Blog e sexo

Vários fatores têm contribuído para isso. Antes de tudo, e no nosso caso, em todos os anos, durante o período de férias do pessoal  acima da linha do Equador, observamos uma queda importante da freqüência, geralmente em torno de 50%. Esse blog, embora seja editado em português, é lido por pessoas que residem fora do Brasil, com expressiva assiduidade. Vale lembrar que não estou me referindo à visitação ou consulta de páginas, mas à efetividade no acompanhamento ao blog. O maior índice, dentre às origens das pessoas que nos visitam, pertence ao Google, campeão absoluto nessa categoria. Por outro lado, uma porcentagem muito grande dessas visitas googlista é única, ou seja, não se repete. Outro fator determinante nesse fenômeno, sem dúvida, é o Twitter, especialmente no caso do pessoal residente no país. Nota-se, com clareza, a presença de antigos blogueiros no Twitter, enquanto seus blogs permanecem abandonados ou movidos ocasionalmente. Se deixaram seus próprios blogs, quanto mais os outros. Em um mundo  fast food e de mudanças muito rápidas, nada disso me surpreende. Sinto muito pelo fato de terem abandonado a escrita mais longa, que exigia mais dos escritores, em tão pouco tempo, temendo que isso tenha a ver com o sucesso do mecanismo de frases curtas em nosso meio. Os blogs e os sites de relacionamento obrigam o pessoal a escrever mais e melhor. Isso não quer dizer “ser prolixo”. Claro que a competição para apurar quem consegue mais seguidores, embora infantil, seja relevante, nessa mudança. Especificamente , a Gruta passou por situações próprias que levaram alguns dos nossos mais assíduos participantes. Em especial, algumas mulheres, primeiro com o nosso distanciamento de uma linha mais voltada ao sentimento recheado com exemplos de vida do narrador, muito comum em tempos de Gruta, e depois com o fenômeno que afastou certas senhoras descasadas ofendidas por eu ter mencionado o infeliz texto bíblico de ITimóteo 5: 11 a 15, escrito (em forma dissimulada) pelo insensato apóstolo Paulo ao seu discípulo, aparentemente, por ele estar sofrendo os mesmos problemas suportados por nós. Desejava abrigar em nossas páginas as viúvas e divorciadas, por entender serem elas grandes sofredoras, mas fomos imprudentes em não observar os parâmetros dados pelo apóstolo preferido de Calvino. Quanto às mulheres, de forma generalizada, só me cabe respeitá-las, elogiá-las e admirá-las sempre e isso inclui buscar, junto com elas, uma liberdade verdadeira e edificante. Talvez tenha me excedido em mencionar nossa luta em favor de nosso filho e ignorar que muitos preferem não ver tais, digamos, excentricidades. Nem pensem que não sei o quanto é difícil manter o nível das postagens, com bom humor e qualidade. Isso sempre será determinante. Posições teológicas, políticas e futebolísticas fazem alguma diferença, também. Estou ciente que porcos, peixes e bambys não se sentem muito bem em ouvir coisas vindas de um confesso e humilde corinthiano, apesar se ser a única opção bíblica, nesse caso. Os fundamentalistas ortodoxos devem sentir algum desconforto com minhas crenças, sem falar na minha opção anarquista, quando o assunto é politica.  Talvez eu não devesse postar fotos de mulheres nuas ou semi. Entendo que isso ofenda algumas mulheres, os viados e a “moral” cristã. Faço isso por achar o corpo feminino belo, mas, sobretudo para combater a dificuldade cristã com o sexo, determinado como pecado por sacerdotes gays, no passado. Também reconheço ser um pouco machista, homofóbico, preconceituoso e anti-semita, mas é só um pouco, na medida em que fui educado e condicionado, mas não quero matar ou machucar ninguém, só não gostaria de ver algumas dessas diferenças em minha cama. No caso dos judeus, que eles fossem mais solidários com os gentios. Como você pode ver, tenho poucos defeitos. Enfim, a vaca blog está indo para o brejo. Quanto a mim, com ou sem visitas e  comentários conseqüentes, seguirei escrevendo, nem sempre acertando, mas insistentemente fiel. Tudo isso vale para todos os blogs. Muitos estão caindo fora (nem todos) ao constatarem a debandada. De fato, ela pode ser irreversível, embora custe a acreditar.

Author: Lou Mello

9 thoughts on “Blog e sexo

  1. Pingback: Lou Mello
  2. Coincidência…outubro/08,foi quando entrei na Gruta,via Bacia das Almas…aqui em casa existe uma teoria sobre a minha permanência em determinados lugares (pé frio) tô achando que está na hora de picar a mula,afinal a vida tem que seguir seu curso…

    Conversa boba sô! Em nenhuma das causas apontadas, aventei a hipótese “pé frio”. Outra coisa que não cremos por aqui: superstições. Aliás, todos os indivíduos convidados para a nossa festa são, a rigor, “pés frios”, ou há endividado, deprimido, etc., que não o seja? Para com isso.

  3. Quanto a colocar fotos de mulheres nuas, seminuas etc, etc… desde que sejam bonitas, o que é uma constante por aqui, nada contra…o que vale é uma boa ilustração, com muito bom gosto.

    Pois é o que sempre digo…

  4. Que as pessoas estejam nos abandonando para o twitter (quando deveriam estar nos trocando por autores melhores, que não faltam), não deveria nos surpreender: ninguém nunca perdeu dinheiro investindo em mediocridade e no imediatismo. Prova disso são todos os blogs de corinthianos e de mulheres nuas, certo?

    Deixe de ser preconceituoso, verifique que o público para lamúrias está caindo rápido e começar a tuitar freneticamente. Já te contei que sou palmeirense?

    Também me sentiria melhor se nos trocassem por autores melhores, seria um consolo legal. Meu blog sobre o Corinthians também é um fiasco. Nem sei falar a língua dos caras e só escrevo o que eles não conseguem entender. Você me contou que é palmeirense, sim. E sou preconceituoso, mesmo, embora não me orgulhe disso e viva me esforçando para não ser. Mas quando me toco, já pequei. Miserável homem que sou. Obrigado por tentar me entender.

  5. Sei que no fundo vc nem é tão anarquista qnto parece!

    🙂

    Psssssiu! Não conte para ninguém. Fica entre nós. 🙂

  6. O twitter é só um acessório de blog, orkut e msn; não tem estrutura nenhuma que dê suporte a uma caverna como essa com todos esses cavernosos; jamais substituirá nossos blogs. não tem como mexer com o chifrudo, fazer travessuras e conquistar o Reino com 140 caracteres, apenas.

    É verdade. Essa mania de querer manter meus filhotes em casa, onde possa vê-los, faz essas coisas. Sempre que abro a coisa e os vejo lá e não cá bate um sentimento meio estranho. Deve fazer parte da velhice ou da chatice.

  7. Bom, palmeirense é perdoável. Mas bamby…

    É, mas eles e´que se sentem mal por aqui. Talvez pensem que não temos nada a dizer, ou sei lá… Claro, toda regra etc, e esse negócio do Brabo palmeirense, sabe como é… pergunte o nome dos onze jogadores atuais do time… ele vai dizer: o goleiro é o Marcos e depois… licença que meu celular está tocando. Bom, pelo menos ele não parece sentir-se mal aqui, ao contrário, boa parte das inovações bem sucedidas na Gruta, foram sugestão dele. Alguns Bambys sumiram, mesmo. Talvez fossem leitores do Corinthians Yes.

  8. Uai Lou, vc já mudou de endereço, entrei no hmello cai no teu blog conrintiano…(argh)..rs

    Lou, voce é um bom blogueiro, fiel às raízes e tem um senso de humor negro como ninguem…A caverna pode estar perdendo a freguesia, mas quando a corda aperta o pescoço, ela será procurada, para caminharmos inseguros, mas juntos.

    Abraço

    Desculpe, resolvi transferir o Corinthians Yes para Word Press hospedado e deu um bolo. Precisei pegar o domínio emprestado para dar um jeito, mas já devolvi e segue tudo bem. Agora, eu não uso humor negro. Meu humor é multi língua, inclusive afro descendente. Também acho que é síndrome de boliche (abrem muitos e depois fecham a maioria, ficando um ou outro, nem sempre os melhores) e quanto a nós, onde houver mais do que um, lascaremos a palavra, sem dó.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *