A Gruta do Lou

Educação, re-socialização e corrupção

Coração Valente

Nessa caminhada pelos caminhos da Cardiopatia Congênita, fizemos alguns bons amigos. A Rose e o Roberto, pais do Felipe (um cardiopata congênito da mesma idade do Thomas) são o exemplo mais relevante desse fato. Eles se engajaram, firmemente no Projeto Coração Valente e têm contribuído para o tratamento do Thomas, relevantemente. Ontem, passamos o dia no INCOR, com uma saída para almoçar com a minha mãe. No final do dia, a Dedé conversou com a Rose e ficou sabendo que o Felipe estava sentindo alguns enjôos. Durante a madrugada de ontem para hoje, o Felipe piorou e seus pais o levaram para o INCOR. Ele teve um derrame de pleura e está descompensado. Agora à tarde, falei com uma das médicas que o está atendendo e fui informado que ele já melhorou um pouco, mas ficará internado para re-equilibrar seus indicativos vitais. Peço a todos vocês que lembrem do Felipe e seus pais em suas orações.

O Thomas precisa melhorar seu sangue. Amanhã, às 13 hs., ele tem encontro marcado com um hematologista, aqui em Sorocaba. O cateterísmo só poderá ser realizado quando essa questão estiver em ordem. Estou tentando viabilizar um convênio de saúde para ele. Isso facilitaria muito todo esse processo no presente e no futuro, mesmo que não cubra tudo.

Segunda-feira precisaríamos estar no INCOR para mais uma hemo-diluição, mas ainda não sei se conseguiremos ir. Só o Senhor sabe.

Educação, rê-socialização e corrupção

A educação atual baseia-se, primordialmente, em memorização auditiva de conhecimentos. O livre pensar, o estudo do meio, a pesquisa, a participação, a socialização dos meios de aprendizagem, o trabalho em equipe, estudo dirigido, pequenos grupos, seminários, etc… não fazem parte. A arte, em todas as suas manifestações, os esportes, a educação física, financeira, industrial e doméstica foram afastados dos currículos, infelizmente. A escola pública foi sucateada em favor das escolas particulares, cujo único objetivo é o lucro fácil. O ensino secundário, no Brasil, é uma fonte de lucros como qualquer outra indústria e o universitário beira a piada de mau gosto.

Os milhares de menores infratores gerados por essa situação serão tratados por programas e projetos voltados à sua rê-socialização. Até Deus duvida dessas estratégias. Tudo indica que são pretextos políticos para desvio de verbas do governo, como sempre. Mas eu não acredito nisso, claro.

Powered by ScribeFire.

lousign

3 thoughts on “Educação, re-socialização e corrupção

  1. É incrivel como as pessoas se cruzam e se conhecem em circunstâncias em que a dor as une.
    Esses amigos, melhor do que ninguém, podem saber o que vocês passam.
    Sabemos que não foi por acaso que se conheceram. 🙂
    As nossas orações estarão com eles também.
    Um abraço amigo e fraterno em Cristo.

  2. Pingback: Lou Mello

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *