A Gruta do Lou

Bebendo graça pura

Copo de Leite
Copo de Leite

Por que tantos têm grande dificuldade em sentar e bater um bom papo com o Criador? A razão mais usada para responder essa questão é: Não estou pronto.

Embora os conhecedores da reforma insistam em não nos revelar, o fato é que a afirmação central dela permanece: não por qualquer mérito nosso, mas pela sua bondade, tivemos nosso relacionamento restaurado com Deus através da vida, da morte e da ressurreição do seu amado Filho. Essa é a boa nova, o evangelho da graça. Com sua característica joie de vivre, Robert Capon coloca da seguinte forma: ” A Reforma foi uma ocasião em que os homens ficaram cegos, embriagados por descobrir, no porão empoeirado do medievalismo tardio, uma adega repleta de graça envelhecida mil e quinhentos anos, com teor alcoólico 100% – garrafa após garrafa de pura Escritura destilada, um gole de que Deus nos salva sem precisar de ajuda. A Palavra do evangelho – depois de todos aqueles séculos de tentar elevar-se ao céu preocupando-se com a perfeição de seus cadarços – tornou-se repentinamente um anúncio direto de que os salvos já estavam em casa mesmo antes de começarem (…) A graça deve ser bebida pura: sem água, sem gelo e, seguramente, sem água tônica; não se permite que nem bondade, nem maldade, nem as flores que desabrocham na primavera da super espiritualidade entrem no preparado”. Brennan Manning in O Evangelho Maltrapilho – tradução de Paulo Purim (Brabo) – Textus

030314_1721_Quaresma5.jpg

14 thoughts on “Bebendo graça pura

  1. Depois de uns bons meses visitando a bacia, somente semana passada eu descobri q ele é o anjo responsável pela tradução dessa obra-prima. Salve o homem das idéias q não descansam!

  2. Ricardo
    As traduções dos dois primeiros livros do Manning editados aqui são do Brabo. Como diria o Borges: Os originais não fazem justiça às traduções, nesse caso.

  3. Ao longo de já nem sei quantas horas/banco de igreja, não me recordo de, em nem uma única vez, o preletor ter feito um sermão sobre a Graça. Será que é porque eles têm medo de que com isso os fiéis possam descobrir que não precisam mais de igreja? Ou será porque esses pretensos pastores não sabem falar da Graça porque não se aperceberam dela? Ou será porque eles se sentem mais confortáveis falando de pecado (dos outros)? Ou de regras(para os outros)? Ou tudo junto?

  4. Bete
    Salvo engano, tem um pouco de tudo isso sim. Mas a mensagem que o Homem de Nazaré mandou propagar era a da Graça, sim, sem dúvida.

  5. Vitor

    É isso aí. Espero que você continue gostando muito da Bacia das Almas e guarde um lugarzinho em seu coração para a Gruta, também.

  6. Descobri esse blog via isso. Na comunidade do Brennan Manning no orkut alguém postou algo com o link para o blog, dizendo: descobri o blog do tradutor dele…

    Bem desde este dia minhas Idéias não descansam, lembro que o 1º post era sobre o menino (pentecostal no sul dos USA) que pregava com poucos anos de idade e vivia sua velhice em descrença e céticismo.

    Gosto mt da BACIA.

    Abração Lou
    Fica na Graça!

  7. Bete

    Então uma hora te convido para a minha…teve uma época que eu passei quase o ano todo falando sobre o Sola Gratia na ED.

    Lou

    Quanto à bebida, apesar de apreciar um bom vinho, ainda prefiro a orientação de não me embriagar com vinho, mas me encher, de graça, do ES

  8. Acho que o momento em que vivemos, carece de uma nova reforma. Será que sobraram algumas dessas garrafas, de conteúdo puríssimo, para nos embebedarmos…? Ótimo fim de semana para você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *