A Gruta do Lou

Conhecedor de Deus.

Acordei preguiçoso, hoje. Segundo as regras da Gruta, melhor escrever logo o que for e deixar o melhor texto mais para frente. Ainda estou revoltado com a falta de perspectivas. Antigamente, ao iniciar um novo ano, isso era o que não faltava. A dificuldade ficava por conta do que descartar, tantas eram as opções disponíveis. Mas não fazem mais anos novos como antigamente. Uma coisa é certa, ainda há muitas falsas crenças religiosas no mercado para massacrarmos. Alguns leitores ficam bravos comigo, por isso. Quando eles perceberem que estou do lado deles, defendendo e preservando sua integridade e, até sua sanidade, eles irão me agradecer.

Aliás, tenho visto com alegria uma crescente empolgação em favor de desclassificar essas bobagens mitológicas e inverídicas que tanto estrago fazem na vida das pessoas, sem falar que são a matéria prima ideal para a pastorada mal intencionada roubar-lhes, de tudo que é jeito.

Deus me ama. Fazia tempo que ele não tinha alguém que o compreendesse tão bem. Claro que não chego aos pés de muitos outros representantes de Deus, muito mais dignos que eu. (sic). Mas tenho agradado o Criador e ele tem manifestado seu contentamento, sem reservas. Deus tem muito mais senso de humor que eu, acredite. Quando digo que Ele não interfere, se ausenta, sai de férias, etc… sua atitude imediata é corresponder, em minha vida, às minhas afirmações. Não que ele corresponda aos pensantes contrários com presença, aí não teria a menor graça. A esses Ele deixa que se enforquem em suas próprias cordas. Afinal, é muito mais engraçado.

A melhor piada de Deus em relação às igrejas que juram andar segundo a vontade de Deus é o que Ele dirá no julgamento final: Nunca vos conheci. Se há uma igreja com alguma coisa divina, não sei. Mais difícil ainda, é encontrar alguma pessoa cheia do espírito, como se dizia antigamente. Pessoas cheias de dogmas e religião há aos montes e, pior ainda, elas acham que estão cheias de Deus. Coitadas. Nunca tinha pensado nessa palavra etimologicamente, é um palavrão, já repararam? Coitadas. Pior do que ir para o inferno (outra coisa que não tem nenhum fundamento divino) é ir sem saber que está indo. Tomara que haja mesmo um inferno brasileiro. O que? Estou nele? Mentira.

Admiro-me com as muitas inconsistências em minha vida. Incrível como um único individuo pode cometer tantos erros (leia pecados). Tudo devido às crenças falsas e equivocadas. Nem sei mais onde estou. O que pensava estar certo, sobre o que construí meu castelo, era areia pura e cheia de sal. Agora não faço a menor idéia do que é certo. Desconfio de tudo e de todos. Olho para as pessoas e me pergunto o que elas querem surrupiar de mim. Não, não, nem tudo está perdido. Conheço a Deus como ninguém.

Um dia, depois de mais uma daquelas porradas homéricas que tomamos na vida, suspeitei que Ele estava a meu lado, em pessoa incorpórea, claro. Então perguntei: O Senhor está aí e não faz nada? Ele respondeu: estou e não farei nada, a não ser continuar a seu lado, admirando você, caminhando com você e se for necessário, carregando você. Esse é o bom e velho Deus. Vá e seja como eu, mas respeite o livre arbítrio de todos. Não posso mudar ninguém, nem a mim mesmo, sem interferir com o livre arbítrio dos outros.

Viver, segundo a cartilha divina, não é fazer mudanças. Viver é ouvir, permitir, perdoar, esperar, jejuar e entender.

8 thoughts on “Conhecedor de Deus.

  1. Na pior das hipóteses (ou na melhor), pode continuar blogando. É uma boa perspectiva.

    Faz anos que eu não consigo falar em ‘coitado’ sem pensar na maldita etmologia!

  2. eu me identifico bastante com esses pensamentos, ainda mais hoje que eu fui ver aquele video zeitgeist que esta super famoso na web com milhões de cliques, às vezes levamos uma vida crista tão hipócrita e cheia de costumes de religiosidade, da tristeza ver isso, só a bíblia a oração e jejum que podem nos mostrar as verdades, um problema grande também é a ignorância, quanto menos sabemos mais chances temos de estar errados… texto ótimo, desejo crescimento e felicidade pra sua vida em Cristo.

  3. Olá Lou!
    Tenho vindo a sentir que a Igreja, afinal, é mais imperfeita do que eu pensava, ou antes, do que eu acreditava.
    O problema é que eu também sou a Igreja. Então pergunto: “eu sou assim?” Não, não quero! Mas eu também sou a Igreja. E quanto mais autentica tento ser, mais apartada me sinto.
    Comecei o ano com grandes questões. Vêm-me à mente palavras de um líder, na igreja, o qual me disse que era para eu meditar durante 2 ou 3 dias: “pior do que ser incrédulo é desistir daquilo que se vê e acredita”. Uma das questões é que eu não vejo, embora acredite. Outra é que não me passou pela cabeça desistir de nada.
    Percebi que tudo está bem enquanto somos “carneiros”, dizendo “amééén” a tudo. Mas quando esse “amééén” não sai porque discordamos de… então temos um problema, ou seja, somos um problema.
    Fico baralhada: O que é mais importante? Estar tudo bem ou deixarmos de ser hipócritas?
    Conheço Deus e sei que Ele me ama!
    Obrigada pelo texto.
    DTA

  4. Se a gente entender que esse “estou e não farei nada, a não ser continuar a seu lado, admirando você, caminhando com você e se for necessário, carregando você.” é o papel dEle… tá tudo certo!

    Bjo!!!

  5. Pedro

    Agradeço sua visita e primeiro comentário. Será uma grande alegria recebê-lo por aqui, sempre. Um abraço.

  6. pensei que só eu percebesse o “coitado”. baita palavrão né Lou? rsss
    Santo humor de Deus…
    ler você me deixa menos sózinha… menos cansada e mais segura de que existe uma igreja prá gente como eu, amada por Deus, apesar de, contudo e por tudo…
    beijão grandão mano!
    🙂

  7. E o mais engraçado é o quanto erramos ao pensar que conhecemos muito a Deus. Acredito eu que a minha vida inteira não seria suficiente para conhecer a magnitude do grande Eu Sou.
    “Conheçamos e prossigamos em conhecê-lo…” Que Ele me ajude a conhecê-lo.
    Chris

  8. “Viver não é fazer mudanças”.Parece que estamos na mesmice de sempre,aí vem Ele e nos ensina de uma maneira com a qual NÃO gostaríamos de aprender.Mas Ele é Deus,e assim será.Ainda bem,que muitas vezes Ele nos carrega no colo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *