sirva para alguma coisa, mas não sou confiável, como você já dever ter percebido. 🙂

  6. Jorge

    Penso em você, também, enquanto busco por um template que funcione e tenha uma carinha minimamente aceitável. Sei que só encotrarei a solução definitiva quando for capaz de desenvolver um específico para a Gruta. Parede que isso é normal. Os blogs mais conhecidos tiveram uma trajetória parecida. Começa no Blogger, vai para WP até chegar no seu próprio. Agora, que as coisas tremeram aqui em casa, tremeram. Acho bom os arquitetos das Gruta colocarem as barbas de molho. 🙂

  7. Lou, conheco bem essa tgremedeira. É uma sensacao muito estranha. Logo assim que acabamos de renovar a casa onde vivemos, tivemos um terremoto fortíssimo tb. O primeiro na minha vida. As nossas paredes novinhas ficaram racahadas. Eu estava trabalhando no PC e ele de repente quedou para a frente e para atrás, tive que segurá-lo. A cama onde o Daniel estava dormindo veio parar no meio do quarto. Na hora nao sabia o que pensar e achei que era alguma locomotiva velha e pesada passando, pois nossa casa dá de fundos para a linha de trem, mas logo depois o Christian me ligava querendo saber se estávamos todos bem após o terremoto.
    Todos os dias quando acordo ou vou dormir, tenho a sensacao que vou acordar com um estrondo, com um relâmpago, com a voz do Senhor ouvindo desde o ocidente. É por ai mesmo, alguém tem alguma dúvida?

    Já visitei o Thomas.

    Abracos

  8. Georgia

    Esses fenômenos naturais tem uma mensagem inegável: Somos impotentes diante de do Criador. Não que Ele seja o perigo. Me parece que está muito mais ao nosso lado do que possamos imaginar. Mas se não conseguimos evitar nem esses acontecimentos ligados à terra, ao clima e essas máquinas maravilhosas que inventamos, quiça seremos capazes de mudar o desígnio divino. Ele terá que intervir naquele dia, pois a humanidade precisará disso. Quem viver verá.

  9. oi Lou, por aqui nada tremeu… ainda…
    por aqui o que se anda vendo muito sao as picadas
    de dengue…
    tremores, epidemias
    a coisas tá boa…
    beijos,
    alê

  10. Alê

    …ou seja, quem está causando tremor por aí, são os mosquitos, mas a ordem é esconder o fato, se já percebeu. Trataram de transformar um caso grave, mas corriqueiro, em uma catástrofe nacional para esquecer a Dengue, que ejá matou perto de cinco mil pessoas. Por essas e outras é que os terremotos, as tempestades, furacões, etc… continuarão avisando aos seres humanos que o dia se aproxima, já que a igreja e os pastores que tinham essa tarefa, andam muito ocupados com outras coisas. Certo? Mas ainda estou orando pelos dengados. Não é grande coisa, mas como sou um justo…

  11. Acho que estou virando uma “espécie de especialista” em terremotos(rá).
    Alguém comentou alguma coisa sobre um terremoto em São Paulo e eu sai com um discurso de impacto sísmico, talvez no mar, na costa, placas tectônicas e abalos e tal. Que espertinha eu. Se ficar adivinhando assim, talvez jamais passe fome.

  12. Você não anda advinhando, não. Do alto de minha imensa sabedoria e espiritualidada, vejo a mão divina sobre você indicando que você é uma das poucas escolhidas, dentre todos os chamados. Te cuida!

  13. Acho que este post começa e termina comigo.
    Já agora, tu és esperto Lou: fazer anúncio do blogue do Thomas, exactamente no dia em que ele escreve sobre os pais!
    Que coincidência! 😀
    Ehehehehhe

  14. Vilma

    Não espalha. Ninguém tinha percebido minha esperteza. 🙂 Confesso que lembrei de você enquanto escrevia o texto, mas não foi só em você, principalmente, estava a falar de mim mesmo, das tantas vezes em que me deixei levar pelo irrelevante. Agora tenho que ser seletivo, pois não tenho mais tanto tempo a perder. Certo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.